Conecte-se agora

Rio Branco não adota cadastro de pessoas com comorbidades pela internet para vacinação

Publicado

em

Mesmo com toda tecnologia e facilidade que a informática proporciona, a prefeitura de Rio Branco decidiu não adotar o cadastro de pessoas com comorbidades pela internet ou aplicativo para essa nova etapa de vacinação contra a covid-19, que inclui, pessoas com comorbidades entre 18 a 59 anos na capital.

Diferentemente da prefeitura da capital do Acre, Fortaleza, Recife, Manaus, Macapá, tem adotado seja aplicativo ou disponibilizando links na internet para o cadastramento da vacinação contra a covid-19 com o intuito de evitar aglomeração nas filas de postos de saúde. A Prefeitura de São Paulo adotou em parceria com o WhatsApp o pré-cadastramento via aplicativo.

Em entrevista ao ac24horas, o secretário municipal de saúde, Frank Lima, explicou que a decisão de abrir um cadastramento presencialmente nas Unidades Básicas de Saúde e Unidades de Referência de Atendimento Primária, UBS e URAPs, é destinado para pessoas com comorbidade que usam a rede particular de saúde possam se cadastrar na rede municipal de saúde.

“Abrimos o cadastramento para que as pessoas que usam a rede particular também possam se cadastrar. Com um aplicativo, dificulta pra gente controlar os “fura fila”. No presencial, ele terá que apresentar laudo ou relatório médico e deixar uma cópia na unidade de saúde onde ele for se cadastrar. Às vezes, as pessoas pegam medicação nas unidades, mas nem todas estão cadastradas como comodidades. Agora é hora de checar e concertar também”, salientou

Frank Lima afirmou que atualmente Rio Branco tem no sistema mais de 20 mil pessoas cadastradas como comorbidades. Segundo ele, essas pessoas não precisam ir a unidades básicas de saúde para se cadastrar para receber o imunizante contra a covid-19, só basta aguardar.

A vacinação começará de acordo com o envio das doses enviadas para o Ministério da Saúde (MS). Frank Lima salientou que o início da vacinação deste grupo depende do envio dos imunizantes pelo Ministério da Saúde (MS), que se dará gradativamente, conforme envio de lotes específicos.

O gestor explicou que a vacinação desses grupos começará por faixa etária, da maior para a menor, sendo a primeira de 59 anos, com o intuito de evitar filas e aglomerações nos pontos de vacinação.

A lista de comorbidade para prioridades na vacinação contra Covid-19 para pessoas entre 18 e 59 anos, em Rio Branco, inclui 19 doenças, como diabetes, hipertensão arterial, obesidade, doença renal crônica e anemia falciforme.

VEJA A LISTA: 

Anúncios

Bombando

Anúncios

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas