Conecte-se agora

Polícia Civil faz operação no Acre e Rondônia contra grupo acusado de golpes milionários

Publicado

em

Na manhã desta sexta-feira, 07, a Delegacia de Repressão ao Crime Organizado, de Rondônia em parceria com agentes da polícia civil do Acre deflagraram a Operação “Faces da Liberdade. Eles deram cumprimento a oito mandados de busca e apreensão em residências e efetuaram oito prisões temporárias.

Os mandados foram cumpridos nos estados de Rondônia e Acre, nas cidades de Alta Floresta do Oeste, Ji-Paraná, Rio Branco (AC) e Assis Brasil (AC), e contou com o apoio da Polícia Civil do Acre e das Delegacias Regionais de Rolim de Moura e Ji-Paraná (RO).

Segundo informações, a associação criminosa consistia em um conluio entre funcionários do Banco do Brasil e falsificadores, que juntos agiam para subtração de dinheiro depositado em cifras milionárias de pessoas falecidas, lesando, assim, o espólio e o patrimônio dos herdeiros.

Os criminosos, em posse da documentação falsa, procuravam os empregados da agência bancária e faziam o saque das altas quantias. Os empregados davam cobertura à ação dos falsificadores e mediante o recebimento de propina deixavam de observar uma série de procedimentos de segurança exigidos pelo Banco do Brasil, aceitando a documentação como idônea.

Segundo a Delegacia Especializada foi possível identificar, até o momento, a subtração de saldo bancário de três contas correntes de pessoas falecidas, com valor total que ultrapassa os R$ R$ 9 milhões.

O nome da Operação remete a uma das obras publicadas por Affonso Arinos chamada “As Três Faces da Liberdade”. Affonso Arino era diplomata, político, professor e escritor e faleceu no dia 15 de março deste ano. Ele teve seu patrimônio lesado pela organização criminosa.

Anúncios

Bombando

Anúncios

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas