Conecte-se agora

Deputada fala a futuros comandantes na Escola do Estado-Maior do Exército

Publicado

em

Quatrocentos graduados em preparação para serem comandantes nas Forças Armadas Brasileiras ouviram a deputada Perpétua Almeida (PCdoB), presidenta da Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional da Câmara dos Deputados, durante palestra, nesta quinta-feira, na Escola do Comando do Estado-Maior do Exército, no Rio de Janeiro.

A parlamentar acreana apresentou a alunos e oficiais a sua história de vida nos seringais do Acre, onde, até os 14 anos, a exemplo de muitos na região, não conheceu TV e energia elétrica. E, falando em nome do Congresso Nacional, reafirmou a importância do monitoramento das faixas de fronteira ao ser recebida pelo general José Sérgio em seu gabinete.

Perpétua explicou o seu esforço pessoal para, no âmbito da comissão que preside, aprimorar as relações com países vizinhos. “Acredito que os temas que nos unem são maiores que as divergências. Precisamos unir esforços para ampliar nossas experiências humanitárias nestas regiões”, afirmou ao enaltecer a iniciativa do governo acreano em debater com Peru e Bolívia questões relacionadas à tríplice fronteira. Ela defendeu o aumento das tropas de paz no mundo.

“As boas práticas humanitárias devem ser melhor divulgadas. Creio que meu pensamento está em sintonia com o governo da presidente Dilma”, disse.

A deputada informou ser favorável à divisão necessária dos Royalties do petróleo com as Forças Armadas, o que tornaria Exército, Aeronáutica e Marinha mais bem aparelhados em sua missão de garantir a soberania nacional.

“Quanto a um possível aporte no orçamento das Forças Armadas, o parlamento não tem soluções milagrosas”, frisou. “Porém, a preocupação da presidenta Dilma Roussef com a questão é um bom caminho para que o Legislativo esteja em sintonia com as necessidades do país”. Esta afinidade entre Executivo e Legislativo, concluiu a deputada, “é essencial para construirmos forças armadas cada vez mais fortes”.

A deputada debateu com os alunos o atual cenário político e sua influência na Defesa Nacional, especialmente na America do sul.  A escola tem como missão preparar oficiais superiores para o exercício de funções do estado-maior, comando, chefia, direção e de assessoramento aos mais elevados escalões da força terrestre

 

Anúncios
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Bombando

Anúncios

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas