Conecte-se agora

Com Cuba saindo do Mais Médicos, Acre perderá 104 profissionais

Publicado

em

O governo de Cuba informou nesta quarta-feira (14) que decidiu sair do programa social Mais Médicos, citando “referências diretas, depreciativas e ameaçadoras” feitas pelo presidente eleito Jair Bolsonaro à presença dos médicos cubanos no Brasil. O país caribenho envia profissionais para atuar no Sistema Único de Saúde desde 2013, quando o governo da então presidente Dilma Rousseff criou o programa para atender regiões carentes sem cobertura médica.

O comunicado não diz a data em que os médicos cubanos deixarão de trabalhar no programa. A Opas disse apenas que foi comunicada da decisão, sem dar mais detalhes.

Ao tomar conhecimento do caso, o governador do Acre, Sebastião Viana (PT), usou as suas redes sociais para informar que o Estado perderá 104 médicos. “Nós do Acre, perderemos 104 médicos cubanos, por esse encerramento do mais médicos. Profissionais que atuam com toda dignidade com os mais humildes.

Em agosto, ainda em campanha, Bolsonaro declarou que ele “expulsaria” os médicos cubanos do Brasil com base no exame de revalidação de diploma de médicos formados no exterior, o Revalida. A promessa também estava em seu plano de governo.

Fora do Mais Médicos, os formados no exterior não podem atuar na medicina brasileira sem a aprovação no Revalida. Mas no caso do programa federal, todos os estrangeiros participantes têm autorização de atuar no Brasil mesmo sem ter se submetido ao exame.

“Qualquer estrangeiro vindo trabalhar aqui na área de medicina tem que aplicar o Revalida. Se você for para qualquer país do mundo, também. Nós não podemos botar gente de Cuba aqui sem o mínimo de comprovação de que eles realmente saibam o exercício da profissão. Você não pode, só porque o pobre que é atendido por eles, botar pessoas que talvez não tenham qualificação para tal”, justificou.

Após a decisão do governo cubano, Bolsonaro se manifestou pelo Twitter dizendo: “Condicionamos à continuidade do programa Mais Médicos a aplicação de teste de capacidade, salário integral aos profissionais cubanos, hoje maior parte destinados à ditadura, e a liberdade para trazerem suas famílias. Infelizmente, Cuba não aceitou.”

Bolsonaro disse ainda que “além de explorar seus cidadãos ao não pagar integralmente os salários dos profissionais, a ditadura cubana demonstra grande irresponsabilidade ao desconsiderar os impactos negativos na vida e na saúde dos brasileiros e na integridade dos cubanos”.

Destaque 2

Advogadas de paciente que praticou racismo são impedidas de entrar no Hosmac

Publicado

em

O Hospital de Saúde Mental do Acre (Hosmac) foi palco de uma confusão na tarde desta quarta-feira, 8, envolvendo advogadas contratadas pela família da professora Marfiza Cardoso, 43, que foi flagrada praticando xingamemtos racistas contra um motoboy e a direção da unidade de saúde.

É que as profissionais contratadas pela família de Marfiza, afirmaram que tiveram cerceadas o direito como advogadas de acesso à cliente. A policia chegou a ser chamada até o local. “É crime a violação de prerrogativas, é crime negar o acesso ao cliente e nós teríamos que solicitar que a pessoa que estivesse negando o acesso fosse levada para a delegacia prestar explicações”, afirma a advogada Helane Cristina.

Um outro problema alegado pelas advogadas foi a dificuldade em ter acesso ao prontuário da mulher que está internada no Hosmac. “Tivemos uma discussão técnica sobre a procuração. Os funcionários estava. exigindo que a procuração fosse assinada pela própria cliente, o que seria impossível, já que eles mesmos não estav permitindo o acesso à ela. Só foi resolvido com a chegada do jurídico da Sesacre e na conversa de advogado para advogado houve o entendimento”, declarou Vanessa Cavalcante, presidente da Comissão de Prerrogativas da OAB/AC.

A advogada Helane Cristina afirmou que o objetivo do acesso ao prontuário é verificar as condições de saúde da Marfiza e falou da estratégia da defesa. “Conversamos com uma médica que adiantou que é uma paciente conhecida do Hosmac e que se for preciso ela fará um laudo da paciente. Não pactuamos com o crime, o que fazemos é a defesa legal. O nosso primeiro passo é entrar com uma interdição judicial, ela vai passar por uma perícia e se o perito judicial entender, ela vai ser declarada incapaz”, afirma.

A reportagem procurou a assessoria de comunicação da Secretaria de Saúde e também do Hosmac, mas não obteve resposta até o momento. O espaço segue aberto para devida manifestação da direção da unidade de saúde, caso haja interesse.

Assista a videoreportagem de Whidy Melo:

video
play-rounded-fill

Continuar lendo

Destaque 2

Delegado indicia vereador de Bujari por violência política contra a mulher

Publicado

em

O delegado de polícia no município de Bujari, Bruno Coelho, concluiu o inquérito que apura a denúncia feita pela vereadora Eliane Rosita (Progressistas) contra o vereador Gilvan de Souza (PCdoB) durante a realização de uma sessão extraordinária realizada na Câmara Municipal no último dia 27 de janeiro.

Rosita acusa o colega de a ter ofendido e de não ter sido agredida por Gilvan por causa da intervenção de um outro parlamentar e alegou que não é a primeira vez que o político age de forma descontrolada.

De acordo com o delegado Bruno, a investigação indica que há indícios de crime de violência política contra a mulher praticado por Gilvan. “No decorrer das investigações ouvimos 10 testemunhas, juntamos ao processo áudio de parte da sessão e colhemos indícios veementes da materialidade do crime de violência política contra a mulher e representamos por medidas cautelares para resguardar a integridade física, moral e psicológica da vereadora”, disse.

O inquérito já foi encaminhado para o judiciário que irá decidir se Gilvan será representado criminalmente. “O Ministério Público vai analisar agora e caso tenha o nosso mesmo entendimento vai oferecer a denúncia e se o juiz aceitar a denúncia, em caso positivo, iniciará a ação penal e dará a sentença”, explica.

O delegado Bruno Coelho diz ainda que fatos como esse não devem voltar a acontecer. “Caso seja devidamente comprovado que realmente houve o crime, o investigado deve ser punido nos rigores da lei. Crime dessa natureza é extremamente grave e precisa de uma atuação das forças da segurança e do judiciário rápida e eficaz para que não ocorra mais esse tipo de crime”, afirma.

O vereador Gilvan de Souza nega as acusações.

 

play-rounded-fill
Continuar lendo

Destaque 2

Com 40 milímetros de chuva, nível do Rio Acre pode passar os 10 metros nesta segunda

Publicado

em

O nível do Rio Acre localizado na capital acreana chegou aos 9,76 metros nesta segunda-feira, 6, após Rio Branco receber cerca de 40 milímetros de chuva nas últimas 24 horas. A informação foi repassada pela Defesa Civil do município na manhã de hoje.

De acordo com os dados, o manancial subiu quase um metro em apenas um dia devido à incidência das chuvas. Nesse domingo (5) o rio estava com 8,82 metros. A previsão ainda é de que esta segunda seja de chuvas passageiras e pontuais, conforme o portal O Tempo Aqui.

De acordo com Cláudio Falcão, coordenador da Defesa Civil na capital acreana, a expectativa é que o Rio Acre ultrapasse os 10 metros nas próximas 24 horas. “A expectativa é que o nível chegue a 10 metros ainda hoje e nas próximas 24 horas ultrapasse essa cota. Tivemos alterações significativas em Capixaba e Xapuri que são municípios próximos e devem influenciar aqui na capital acreana”, afirma.

Falcão conta ainda que fevereiro é um mês preocupante, já que em janeiro, apesar de muita chuva, a quantidade foi menor do que a esperada. “Em janeiro choveu 92% do previsto. Infelizmente, o padrão que tem ocorrido é que quando em um mês não chove 100% do esperado, no mês seguinte a quantidade de chuvas dobra. Estamos atentos, acompanhando o nível diariamente e sempre preparados para não sermos surpreendidos”, diz o coordenador da Defesa Civil.

A cota de alerta na capital acreana é de 13,50m e a cota de transbordamento é de 14m. O plano de contingência da prefeitura de Rio Branco prevê a preparação de abrigos a partir do nível do rio atingir 12m, que é quando escolas e o Parque de Exposições começam a ser preparados para receber possíveis desabrigados.

Continuar lendo

Blog do Crica

Após sinalizar apoio a Bocalom, Gladson diz que sua candidata em Rio Branco é Socorro Neri

Publicado

em

O GOVERNADOR Gladson Cameli (foto) em contato hoje com o BLOG DO CRICA, justificou a sua ausência dos debates políticos a ter dado um tempo das confusões por cargos, mas que após a posse dos deputados amanhã, na ALEAC, voltará a se reunir com os deputados e a dará maior celeridade nas nomeações do segundo escalão. Se disse tranquilo para cumprir este segundo mandato. Tem a maioria na Assembleia Legislativa e o apoio unânime dos oito deputados federais.

Perguntado sobre quem apoiará para a prefeitura de Rio Branco, na eleição do próximo ano, foi taxativo: “Meu compromisso é com a Socorro Neri, embora, ela ainda não tenha me dito de forma clara que quer ser candidata a prefeita. Este é um assunto que também deve ser discutido dentro do PP. Quero escutar todo mundo”.

No decorrer do curto diálogo pelo celular, Gladson garantiu que vai falar com cada deputado federal e senador de forma individual. Perguntado se falará com o senador Sérgio Petecão (PSD), disse que será o primeiro procurado, e durante o encontro deve buscar uma reaproximação política entre ambos. “A eleição já acabou”, destacou Gladson.

Sobre a eleição para a composição do próximo diretório municipal do PP, Gladson enfatizou que não vai se meter e deixar a votação livre. Quem já se lançou publicamente a presidente do diretório municipal é a deputada federal Socorro Neri (PP). “Eu gosto de ser dirigente partidário e de organizar partido”, justifica sua decisão.

O novo presidente do diretório municipal do PP é quem vai comandar a eleição do próximo ano. Está oficialmente aberta a porteira da eleição para a disputa da
prefeitura de Rio Branco, no próximo ano.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.