Em março de 2019 a produção de cereais, leguminosas e oleaginosas segue sem impacto nenhum no total colhido no Brasil. Divulgados nesta quinta-feira (11) os gráficos do IBGE marcam “0,0” para sete Estados, entre eles o Acre. A região Norte responde por apenas 3,9% da produção nacional.

Em março, a produção de cereais, leguminosas e oleaginosas para 2019 foi estimada em 230,1 milhões de toneladas, 1,6% acima da safra de 2018 (mais 3,6 milhões de toneladas) e 0,6% superior ao obtido na 2ª estimativa (mais 1,3 milhão de toneladas) em todo o país.

Já a área a ser colhida é de 62,3 milhões de hectares, 2,3% maior que a de 2018 (mais 1,4 milhão de ha) e 0,6% maior que a 2ª estimativa (mais 399,4 mil ha).

Ou seja: o agronegócio avança no país inteiro menos no Acre, Alagoas, Amapá, Rio Grande Norte, Amazonas e Rio de Janeiro. Esses Estados não produzem o suficiente para aparecer como numeral acima de zero nas pesquisas do IBGE. No Acre, o zero nos gráficos prevalece há anos.

O governo identificou áreas que somam mais de 400 mil hectares que podem ser usadas para o agronegócio, especialmente o cultivo de soja e milho. O trabalho atual é para estimular o uso dessa terra.

Previous
Next
error: Conteúdo protegido!