Conecte-se agora

Uber confessa que estava bebendo com amigos e mentiu para família sobre assalto

Publicado

em

Após diversas horas sumido e uma campanha na internet para descobrir o paradeiro do motorista de Uber, João Carlos, a história ganhou ar de mistério. Nas redes sociais, diversos depoimentos de pessoas que viram o motorista em um bar, levantaram suspeitas quanto ao possível assalto. O ac24horas conversou o profissional e conta com exclusividade o que realmente aconteceu.

No fim da noite da última sexta-feira, 8, Carlos conta que após buscar a esposa em um restaurante, onde a mesma trabalha, foi chamado por um amigo que estava em um bar da cidade para uma corrida. “Esse meu amigo me contratou para deixá-lo na Vila do Incra, onde ele mora. Como ele e os outros que estavam juntos iam demorar, ele pediu pra eu aguardar, mas não bebi.”

No caminho para o destino João parou, a pedido dos passageiros, em uma distribuidora para comprar bebidas e conta que foi quando começou a ingerir bebida alcoólica.

“Fui ajudar meu amigo com as bebidas e deixei o celular no banco do motorista com as janelas abertas. Foi quando um motoqueiro passou e roubou meu celular. Isso eu provo, já que fiz registrei queixa pelo 190”, explica.

João segue relatando que ao chegar na Vila do Incra continuou bebendo na casa do amigo.

“Tudo isso aconteceu porque eu não sabia que tinham colocado foto minha como desaparecido. O meu erro foi que lá eu dormi. Acordei umas 9 horas e estava tão atordoado que ao invés de vir para Rio Branco, segui para Porto Acre. Só percebi quando avistei placa que dizia: Bem-vindo a Porto Acre!”, explica.

Enquanto o motorista de Uber vivia todas essas aventuras, a família sem notícias se preocupava e espalhava uma campanha para encontrá-lo.

“Quando cheguei em casa que vi toda a repercussão, fiquei com medo e menti no grupo de Whatsapp da minha família ao dizer que tinha sido assaltado”, reconhece Carlos.

Para tentar diminuir o erro, João Carlos afirma que vai apresentar o vídeo da câmera de segurança da distribuidora, que mostra o furto de seu celular.

Um outro vídeo, que viralizou nas redes sociais, mostra o carro de João Carlos sujo de algo que os internautas afirmam ser Ketchup, insinuando que ele teria sujado o carro para dar veracidade ao assalto.

“Quando cheguei, estacionei o carro em frente minha casa, foi onde algumas pessoas filmaram e passaram a tirar sarro. Meu carro atrás está sujo, mas não sei identificar se é esmalte, ketchup ou sangue.”

Anúncios

Bombando

Anúncios

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas