Conecte-se agora

Três menores fogem e agridem agente educador em princípio de rebelião no Centro Aquiri

Publicado

em

Salomão Matos
Da redação de ac24horas
[email protected]

Menores internos do Centro Sócio Educativo Aquirí em Rio Branco, no Acre, promoveram no final da tarde de ontem (03), um princípio de rebelião e dessa vez, ao menos três deles conseguira pular o muro e fugir da instituição.

Durante o quebra-quebra promovido pelos menores infratores, eles atearam fogo em lençóis, mesas, cadeiras e ainda agrediram um agente sócio educador.

Homens do Batalhão de Operação Policiais- BOPE foram acionados para conter o motim que foi logo controlado. Até a manhã desta terça-feira (04), os foragidos que não tiveram seus nomes divulgados ainda não haviam sido recapturados.

 

Acre

Médicos marcam greve para o dia 7 de novembro no Acre

Publicado

em

Reunidos em assembleia geral neste começo de outubro, os médicos do Acre decidiram entrar em greve a partir do dia 7 de novembro caso não haja o cumprimento dos acordos por parte do governo do Estado.

A classe ofereceu pouco mais de 30 dias de prazo para que os gestores possam se mobilizar e ter a oportunidade de atender as demandas. Na pauta de promessas não cumpridas está o pagamento do adicional por plantão emergencial (APE) que deveria ter entrado na folha de setembro, o que não ocorreu, deixando a categoria revoltada.

A diretoria do Sindicato dos Médicos do Acre (Sindmed) deve se reunir nesta semana com a equipe da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre) para reafirmar a importância da gratificação, além de cobrar outras demandas, como melhores condições de trabalho.

“O governo encaminhou documento alegando que o pagamento não foi efetivado devido à falta de tempo hábil para inserir a informação na folha, então estamos oferecendo um prazo para que haja o pagamento retroativo a setembro e o pagamento do valor de outubro no mesmo contracheque. Vamos notificar o governo e a greve deflagrada caso não haja o cumprimento do acordo”, afirmou o presidente do Sindmed, Guilherme Pulici.

O sindicalista ainda alertou para que os médicos façam a verificação em seus contracheques com o objetivo de constatar se receberam a gratificação, além de checar se estão recebendo todos os valores acordados de forma correta.

Os valores cobrados buscam corrigir uma injustiça cometida pelo atual governo, que deixou de garantir o devido reconhecimento aos profissionais que atuaram durante toda a pandemia, salvando vidas.

Continuar lendo

Acre

Ney Amorim se coloca a disposição de Gladson e agradece os votos

Publicado

em

O candidato derrotado ao senado, ex-deputado estadual Ney Amorim (PODE), usou as redes sociais nesta segunda-feira, 3, para agradecer aos mais de 73 mil votos conquistados nas urnas – que lhe renderam o segundo lugar no pleito eleitoral deste ano.

Sorridente, Amorim se disse satisfeito com o resultado das eleições e mencionou o pouco tempo de campanha obtido. “Quero agradecer a todos vocês e aos amigos que foram nos lugares mais distantes pedir apoio para nossa candidatura. O meu tempo foi curto e não pode está nos 22 municípios”, comentou.

Amorim também agradeceu aos mais de 200 mil votos obtidos pelo governador reeleito, Gladson Cameli (PP) e se disse pronto para contribuir na próxima gestão. “Me coloco à disposição para ajudar no que puder, como sempre fiz com minha família”, ressaltou.

Continuar lendo

Acre

Jenilson agradece aos mais de 65 mil votos na disputa pelo Senado

Publicado

em

O candidato ao senado, deputado estadual Jenilson Leite (PSB), usou as redes sociais nesta segunda-feira, 3, para agradecer aos mais de 65 mil votos conquistados no pleito eleitoral deste ano.

O parlamentar destacou que os votos obtidos demonstram a confiança do eleitor no seu trabalho. “Fizemos uma campanha propositiva, ouvindo nossa gente. Agradeço pelo resultado que conquistamos, ele representa a força de um trabalho feito de forma dedicada ao nosso povo e sabemos que cada voto foi dado com muita esperança”, declarou.

Leite disse ainda que sua campanha não foi fácil, haja vista que, teve que batalhar com candidaturas milionárias – referindo-se ao apoio do governo na chapa majoritária do adversário, o candidato Ney Amorim (PODE). “A conjuntura era muito adversa, lutamos com armas de pau, sem a força da máquina do Estado ou de prefeituras, nosso maior parceiro foi a gratidão das pessoas pelo nosso trabalho realizado e a esperança das acreanas e acreanos”, comentou.

Jenilson fez agradecimentos ao apoiadores e colaboradores de sua candidatura – incluindo a militância do PSB. “Agradeço de coração todos os amigos e amigas que lutaram ao meu lado, nossos candidatos a deputados estadual e federal, minha família, os colaboradores do meu mandato de deputado estadual, os parceiros e parceiras do PSB e tantas outras pessoas dos segmentos sociais de nosso estado. A vida segue e continuaremos fazendo a nossa parte, como sempre fizemos, agora em outra posição social”, ressaltou.

Continuar lendo

Acre

Com R$ 500 mil do fundão, Ludmilla e Bimbi obtiveram poucos votos

Publicado

em

A influenciadora digital Ludmilla Cavalcante, candidata a deputada federal pelo Podemos no Acre, obteve apenas 1.153 votos, apesar de ter recebido um dos maiores repasses do partido, por meio do Fundão Eleitoral, para custear despesas de campanha. Ela recebeu R$ 300 mil, o terceiro maior valor dos candidatos da legenda a federal. Avaliando o custo entre recebimento de recursos e votos, cada voto da blogueira é estipulado em R$ 260, um dos mais caros.

Apesar de não eleito, o candidato mais votado da legenda a federal do Podemos no Acre foi o médico Rodrigo Damasceno, que obteve 5.919 votos e recebeu apenas R$ 200 mil. No custo da proporção voto e dinheiro, cada voto ao profissional da saúde custou R$ 33.

A distribuição de recursos por parte do Podemos é questionada por Rodrigo Damasceno nesta segunda-feira, 3, em sua página no Instagram. “Gostaria de saber onde meu partido gastou o dinheiro. Inclusive com nossos candidatos! Seria bom nos posicionar essa condição e os votos que tiveram! Estou aí, sou a menor proporção voto dinheiro investido. Mas gostaria de saber o motivo da nossa chapa não ter os votos esperados?”, questionou o candidato que na publicação marcou a Polícia Federal do Acre e o Ministério Público do Acre, dando a entender que pede algum tipo de investigação.

A que mais recebeu recursos no Podemos para candidatura a federal foi a engenheira Izabelle Araújo. Ela recebeu R$ 487 mil e obteve apenas 1.921 votos. A proporção voto e dinheiro ficou em R$ 253. Já o segundo que mais recebeu recursos da chapa foi o ex-secretário Arthur Neto, com R$ 360 mil e votação de 3.328 votos, com o custo por voto avaliado em R$ 108.

Outro que chama atenção na chapa do Podemos é o modelo acreano Marcelo Bimbi que recebeu R$ 200 mil do Fundão, mas recebeu 381 votos, onde cada voto sairia por R$ 524. Loy Rego, também candidato, obteve 731 votos e recebeu R$ 250 mil do fundão, onde cada voto custaria R$ 342.

CONFIRA OS VOTOS DA LEGENDA DO PODEMOS E OS VALORES RECEBIDOS:

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.