Conecte-se agora

MPF desiste de pedir perícia de recibos apresentados pela defesa de Lula

Publicado

em

O Ministério Público Federal (MPF) apresentou hoje (18) petição à Justiça Federal desistindo da solicitação da realização de perícia nos recibos de aluguel apresentados pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, referentes ao apartamento 121 do edifício Hill House, em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo. Os recibos estão assinados pelo proprietário do imóvel, Glauco da Costamarques.

“Após a colheita da prova oral, não mais persiste a postulação de realização de prova pericial porque os aspectos pontuais atinentes à confecção dos documentos de que se trata, que se pretendia acharar por prova técnica, já etão suficientemente elucidados. Ademais, todo acerto probatório patenteia, deforma inequívoca, que os recibos carreados aos autos constituem falsos ideológicos, já que o que se apôs nesses escritos não correspondente à verdade das declarações ali feitas”, diz o texto da petição.

Para o MPF, que denunciou Lula e Glauco da Costamarques pela prática do crime de lavagem de dinheiro, o apartamento foi adquirido para o ex-presidente e sua real propriedade foi dissimulada por meio de um contrato de aluguel. Segundo o MPF, o imóvel, que tem valor de R$ 504 mil, constituía parte do montante de R$ 800 mil provenientes de crimes de organização criminosa, cartel, fraude à licitação e corrupção praticados pelos executivos do grupo Odebrecht.

De acordo com a defesa do ex-presidente, não há provas das acusações feitas contra Lula. Segundo seu advogado, Cristiano Zanin Martins, movimentações nas contas bancárias de Costamarques mostram valores em espécie compatíveis com o recebimento dos aluguéis, “não tendo ele ou o MPF feito qualquer prova de que tais valores não têm essa origem”.

“A defesa juntou as vias originais dos recibos para serem periciados, mas o MPF, após verificar que os documentos são autênticos, desistiu da perícia. O Sr. Glaucos da Costamarques confirmou em seu depoimento que assinou os recibos. Uma perícia preliminar por nós apresentada também confirmou que os documentos são autênticos e que não foram assinados em uma única oportunidade”, destacou o advogado do ex-presidente.

Cotidiano

No Juruá, Gladson diz que iniciativa privada na saúde afasta burocracia no setor público

Publicado

em

Enquanto vistoriava a instalação do tomógrafo de Cruzeiro do Sul nesta segunda-feira, 25, o governador Gladson Cameli disse que a culpa pela demora desse processo iniciado em fevereiro é da burocracia, que causa demora em vários processos. Ele defendeu que, na oferta de serviços de saúde, a iniciativa privada deve atuar para garantir agilidade.

“O difícil desse tomógrafo, entregue em fevereiro, não foi comprar, mas a burocracia para fazer sala, instalar. A iniciativa privada está começando a investir nessa área em Cruzeiro do Sul e eu sou a favor porque, no poder público tem a ‘crisipa’ (dificuldade) da burocracia que atrasa tudo e que dá prejuízo para os cofres públicos. Para salvar vidas não podemos esperar pela burocracia “, relatou, lembrando que no Vale do Juruá, cerca de 200 mil pessoas têm uma grande dependência do Tratamento Fora do Domicílio (TFD).

Nesses oito meses em que o novo tomógrafo esteve encaixotado, a população de Cruzeiro do Sul e demais cidades da região contaram com um tomógrafo com mais de 10 anos de uso, que já não realiza exames de crânio. ” Esse novo aparelho veio na hora certa “, conclui a diretora clínica do Hospital do Juruá, médica Raiane Araújo. O tomógrafo deverá entrar em funcionamento no dia 3 de novembro.

Continuar lendo

Acre 01

Gladson diz que vai soltar fogos na inauguração de obra iniciada no governo do PT

Publicado

em

Durante a agenda de eventos realizada no Vale do Juruá, o governador Gladson Cameli disse nesta segunda-feira, 25, que vai soltar fogos durante a inauguração da obra de reforma e ampliação do Hospital Dr. Abel Pinheiro, em Mâncio Lima. A obra foi escrita na gestão do ex-governador Sebastião Viana.

“Ali parece que tem uma cabeça de burro enterrado. Mas terminamos mais uma fase e agora estamos na fase dos retoques. Eu vou entregar o hospital funcionando e vou soltar fogos. Essa obra, que perpassa governos, não vai perpassar o meu “, garantiu ele.

A previsão de inauguração é para este mês de novembro. De acordo com o gestor, uma obra do Hospital de Urgência e Emergência (Huerb) em Rio Branco, será entregue no final deste ano e no próximo ano será a vez do Hospital de Sena Madureira.

Continuar lendo

Na rede

Governador inaugura aeródromo de Porto Walter e promete iluminar pista para voos noturnos

Publicado

em

O governador Gladson Cameli inaugurou nesta segunda-feira, 25, o aeródromo do município de Porto Walter, com pista de um quilômetro e demais adequações exigidas pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), que havia interditado o local por falta de segurança para voos. O investimento foi de pouco mais de R$ 4 milhões e as obras foram executadas pelo Departamento Estadual de Estradas e Rodagens (Deracre).

“Eu pousei agora aqui de dia e quero agradecer a equipe pelo trabalho feito. Mas vou voltar aqui de noite, porque nós vamos iluminar essa pista. Nossa missão é melhorar a qualidade de vida das pessoas e deixar registrada mais uma contribuição”, citou Cameli, lembrando a importância da pista para o município, que ainda não tem ligação terrestre com o restante do Estado.

“Quem não mora em uma região isolada, não tem ideia da importância da aviação para quem nela habita. Significa a porta de acesso para saúde, economia, educação, segurança e desenvolvimento local. Quero agradecer a competência da nossa equipe, da parceria com o prefeito da cidade e com os deputados estaduais. Sem eles, nada disso seria possível”, pontou.

O prefeito de Porto Walter, Cezar Andrade, ressaltou a parceria que pôde oferecer ao governo do Estado por meio da gestão municipal. Lembrou também que durante o tempo em que o município ficou proibido de receber voos, o governo garantiu um helicóptero para o transporte de pacientes e para emergências.

“Eu fiz o que pude dentro das limitações da prefeitura para o andamento dessa obra. Agradeço ao governador, que assim que ficou sabendo da suspensão da pista, colocou o helicóptero do estado a disposição de Porto Walter, salvando vidas, enviando medicamentos e vacinas para a população”, relatou.

A ANAC já vistoriou e liberou a pista para voos comerciais. Muitos moradores foram conhecer o novo aeródromo. Estiveram também na inauguração os vereadores do município, o presidente da Assembleia Legislativa do Acre, deputado Nicolau Junior, deputado estadual Luiz Gonzaga, além de vereadores do município.

O que foi feito

No total, foram investidos mais de 4 milhões em recursos próprios no revestimento asfáltico, cerceamento e sinalização horizontal. O aeródromo cumpre um papel importante para a comunidade, que perpassa os limites de transporte e movimentação de passageiros. Contribui para o desenvolvimento econômico e social, conectando empresas e resultando num processo de crescimento do município, fomentando a criação de empregos.

Ciclovia em Porto Walter

Durante a inauguração do aeródromo, o governador garantiu e construção de uma ciclovia no município. “Um local que será também para a prática de atividade física para evitar que as pessoas usem o aeródromo para isso, o que põe a segurança de todos em risco”, prometeu Cameli.

Marechal Thaumaturgo

A visita técnica que o governador Gladson Cameli faria no aeródromo de Marechal Thaumaturgo, foi transferida para data ainda a ser marcada. A obra do aeródromo, no valor de R$ 2 milhões, está pronta mas ainda não tem autorização de funcionamento por parte da Anac.

Continuar lendo

Extra Total

Vendedor acreano é humilhado no Carrefour enquanto limpa chão de joelhos no MS

Publicado

em

O jovem acreano Pedro Henrique Monteiro da Silva, de 23 anos, que saiu do estado há cerca de quatro anos para tentar uma vida melhor na cidade de Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul, protagoniza um vídeo em que aparece sendo vítima de assédio moral no local em que atua como vendedor, no hipermercado Carrefour.

O caso aconteceu no último mês de setembro, mas só ganhou notoriedade nesta semana, quando o vídeo foi viralizado nas redes sociais. As imagens mostram o acreano sendo humilhado pela gerente, enquanto limpa o chão da loja de joelhos. Ele esfregava o chão com um pano quando uma gerente chega e parece gravar o funcionário enquanto diz: olha aí, só pra você esse cara tem valor. “Esses meninos, eles não limpam a casa deles”.

O portal Extra conversou com o jovem, que afirmou ter medo de ser demitido do trabalho. Ele conta que havia terminado de fazer suas tarefas quando a gerente pediu para ele ajudar um colega. “Eu falei que tudo bem. Limpei os fogões, limpei geladeira, fiz minha parte. Depois, eu estava limpando lá, ela viu uma fita no chão, eu acho que é aquela de demarcação de distanciamento da Covid, ficou aquela cola preta. Ela falou: a gente tem que tirar isso. Eu chamei a equipe de limpeza, eles tentaram tirar e também não conseguiram, disseram que precisavam usar uma máquina. Eu falei para ela que não tinha como a equipe limpar, porque a máquina não estava na loja. Ela falou que eu tinha que fazer e já começou a ficar nervosa”, disse o funcionário.

Ele não percebeu que estava sendo filmado por uma cliente que se indignou com a situação. Segundo o acreano, essa não foi a primeira vez que sofreu assédio por parte da mesma gerente e que passou a sofrer chacota dos próprios colegas de trabalho, a ponto de pedir um afastamento médico.

Ele revelou que poucos ficaram ao seu lado e que ninguém da empresa o procurou para falar sobre o ocorrido, nem para pedir desculpas. O Carrefour emitiu uma nota sobre o caso afirmando que repudia todo e qualquer comportamento indevido por parte de seus colaboradores. “Estamos apurando o caso internamente e, por ora, houve o afastamento da profissional envolvida”.

VEJA O VÍDEO:

video

Sobre o acreano

Filho mais velho de seis irmãos, Pedro Henrique foi notado por outro gerente do hipermercado quando estava vendendo trufas, que sua mãe fazia, em um semáforo da cidade. “O gerente passou por lá e disse que se eu conseguisse vender tudo naquele dia, ele me daria uma chance. Antes do meio-dia, eu já tinha vendido e liguei para ele, que cumpriu a palavra e me contratou como vendedor de cartão”, contou ao Extra.

Em pouco tempo o jovem bateu recordes de vendas e foi promovido, quando decidiu iniciar duas faculdades, Direito e Administração, entretanto, só conseguiu permanecer em uma, já que com a melhoria no salário, perdeu uma das bolsas.

Atualmente, o rapaz mora com a esposa, na casa da sogra, e ajuda a mãe no sustento dos irmãos caçulas. “O meu maior medo era ser demitido, porque eu preciso do emprego. Quero terminar minha faculdade, construir minha casa, quero crescer”.

Fonte: Extra

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas