Conecte-se agora

Reviravolta na sucessão do Governo

Publicado

em

NELSON_LIANO

Não se enganem. Se o prefeito de Cruzeiro do Sul, Vagner Sales (PMDB) tiver impeditivos jurídicos para ser candidato ao Governo, a oposição deverá ter um novo nome na corrida. O deputado federal Gladson Cameli (PP-AC), que está na Europa, à serviço da Câmara Federal, deverá se lançar.

Vontade no corpo inteiro

Apesar do jovem deputado ter afirmado e reafirmado que concorrerá ao Senado no seu íntimo a disputa ao Governo nunca foi descartada. A maioria dos assessores de Gladson Cameli sempre acreditaram nessa possibilidade.

Obstáculos

Para ser candidato ao Governo Gladson terá que convencer a família, principalmente o seu pai, o empresário Eládio Cameli, que se tornou uma espécie de patriarca e conselheiro do clã depois do falecimento do ex-governador Orleir Cameli.

Quem é quem

As decisões dos Camelis costumam ser coletivas. Pensar que a opinião do vice-governador César Messias (PSB) tem alguma influência é puro engano. Na realidade nunca teve. Se baterem o martelo a família se une em torno do propósito e pronto.

Corpo técnico

Outro engano é imaginar que Gladson ficaria nas mãos de políticos tradicionais.  Caso haja possibilidade de uma candidatura ao Governo deverão ser convidadas pessoas com capacidade técnica comprovada para elaboração de um plano de Governo.

Ainda na luta

A decisão do TRE acreano que não acatou a prescrição da sentença de cassação de Vagner Sales (PMDB) já era esperada. Os advogados do prefeito de Cruzeiro do Sul sempre souberam que o palco da batalha será em Brasília, no STF.

Candidatura “irreversível”

Por outro lado, o deputado federal Henrique Afonso (PV-AC) tem reafirmado cotidianamente que a sua candidatura ao Governo é irreversível. Ele vem com um discurso abandonado pela FPA, de sustentabilidade e valorização dos potenciais florestais do Acre.  

Liderança do Baixo Clero

Uma notícia para deixar os poucos cabelos do Carioca de pé. Fui procurado por alguns deputados na Aleac que me disseram o seguinte: “O deputado Jonas Lima (PT) é líder de uma bancada de 8 deputados.” Os parlamentares se auto intitulam Baixo Clero e têm divergências acentuadas com o assessor político do Governo.

Fantasminha nem tão camarada

Jonas Lima é chamado pelos colegas de Gasparzinho. Mas apesar de ser deputado de primeiro mandato não parece ser tão camarada como parece. Aprendeu rápido a fazer política. Como quem não quer nada conseguiu um grupo de aliados a protege-lo do “fogo amigo”.

Mudança de discurso

Os primeiros pronunciamentos de Jonas Lima, na Aleac, foram desastrosos. Teleguiado por alguém presenciei o deputado tentando afrontar o líder da oposição deputado Rocha (PSDB), que na ocasião rebateu com um sorriso, sem levar a sério o ataque.

Homem de paz   

Jonas arrumou encrenca com jornalistas, inclusive comigo, mas fez as pazes com todos. Abandonou processos e virou o jogo. Se tornou um querido dos repórteres que cobrem a Aleac. Recentemente os próprios jornalistas o defenderam de acusações feitas por colegas. É considerado do bem pela sua sinceridade e disposição ao perdão.

No páreo

Os piores problemas do Gasparzinho parecem vir de dentro do seu partido, o PT. Desgostoso com as divergências, Jonas andava dizendo que abandonaria a política. Agora, vai à reeleição. Pelo menos dois deputados do Baixo Clero pensam em não sair candidatos para apoiar o “Fantasminha Camarada”

A criatura supera o criador

Jonas Lima entrou para a política com a ajuda do deputado federal Taumaturgo Lima (PT-AC) e do seu irmão, o secretário de fazenda, Mâncio Cordeiro. Primos com origem em Mâncio Lima. Atualmente o Gasparzinho tem mais simpatizantes do que os parentes “aliados”.

A Ilha

O prefeito de Rodrigues Alves, Burica (PT), não anda nada satisfeito. A maioria dos cargos estaduais no seu município foram dados ao seu adversário, o ex-prefeito Dêda (PROS). Agora, Burica vive numa ilha cercada de adversários por todos os lados.

Magoado

Burica que foi o primeiro filiado do PT em Rodrigues Alves se sente abandonado pelos “companheiros”. O cargo de representante da educação, muito importante politicamente num município do interior, foi entregue para Paulo Mororó (PROS),o candidato a vice, de Dêda,

Liderança ungida

Dêda (PROS) está ungido pelo governador Tião Viana (PT), de quem é assessor. Tem quase todos os cargos estaduais em Rodrigues Alves e mais 30 municipais, em Mâncio Lima, por apoiar o prefeito Cleidson Rocha (PMDB).

Jogo “quase” ganho

Com esse quadro o ex-prefeito que ganhou a eleição, em 2012, em Rodrigues Alves, mas perdeu no TSE por ser considerado “Ficha Suja” tem praticamente garantida a reeleição da sua esposa, a deputada Maria Antônia (PROS).

Sonhando alto

Dêda garante que terá a sua “Ficha Limpa” até fevereiro de 2014. Se conseguir, pretende sair candidato a deputado federal. Mas avisa que defende a ideia de que o candidato a vice de Tião Viana deve sair do Juruá baseado numa pesquisa de popularidade dos pretendentes. Ele acredita que pode conseguir a vaga.  

 

 

 


Anúncios

Extra Total

Polícia prende ‘Coala”, acusado de decapitar faccionado no Belo Jardim

Publicado

em

Uma ação rápida dos Policiais Civis da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) resultou na prisão do membro da facção Bonde dos 13, Wallisson Campos de Almeida, de 18 anos, mais conhecido no mundo do crime como ‘Coala’. A prisão aconteceu em um apartamento localizado na Travessa Divina Luz, no Ramal da Zezé, no bairro Belo Jardim II, em Rio Branco.

De acordo com informações da Polícia, ‘Coala’ e mais dois comparsas são acusados de matar o membro da facção Comando Vermelho, Samuel Conceição da Silva, de 18 anos, que foi sequestrado na casa de sua mãe, julgado pelo tribunal do crime, amarrado, torturado e decapitado na noite de terça-feira, 2, em uma área de matagal localizada no Belo Jardim.

Segundo a Polícia, Wallison confessou o crime e relatou que a motivação do crime, foi porque Samuel traiu a facção do Bonde dos 13 (B13) e tornou-se membro da facção Comando Vermelho (CV). ‘Coala’ chegou a relatar ainda a Polícia, que as informações iniciais que chegou a facção era que Samuel havia deixado o CV e teria se convertido em uma igreja, mas a organização criminosa B13 não aceitou a traição e o tribunal do crime decidiu matar Samuel.

Wallison foi preso e encaminhado à Delegacia no bairro Cadeia Velha para os devidos procedimentos.

Continuar lendo

Acre

Bocalom viaja à Brasília e deverá retornar ao final de semana

Publicado

em

O prefeito Tião Bocalom (Progressistas) embarcou na tarde desta quarta-feira, 03, no Aeroporto Internacional de Rio Branco com destino à Brasília (DF). A informação foi repassada pelo Diretor de Comunicação, Airton Oliveira.

Segundo o assessor, o prefeito levou o secretário de infraestrutura, Valmir Médici, para uma reunião com integrantes do Ministério do Desenvolvimento Regional e do Serviço de Patrimônio da União. A reunião terá como pauta agilizar recursos para ajudar as famílias atingidas pelas cheias dos igarapés e do Rio Acre.

“Ajuda com a construção de casas populares. Projeto que ele articulou junto ao presidente da Caixa e ao ministro do desenvolvimento regional com o aval do presidente Jair Bolsonaro”, afirmou.

Airton Oliveira não soube informar a data certa de quando o prefeito retorna à cidade, mas disse que será esse final de semana.

Mais cedo, imagens do prefeito no aeroporto de Rio Branco viralizaram em nas redes sociais.

Continuar lendo

Cidades

Funcionários batem ponto e fazem buzinaço em frente à prefeitura de Epitaciolândia

Publicado

em

A queda de braço entre os servidores da Educação e o prefeito de Epitaciolândia, Sérgio Lopes (PSDB), por conta da decisão do gestor municipal de retirar dos contracheques, a partir de janeiro passado, um reajuste de salário concedido em 2016, pelo ex-prefeito André Hassem, posteriormente tornado nulo pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-AC), teve mais um capítulo nesta quarta-feira (3).

Como prometeram em manifestação realizada no dia anterior, os trabalhadores da categoria bateram ponto e fizeram um buzinaço em frente à prefeitura. Eles dizem que permanecerão no local até que o município encontre uma solução para o problema que, segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Acre (Sinteac), deixou parte deles recebendo menos que o salário-mínimo.

Os servidores exigem a devolução imediata dos valores descontados e o prefeito diz que não pode atender a reivindicação por impedimento legal. Tanto André Hassem quanto Tião Flores, antecessores de Lopes, foram condenados pelo TCE-AC a devolver recursos para os cofres públicos em razão dos pagamentos considerados irregulares, que somados ultrapassam os R$ 3 milhões.

O ac24horas já conversou com os dois lados da questão por mais de uma oportunidade. O prefeito tucano garante que continuar pagando o reajuste tornado nulo pelo Tribunal de Contas também será sentenciado a devolver os valores. Por outro lado, o Sinteac diz que há saídas possíveis para o prefeito não manter a redução dos vencimentos dos trabalhadores, mas que há falta de vontade para isso.

O prefeito Sérgio Lopes contra-ataca afirmando que o movimento dos trabalhadores não é unânime e tem viés político-partidário. Ele diz que entre os incentivadores das manifestações que vêm ocorrendo há quase duas semanas estão alguns dos adversários que foram derrotados por ele nas eleições de novembro passado, como a professora Neide Lopes, que disputou a prefeitura pelo Partido dos Trabalhadores (PT).

Continuar lendo

Cotidiano

Detran vai retomar cinco serviços de forma presencial a partir desta quinta-feira (4)

Publicado

em

Cinco serviços oferecidos pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran) voltarão a ser oferecidos na modalidade presencial em Rio Branco a partir desta quinta-feira, 4, mesmo durante a Bandeira Vermelha da pandemia de Covid-19. A medida foi decidida pelo Conselho Diretor do órgão em reunião ocorrida nessa quarta, 3.

Agora, enquanto a capital acreana estiver classificada na faixa vermelha, serão realizados apenas os serviços de Vistoria, Transferência, Primeiro Emplacamento, Renovação de CNH, Inclusão de Atividade Remunerada e Liberação de Veículos Removidos (Roubo/Furto). Serão 108 agendamentos diários para Vistoria, 51 para o Atendimento de Veículos, 51 para o Atendimento de CNH e 16 para Veículos Removidos (roubo/furto).

Os atendimentos ocorrerão das 7 às 13 horas, mediante agendamento prévio no site do órgão. A decisão foi tomada em razão do grande número de pessoas que procuram o órgão para executar estes serviços e que muitas vezes precisam de suas CNH’s e veículos para desenvolver atividades comerciais.

O cidadão deverá usar máscara de proteção durante todo o período de seu atendimento nos guichês. Os demais serviços seguem suspensos enquanto perdurar a classificação do Acre na faixa vermelha.

Fonte: Agência de Notícias do Acre

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas