Conecte-se agora

Vanda Milani destaca integração econômica sustentável com obra do Anel Viário no Alto Acre

Publicado

em

A deputada federal Vanda Milani (Solidariedade-AC) disse que o Anel Viário entre as cidades de Epitaciolândia e Brasiléia, além de organizar o tráfego na Rodovia Interoceânica, integra de forma econômica e sustentável os países da América do Sul por meio dos portos peruanos. A convite do Palácio Rio Branco a parlamentar participou da extensa agenda na região do Alto Acre.

“Teremos uma ponte que facilitará o acesso ao Pacífico. Essa obra complementa o conjunto de esforços que de forma visionária o governo do Acre vem fazendo para infraestrutura com foco no mercado exterior. São grandes as oportunidades que se abrem para o setor produtivo do Acre” analisou a deputada.

Representando a Câmara dos Deputados na solenidade de assinatura da ordem de serviço, em Brasileia, a parlamentar destacou a participação da bancada federal para liberação dos recursos.

“É preciso falar em nome da nossa bancada de deputados federais que buscou de forma incessante a liberação desses recursos junto ao governo federal para podermos estar aqui hoje governador Gladson Cameli testemunhando o início das obras”, acrescentou.

Vanda Milani lembrou ainda o compromisso do presidente Jair Bolsonaro com o Acre. São R$ 60 milhões de investimentos no contorno viário com a construção da ponte sobre o Rio Acre.

“Somados os R$ 21 milhões destinados para recuperação de ramais através da Operação Apoio, as cidades de Epitaciolândia e Brasileia recebem com os recursos destinados ao Anel Viário, cerca de R$ 81 milhões. Esses investimentos ajudam a aquecer a economia local gerando emprego e renda”, concluiu.

Sobre o Anel Viário

Serão mais de 10 km de extensão, contornando os dois municípios, além de uma ponte de via dupla com 250 metros sobre o Rio Acre. Com o anel viário, os veículos de carga que fazem exportação pela BR-317 são desviados do tráfego das cidades, preservando a vida útil das vias urbanas e melhorando a qualidade de vida na região.

Destaque 4

Voo de R$ 6 mil para o Acre faz Marcelo Bimbi chamar parlamentares de ‘vergonha’

Publicado

em

O modelo acreano Marcelo Bimbi, que ficou conhecido nacionalmente após participar do reality show A Fazenda, na Record, e engatar romance com a também modelo Nicole Bahls, fez uma publicação de desabafo em suas redes sociais nesta terça-feira, 22, após verificar o preço de R$ 6.174 num único bilhete de ida partido do Rio de Janeiro para o Acre. Por isso, questionou o trabalho dos parlamentares acreanos na Câmara e no Senado Federal.

“Senadores e deputados federais do Acre, os senhores são uma vergonha. Pra quê usam o plenário da câmara e do senado? Só para benefício próprio?”, questionou ao publicar uma fotografia constando um único bilhete de avião custando mais de R$ 6 mil em voo para o Acre.

“Os senhores estão aí, para lutar pelos interesses do povo acreano, sejam eles quais forem. Vocês deveriam fiscalizar esses preços abusivos. A pandemia está acabando. Aproveitem e voltem a trabalhar. Já que nesses mais de 1 ano nessa pandemia, vocês não ajudaram em nada o governador Gladson Cameli e nem o povo do Acre”, completou.

Para Bimbi, o valor elevado nas passagens de avião ao estado faz com que piadas e falta de turismo envolvam o Acre. “Por essas e outras que dizem que o Acre não existe! Quem vai pagar mais de 6 mil reais apenas num bilhete de ida, pro Acre?”, finalizou.

Continuar lendo

Destaque 4

PMs teriam sido agredidos por abordar homem com criança em moto sem capacete

Publicado

em

Após a repercussão de um vídeo que mostra a agressão de um homem a dois policiais militares no município de Acrelândia, a Polícia Militar do Acre divulgou uma nota ao ac24horas nesta terça-feira, 22, esclarecendo a situação. Segundo a instituição, a confusão começou quando o homem que aparece nas imagens teria sido abordado pelos militares por estar com uma motocicleta ligada e uma criança de 4 anos na garupa, sem o capacete.

A situação aconteceu no dia 20 de junho, enquanto a equipe realizava abordagem de trânsito a outro condutor. “Outro cidadão [ o que aparece no vídeo, estava] em uma motocicleta ligada, com uma criança de, aproximadamente, 4 anos na garupa, o que está em desacordo com a Lei 14.071/20, que só permite a condução de crianças em motocicletas a partir de 10 anos. Agravava a situação o fato da criança estar sem capacete”, diz a PM em nota.

Foi então que os policiais garantem ter se aproximado com a intenção de orientar o condutor para resguardar a vida da criança, “mas ele negou-se a apresentar a documentação solicitada e ofendeu um dos policiais militares com palavras de baixo calão. Em ato contínuo, o condutor tentou evadir-se com a motocicleta e foi impedido por um dos policiais”, afirmam.

A partir de então, o homem teria iniciado a agressão a um dos policiais no rosto e se armou com uma “ripa”, agredindo os dois policiais militares com diversos golpes. “Posteriormente, ao entrar em sua residência, o homem usou de uma vassoura para ameaçar a guarnição, desferindo alguns golpes nos agentes da segurança pública. Os policiais, antes de qualquer tentativa de utilização de instrumento menos que letal (spark), tentaram dialogar com o abordado para que se entregasse”, garantem.

Por fim, o homem cessou os atos de agressão e foi para a delegacia com a guarnição. A PM salienta que nenhum policial revidou a ação violenta do cidadão, que foi encaminhado à delegacia com sua integridade física preservada. “O homem, com suas ações, causou lesões e hematomas nas mãos, braços, ombros, punhos e lombar dos policiais, e foi preso em flagrante pelos crimes de lesão corporal, desacato, resistência à prisão e periclitação da vida e da saúde”, enfatiza a nota;

A instituição afirma que irá buscar junto aos órgãos competentes a aplicação de justiça, com punição pelos atos praticados contra os agentes estatais.

Continuar lendo

Destaque 4

Irmão do governador de Rondônia é exonerado por Gladson e caso cria mal estar “diplomático”

Publicado

em

As relações entre o governadores do Acre, Gladson Cameli (PP), e o de Rondônia, Marcos Rocha (PSL), que sempre foram cordeais e fraternas, sofreram uma “ranhura” inédita até então com direito a mal estar diplomático. Isso porque o irmão do chefe de Estado de Rondônia, Sandro Rocha, que foi nomeado por Gladson para ser diretor de assistência na Secretaria de Assistência Social, Direitos Humanos e Políticas para as Mulheres (SEASDHM) e logo após desentendimentos e acusações de assédio moral acabou sendo transferido para a Secretaria de Segurança Pública, foi exonerado do cargo na semana passada.

Sandro ocupava o cargo de diretor no governo do Acre desde setembro de 2019. A nomeação dele teria sido um pedido pessoal de Marcos Rocha. Como acontece quase que corriqueiramente, quem é exonerado atualmente no governo do Acre não é avisado com antecedência e muito menos cumpre aviso prévio.

O ac24horas apurou que Sandro soube de sua exoneração pelo Diário Oficial e desde então tenta falar com o governador do Acre sem sucesso. Numa dessas tentativas, Sandro acabou enviando mensagem para o celular do vice-governador Major Rocha, pensando que fosse o chefe do Palácio Rio Branco, afirmando que seu irmão, o governador do Estado vizinho, queria conversar com Gladson.

Paralelo a isso, a notícia da exoneração de Sandro já havia chegado em Brasília e o senador Márcio Bittar (MDB), que é próximo do governador rondoniense, tentou entrar em contato também com Gladson. Até o fechamento desta nota, o governo do Acre não havia se manifestado sobre o assunto.

Continuar lendo

Destaque 4

Desvio na BR-317 tem acidentes em sequência e DNIT diz que vai reforçar a sinalização

Publicado

em

Dois acidentes foram registrados neste último fim de semana nas imediações do km 28 da BR-317, no trecho entre os municípios de Xapuri e Epitaciolândia, onde existe um desvio resultante de um rompimento da rodovia federal ocorrido em março passado.

Em uma das ocorrências, um veículo do tipo caminhonete tombou em uma das laterais da estrada após o motorista ter ultrapassado o desvio. De acordo com o jornal O Alto Acre, de Brasiléia, havia 3 pessoas no carro.

No segundo acidente, um carro de passeio caiu de uma altura de cerca de 7 metros, em uma ribanceira ao lado do desvio. Como no primeiro veículo, havia 3 pessoas a bordo. Ambos os carros seguiam com destino à Epitaciolândia.

As informações apuradas indicam que não houve feridos com gravidade. Ocorridos no período da madrugada de sábado para domingo, os acidentes podem ter tido como motivação a falta de sinalização adequada no local.

O superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (Dnit) no Acre, Carlos Moraes, disse ao ac24horas que o local está sinalizado e que desconhece as causas dos acidentes, mas garantiu que o órgão vai reforçar a sinalização.

“O local está sinalizado e, em todo esse tempo, é a primeira vez que temos notícias de acidentes. Não sei as causas dos acidentes, mas, de todo modo, vamos reforçar a sinalização”, disse o superintendente.

Carlos Moraes também falou sobre as previsões para o conserto definitivo do rompimento que foi causado pelas fortes chuvas que caíram em março. Segundo ele, a alta no preço do aço e do cimento é a razão da demora nos serviços.

“Estamos com projeto pronto e empresa contratada. Mas o aço e o cimento tiveram um aumento de preço expressivo, após a pandemia, e estamos vendo a forma legal de resolver esse problema”, explicou.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas