Menu

Alto Acre volta a ficar sem perito criminal e suspeitos são liberados

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

Os problemas na Segurança Pública afligem o interior do Acre com ainda mais força. Dessa vez, a questão é a falta de perito criminal na regional do Alto Acre, que engloba Brasiléia, Epitaciolândia, Xapuri e Assis Brasil. O servidores que atuava na região não se mantém cedido, e pode não mais atuar na cidade.


O perito criminal é responsável por atuar em casos de mortes, acidentes, arrombamentos e outros sinistros. Antes, sem o perito na cidade, era preciso esperar por horas até a chegada de um profissional enviado de Rio Branco, e ao que tudo indica, isso voltará a acontecer.


Desde o ano de 2016, apenas um funcionário do estado vinha atuando nestes casos, quando o governo não renovou os alugueis para continuar com o Núcleo do Alto Acre aberto, onde praticamente foram “despejados” por falta de local e aluguel. As informações são do site O Alto Acre.

Publicidade

Desde então, os casos vêm se sobrecarregando com apenas um funcionário. Nesta semana, a informação é a de que o Governo do Acre, através da Secretaria da Polícia Civil, ainda não conseguiu a cessão para que o servidor continuasse no local. Com o problema, presos acabam sendo liberados.


Segundo foi informado, existe atualmente, cerca de dois médicos legistas disponíveis para atuarem no interior e cerca de 17 peritos aptos para trabalhar nos municípios que precisam. A reportagem do site O Alto Acre tentou contato com o setor, mas não conseguiu.


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido