Conecte-se agora

Cartão corporativo: Bolsonaro gastou R$ 27,6 milhões em 4 anos, menos que Lula e Dilma

Publicado

em

Em quatro anos de mandato, o então presidente Jair Bolsonaro (PL) gastou R$ 27,6 milhões no cartão corporativo disponibilizado para a Presidência da República.

Segundo levantamento da CNN, de 2019 a 2022, os gastos foram feitos com alimentação, hospedagem e transporte. Corrigido pela inflação do período, o valor é de R$ 32,6 milhões.

O montante foi inferior aos gastos por Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Dilma Rousseff (PT) quando estavam à frente do Palácio do Planalto em seus respectivos primeiros mandatos. Confira:

Gastos presidenciais*:

Governo Bolsonaro (2019-2022) – R$ 32,6 milhões

Governo Dilma 1 (2011-2014) – 42,3 milhões

Governo Lula 1 (2003-2006) – R$ 59 milhões

* Valores corrigidos pela inflação

Um dos fatores que ajuda a explicar a diferença é a distinção na modalidade de despesas.

Bolsonaro concentrou seus gastos em alimentação, enquanto Lula e Dilma em hospedagens durante viagens oficiais ao exterior.

A Secretaria-Geral da Presidência da República, sob o terceiro mandato de Lula, fez uma revisão da classificação das informações de gastos no cartão corporativo e tornou públicos os gastos de Bolsonaro nesta quinta-feira (12).

A informação da divulgação dos dados foi publicada, inicialmente, pela “Fiquem Sabendo”, agência de dados públicos especializada na Lei de Acesso à Informação (LAI).

Bolsonaro gastou, por exemplo, um total de R$ 1,3 milhão em um hotel no Guarujá, onde passou férias, e R$ 16 mil na Academia das Agulhas Negras, onde também se hospedou em viagens ao Rio de Janeiro.

Os gastos com o cartão corporativo incluem despesas diárias dos palácios do governo e também custos com a comitiva presidencial em viagens tanto no país como no exterior.

Entre os gastos com alimentação, Bolsonaro efetuou 161 compras em uma peixaria no Guará, em Brasília. As compras no estabelecimento totalizaram pouco mais de R$ 312 mil.

Outro gasto que chama a atenção é a compra, em um único dia, de R$ 15 mil em uma lanchonete em São Paulo.

Os gastos do cartão corporativo foram colocados em sigilo até cem anos pelo antigo mandatário, alegando informações pessoais.

Entretanto, a classificação dos dados foi revista e as informações liberadas.

A CNN tenta contato com os ex-presidentes citados e com o atual para comentar os dados.

Cotidiano

Ponte afetada pela enchente causa acidente no bairro Raimundo Melo

Publicado

em

Nesta terça-feira, 28, em Rio Branco, um motociclista sofreu um acidente ao cair de moto de uma ponte de pedestres no Parque São Francisco, no Bairro Raimundo Melo, que teve parte da estrutura levada pela enchente do Igarapé São Francisco. Este trecho do Parque, que fica na Rua 11, do Raimundo Melo, foi o primeiro da localidade, a ser atingido pela enxurrada do Igarapé São Francisco, na quinta-feira, 23.

A ponte é de pedestres e usada apenas por viaturas policiais e do Serviço Móvel de Urgência- Samu, mas muitas motos passam pelo local. No local não há placas de aviso de que a ponte está apenas com um lado.

Em um vídeo, uma moradora conta como aconteceu o acidente.

“Gente a ponte aqui do Parque São Francisco caiu e acabou de acontecer o primeiro acidente. O rapaz não sabia que tinha caído tudo aqui e olha o tanto que ele voou e bateu aqui”, contou.

Nas imagens o motociclista, que caiu de uma altura de cerca de dois metros, aparece próximo da moto, já em pé, logo depois do acidente.

O bairro Raimundo Melo teve grande parte das ruas atingidos pelas águas do Igarapé São Francisco. O Parque São Francisco, de responsabilidade da prefeitura de Rio Branco, liga as Pontes das Avenidas Antônio da Rocha Viana e Getúlio Vargas, e vai até a Praça do Relógio.

VEJA O VÍDEO:

Continuar lendo

Cotidiano

Inmet emite alerta de chuvas intensas nesta terça-feira com ventos de 60 km/h no Acre

Publicado

em

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) notificou alerta laranja, que sinaliza o perigo de chuvas intensas para todas as cidades do Acre, nesta terça-feira, 28. O aviso é indicado a partir das 10h e deve durar todo o dia.

Pode chover entre 30 e 60 mm/h ou 50 e 100 mm/dia, com ventos fortes de 60 a 100 Km/h. Existe ainda o alto risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e descargas elétricas.

Na última medição do nível do Rio Acre, divulgada às 15 horas, o manancial atingiu 16,88 metros, o que indica que até a madrugada da quarta-feira, 29, poderá alcançar os 17 metros.

Em casos de emergência, é indicado entrar em contato com a Defesa Civil, no telefone 199 ou com o Corpo de Bombeiros, no 193.

Continuar lendo

Cotidiano

Enchente atinge ponte e isola bairro da Bolívia, em Xapuri

Publicado

em

O drama aumenta com o passar das horas em Xapuri com a contínua elevação do Rio Acre, que superou os 15 metros na tarde desta terça-feira, 28.

As águas do igarapé Santa Rosa atingiram o nível da ponte que liga o bairro Braga Sobrinho, também conhecido como Bolívia, isolando a comunidade da parte central da cidade.

Desde a manhã desta terça-feira, os moradores precisa do apoio de barcos ou de veículos de grande porte para fazer a travessia. O bairro é um dos mais atingidos pela enchente em Xapuri.

Na tarde desta terça-feira, o hospital Epaminondas Jácome foi transferido para as instalações da UFAC no município. Parte da estrutura da unidade de saúde vai funcionar no Centro de Saúde Félix Bestene, que fica em frente ao núcleo da universidade federal.

Continuar lendo

Cotidiano

Rio Acre supera 15m em Xapuri e hospital é transferido para o Núcleo da UFAC

Publicado

em

Por volta das 13 horas desta terça-feira, 28, o Rio Acre ultrapassou os 15 metros em Xapuri se aproximando muito das instalações do hospital Epaminondas Jácome, que já foi transferido para o Núcleo da UFAC no município.

O Quartel da Polícia Militar onde estava instalada a Sala de Situação da Defesa Civil também está próximo de ser atingido pelas águas e com a necessidade de ser interrompido o fornecimento de energia na região, a estrutura também teve que ser remanejada para outro local

Desde a tarde desta terça-feira, a estrutura da Defesa Civil foi transferida para a escola estadual Divina Providência, localizada em local mais alto, mesmo que na área central da cidade.

Os dados mais atualizados apontam que 32 famílias estão desabrigadas e 150 desalojadas na cidade. O número de pessoas que foram obrigadas a deixar suas casas soma 552 até o meio da tarde desta terça-feira.

O prefeito Bira Vasconcelos baixou decreto de Estado de Emergência no município no último domingo, 26, e aguarda o reconhecimento pelo governo federal. Dois agentes da Defesa Civil Nacional estão na cidade orientando os procedimentos.

A coordenação da Defesa Civil Municipal prevê que o nível atinja os 15,50 metros na cidade nas próximas horas, se aproximando muito da enchente de 2012, uma das maiores que já atingiram o município.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas