Conecte-se agora

Após decisão da justiça, Adelaide de Fátima é exonerada do IMAC

Publicado

em

O governador Gladson Cameli resistiu o quanto pôde à exoneração de Adelaide de Fátima do cargo de diretora do Instituto de Meio Ambiente do Acre (IMAC). No entanto, na edição do Diário Oficial desta segunda-feira, 15, foi publicada a demissão de Fátima do governo.

Adelaide de Fátima, uma das empresárias mais conhecidas do ramo madeireiro do Acre e ex-presidente do sindicato das empresas que trabalham neste setor, estava no cargo desde outubro do ano passado. Ocorre que uma decisão do juiz Raimundo Nonato, da 3º Vara Criminal de Rio Branco, determinou o afastamento de Adelaide do cargo por entender que havia conflito de interesses com Adelaide no cargo.

A empresária foi denunciada pelos crimes de falsidade ideológica e por dificultar a fiscalização em questões ambientais de também por adquirir madeira sem licença prévia.

Uma notificação da justiça já havia sido enviada ao presidente do IMAC, André Hassem, que respondeu que a atribuição da exoneração seria apenas do governador Gladson Cameli. Diante da resposta, a justiça expediu um novo ofício que foi encaminhado ao gabinete do governador.

Anúncios

Bombando

Anúncios

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas