Conecte-se agora

Alimentos puxam maior inflação dos últimos seis anos

Publicado

em

O Globo

Manchete: Alimentos fazem inflação bater recorde de seis anos

Em 12 meses, taxa ficou em 7,23%, muito longe da meta do governo

Os alimentos voltaram a ser vilões do custo de vida. O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), da meta do governo, ficou em 0,37% em agosto e, em 12 meses, acumula 7,23%, o maior em seis anos. O limite para o IPCA é de 6,5% no ano. Com o resultado, economistas subiram o tom das críticas à redução de 0,5 ponto na taxa básica de juros, decretada pelo Banco Central. Os juros menores podem colocar mais lenha na inflação, argumentam analistas. Entre as maiores altas estão o chuchu, que subiu mais de 70% este ano. Ficaram mais caros também serviços como cursos de natação, ginástica, aluguel, asilo e até ingressos para jogos.

O governo elevou tarifas de importação de bicicletas, pneus e aparelhos de ar condicionado para barrar a entrada de produtos chineses. (Págs. 1, 23, 24 e Míriam Leitão)

Europeus protestam nas ruas

Uma greve geral praticamente parou a Itália, no mesmo dia em que o governo de Silvio Berlusconi elevou impostos e alterou o plano de austeridade, causando divisão entre ministros. Houve protestos em mais de 100 cidades. Na Espanha, milhares de pessoas saíram às ruas contra as restrições a benefícios fiscais. (Págs. 1 e 25)

Trabalhadores de SP param montadoras por reajuste salarial (Págs. 1 e 27)
Alemão tem 3ª noite de confronto

Exército troca tiros com traficantes e reforça ocupação de complexo com blindados

Um confronto entre traficantes e militares do Exército, pela terceira noite consecutiva, levou pânico a moradores do Complexo do Alemão, que está ocupado desde novembro. Dois veículos blindados foram usados para que tropas entrassem na favela. Um homem ficou ferido por estilhaços de granada. Moradores viram disparos de balas traficantes e bombas sendo lançadas. O comandante da Força de Pacificação, general César Leme, dissera de manhã que o tráfico pode estar por trás das manifestações que moradores vem fazendo desde domingo contra o Exército. Já no Morro da Coroa, três PMs da UPP, que estavam de folga, foram presos com R$ 13 mil e não souberam se explicar. (Págs. 1, 14, 15 e editorial “UPP precisa de tempo”)
“Nova CPMF” ganha mais apoio entre governadores

A maioria dos governadores apoia a presidente Dilma na busca por novas fontes de recursos para financiar a Saúde, mas está dividida sobre a recriação de um tributo como a antiga CPMF. Há outras propostas, como aumentar a taxação de bebidas e cigarros. (Págs. 1, 3 e editorial “CPMF é fantasma não exorcizado”)

Israel sob pressão em várias frentes

A Turquia suspendeu o comércio militar com Israel e pôs o país sob mais pressão. O premier Benjamin Netanyahu já enfrenta protestos de indignados israelenses por melhores condições de vida, o possível reconhecimento da ONU à Palestina, este mês, e a queda do aliado Mubarak, deposto do Egito. (Págs. 1 e 30)
Comboio de kadafistas foge da Líbia para o Níger (Págs. 1 e 31)

 

Comissão da Anvisa regulará terapias de células-tronco (Págs. 1 e 32)

 

Roberto DaMatta

Vestido de negro dos cisnes excepcionais, Dirceu, na foto, mostra que os donos do poder, à brasileira, estão isentos de culpa. (Págs. 1 e 7)
————————————————————————————

Folha de S. Paulo

 

Manchete: Inflação volta a subir e ameaça meta em 2011

Alimentos elevam IPCA a 0,37% em agosto, e taxa acumulada em 12 meses é a maior desde julho de 2005

Após dois meses de alívio, a inflação voltou a subir com força em agosto, batendo em 0,37%, por conta de nova alta dos alimentos.

Em 12 meses, a taxa acumulada do IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) está em 7,23%, a maior desde junho de 2005. (Págs. 1 e Poder A4)

Dilma vê crise atual mais complexa que em 2008

Em pronunciamento ontem à noite em rede nacional de TV, a presidente Dilma Rousseff afirmou que a crise econômica atual e mais complexa que a de 2008, mas ela não ameaça fortemente o Brasil.

“O mundo enfrenta os desafios de uma grave crise econômica e cobra respostas novas para seus problemas”, disse. O pronunciamento, em que defendeu o mercado interno, durou 11 minutos. (Págs. 1 e Poder A6)

Tráfico tenta invadir morro do Alemão, e Exército reage

Um grupo de cerca de 50 traficantes tentou invadir na noite de ontem o complexo do Alemão, no Rio, ocupado por tropas do Exército desde novembro de 2010. Uma garota de 15 anos morreu baleada na cabeça.

Segundo a Secretaria de Segurança, o grupo estava dividido em dez carros. Um reforço com cerca de 100 homens do Exército foi enviado ao local. (Págs. 1 e Cotidiano C1 e C3)

Procurador vai ao STF contra licitações da Copa

O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, vai questionar no Supremo Tribunal Federal o RDC (Regime Diferenciado de Contratação), que flexibiliza a Lei de Licitações para obras da Copa e dos Jogos Olímpicos.

Gurgel pretende evitar gastos elevados. Para o governo, o RDC agiliza as contratações. (Págs. 1 e Poder A8)

Boa notícia

Hospital de SP usa robô que ‘derrete’ câncer na próstata. (Págs. 1 e Mônica Bergamo E2)

Editoriais

Leia “Hora da retirada”, sobre a presença militar brasileira no Haiti, e “Respeito ao pedestre”, acerca da mudança de hábito dos motoristas paulistanos. (Págs. 1 e Opinião A2)
————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

 

Manchete: Governo estuda usar dinheiro do pré-sal para financiar saúde

Planalto conclui que não conseguirá aprovar novo imposto e pretende aproveitar royalties do petróleo

Ciente de que no momento não tem condições para aprovar no Congresso um novo imposto para a saúde, o governo estuda como alternativa para o financiamento do setor o uso de royalties do petróleo a ser extraído do pré-sal. A ideia é que uma certa quantia do dinheiro dos royalties entre no fundo do pré-sal e depois seja devolvida aos governos dos Estados para o financiamento a saúde, informa o repórter João Domingos. O valor da parte dos royalties que será destinada a saúde dependerá de cálculos a serem feitos pela União e pelos Estados e da negociação com os governadores. A previsão é que serão necessários R$ 30 bilhões anuais a mais com a regulamentação dos recursos para a saúde por parte da União, dos Estados e dos municípios, que deverá ser votada pela Câmara no dia 28. O governo concluiu que não terá mais condição de impedir a votação do projeto, conhecido por Emenda 29. (Págs. 1 e Nacional A4)

R$ 30 bi
é a previsão do gasto anual extra necessário após a regulamentação dos recursos para a saúde

Inflação em 12 meses é a maior desde junho de 2005

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acelerou em agosto, atingindo 0,37%. O resultado é mais que o dobro do registrado em julho (0,16%). No ano passado, os alimentos foram os principais vilões da inflação. Agora, dentro da alta acumulada de janeiro a agosto (4.42%), os preços administrados e monitorados foram responsáveis por 26% da formação da taxa, enquanto os de serviços corresponderam a 34%. No acumulado de 12 meses, o IPCA subiu 7,23%, a maior variação desde junho de 2005. (Págs. 1 e Economia B1)

Análise
Celso Ming

Mais longe da meta

Parece improvável que o BC consiga reverter prontamente as pressões de alta da inflação num ambiente de afrouxamento monetário. (Págs. 1 e Economia B2)

SP terá Ferroanel de R$ 1,2 bi

Na Estação da Luz, em São Paulo, trem de passageiros tem de dar lugar a trem de carga: os governos federal e paulista firmaram acordo para construção do Ferroanel Norte, exclusivo para cargas; o anel ferroviário de 60 km, que vai circundar a Região Metropolitana de São Paulo, deve ficar pronto até 2014 e custar R$ 1,2 bilhão. (Págs. 1 e Cidades C3)
Aliados de Kadafi levam ouro e dinheiro

Um comboio de pelo menos 50 veículos com ouro, euros e dólares atravessou o Deserto do Saara e chegou ao Níger, país que faz fronteira com a Líbia. Muamar Kadafi não estaria no comboio, mas havia pessoas ligadas a ele, possivelmente filhos. O Conselho Nacional de Transição informou que uma pista do ditador fora localizada a 300 km da fronteira com o Níger e o Chade. (Págs. 1 e Internacional A13)

Projeto prevê duplicação de trecho da Raposo Tavares

Plano para eliminar o gargalo da Rodovia Raposo Tavares no trecho São Paulo-Cotia prevê seis pistas em cada lado – o dobro do número atual – e, sobre o canteiro central, trens rápidos em monotrilho suspenso. Sensores cobrarão a tarifa de pedágio conforme a distância percorrida. A obra, orçada em R$ 1,5 bilhão, seria paga pela concessionária da rodovia. (Págs. 1 e Cidades C1)

Condenado por morte de missionária é preso (Págs. 1 e Nacional A9)

 

Matrícula de adultos cai pela metade em SP (Págs. 1 e Vida A22)
Turquia anuncia medidas contra Israel

A Turquia interrompeu o comércio ligado ao setor de Defesa com Israel e ameaça enviar navios de guerra para perto da costa israelense. As medidas são consequência da morte de 9 turcos na flotilha que levava ajuda a Gaza. (Págs. 1 e Internacional A18)

Rolf Kuntz

Mais dinheiro para o ralo

Talvez a saúde precise de mais verbas. Mas para que dar mais dinheiro a um governo incapaz de executar até o PAC, filho dileto de Dilma? (Págs. 1 e Economia B10)

Roberto DaMatta

O Brasil é um bonde

A foto estilo bonde do ex-presidente Lula, de Dilma e do guerreiro do Brasil, Zé Dirceu, emoldurando os dois, diz tudo do momento brasileiro. (Págs. 1 e Caderno 2, D 10)

Notas & Informações

Separando posições

Menos mal que a presidente Dilma sabe separar “a posição do partido da posição do governo”. (Págs. 1 e A3)
————————————————————————————

Correio Braziliense

 

Manchete: Inflação devora meta do governo

No acumulado dos últimos 12 meses, o custo de vida medido pelo IPCA, indicador usado como referência oficial para calcular a inflação, chegou a 7,23%, estourando o teto previsto pelo Banco Central, que é de 6,5%. A alta nesse período é maior desde junho de 2005, quando bateu em 7,27%. Segundo o IBGE, em agosto, 64% dos produtos e serviços registraram aumento. Os alimentos foram os que mais pesaram no bolso, seguidos de álcool, aluguel e roupas femininas. Na TV, a preocupação com a economia e com a crise financeira internacional abriu o pronunciamento da presidente Dilma alusivo ao Sete de Setembro. “O país está plenamente preparado para enfrentar mais esse desafio”, disse. (Págs. 1, 4, 8 e 9)
Planalto abre o cofre a aliados

Mais de R$ 1,4 bilhão em emendas parlamentares serão pagos antes das votações da Emenda 29, que designa verbas para a Saúde. (Págs. 1 e 2)
Estupro e sequestro relâmpago apavoram Brasília

Os crimes mais graves estão puxando a alta da violência em 2011. De janeiro a junho, 356 mulheres foram estupradas, contra 241 no mesmo período de 2010. Outras 280 pessoas sofreram na mão de sequestradores este ano. Cresceu também o número de latrocínios e de tentativas de homicídio. (Págs. 1, 19 e Visão do Correio, 12)

VLT não terá obras na W3 Sul antes de 2014 (Págs. 1 e 21)

 

————————————————————————————

Estado de Minas

Manchete: Motociclistas lotam ruas e hospitais

Entre janeiro e julho, o número de vítimas de acidentes com motos atendidas no HPS, hospital referência para politraumatizados em BH, aumentou 7,6% em relação ao mesmo período do ano passado. Saltou de 3.921 para 4.221. Um dos motivos é o vertiginoso crescimento da frota de motocicletas, que era de 82,7 mil em 2005, e dobrou para 163,4 mil em 2010. Outra razão, segundo especialistas, é a imprudência de quem anda sobre duas rodas. Por isso, embora sejam apenas 12,41% do total de 1,3 milhão de veículos na capital, as motos respondem por metade dos acidentados socorridos no HPS. (Págs. 1 e 17)
Carne e aluguel atiçam o dragão

Alta nos preços desses itens fez a inflação oficial no Brasil ganhar fôlego em agosto. IPCA em 12 meses já está em 7,23%. (Págs. 1 e 11)
Eleição à PBH: Vice petista rechaça aliança com tucanos

Em entrevista ao Estado de Minas, o vice-prefeito de BH, Roberto Carvalho (PT), classificou o PSDB como “inimigo” e descartou coligação com o partido para a reeleição de Marcio Lacerda (PSB). A posição de Carvalho destoa da de outras lideranças do PT, favoráveis à aliança. (Págs. 1 e 9)
Agrado de R$ 1,4 bi para acalmar o Congresso (Págs. 1 e 3)

O presidente que encolheu

Pela primeira vez desde que assumiu a presidência, Barack Obama tem a maioria da população dos EUA contra sua administração. Às vésperas das homenagens aos 10 anos do 11 de Setembro, pesquisas apontam que de 51% a 53% dos americanos desaprovam o governo. (Págs. 1 e 15)
Seca implacável

Queda da umidade em MG atinge marca histórica. (Págs. 1 e 19)
Juatuba

Bombeiros salvam bebê que teve reação a vacina. (Págs. 1 e 19)

———————————————————————————–

Jornal do Commercio

Manchete: Pernambuco cresce mais do que o País

Produto Interno Bruto do Estado teve crescimento de 5% no 2º trimestre, enquanto o do Brasil foi de 3,1%. Motor que puxou a economia local foi a construção civil, com elevação de 19,1%. (Págs. 1 e Economia 5)
Desfile rende homenagem ao 7 de Setembro (Págs. 1, 5 e Cidades 6)

Tiroteio mata garota de 15 anos no Alemão, Rio (Págs. 1 e 8)

————————————————————————————

Zero Hora

Manchete: Alimentos puxam maior inflação dos últimos seis anos

Chuchu volta como vilão e ajuda a elevar índice oficial para 7,23% no acumulado em 12 meses, alta que divide especialistas sobre o juro. (Págs. 1 e 14)
Feriado

A programação cívica do 7 de Setembro. (Págs. 1 e 26)
Recepção para a Copa (Págs. 1 e 33)

Impasse: Exigência da União ameaça metrô de Porto Alegre

Prefeitura tem de enviar proposta com menos custo até sexta. (Págs. 1, 10, 13 e 24)
Maior do país: Aquisição cria gigante em refeições

Colunista Maria Isabel Hammes revela como Sodexo comprou gaúcha Puras. (Págs. 1 e 18)
Imprensa: Justiça de Torres mantém censura

Pretora não revogou decisão do TJ que atinge veículos do Grupo RBS. (Págs. 1 e 8)

Acre

Em Xapuri, polícia prende homem que se passava por policial militar

Publicado

em

A Polícia Civil de Xapuri prendeu em flagrante, na manhã desta sexta-feira (14), um indivíduo de iniciais J.L.S., de 21 anos de idade, que estava se passando por policial e abordando pessoas que transitavam em via pública no município.

Usando uniforme da Polícia Militar e roupas camufladas, ele portava uma pistola que dispara esferas de aço. Nas abordagens que fazia, o acusado dizia para as vítimas que era policial e que trabalhava na equipe do Inspetor Investigador Eurico Feitosa.

De acordo com a investigação, ele pegava o aparelho celular dos abordados e fazia uma averiguação para saber se a pessoa pertencia a alguma facção criminosa e depois devolvia o telefone para a pessoa.

Com base nas características informadas pela população, a Polícia Civil identificou e prendeu o falso policial juntamente com as roupas que ele utilizava nas abordagens, além de três armas de pressão, sendo duas pistolas e uma carabina.

O falso policial possui diversas passagens pela polícia, inclusive por furto de motocicletas. Ele foi encaminhado para a delegacia da cidade para os procedimentos de praxe e responder pelo crime de falsa identidade.

Com informações da Assessoria da Polícia Civil.

Continuar lendo

Acre

Acre mantém alto índice de casos com quase 300 infectados

Publicado

em

O estado do Acre segue registrando alto números de novos casos de contaminação pelo novo coronavírus. Nesta sexta-feira, 14, foram 285 novas pessoas confirmadas com Covid-19 nas últimas 24 horas.

Segundo a secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), por meio do Departamento de Vigilância em Saúde (DVS), o número de infectados subiu para 89.529 em todo o estado.

Nenhum óbito foi registrado nesta sexta-feira, 14 de janeiro, fazendo com que o número oficial de mortes por covid-19 permaneça 1.854 em todo o estado.

Até o momento, o Acre registra 256.727 notificações de contaminação pela doença, sendo que 167.131 casos foram descartados e 88 exames de RT-PCR seguem aguardando análise do Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen). Pelo menos 86.374 pessoas já receberam alta médica da doença, sendo que 11 seguiam internadas até o fechamento deste boletim.

Os dados da vacinação contra a covid-19 no Acre podem ser acessados no Painel de Monitoramento da Vacinação, disponível no endereço eletrônico: http://covid19.ac.gov.br/vacina/inicio. As informações são atualizadas na plataforma do Ministério da Saúde (MS), ficando sujeitas a alterações constantes, em razão das informações inseridas a partir de cada município.

Continuar lendo

Acre

No Acre, mulher é nomeada assessora com o nome “Paulinha”

Publicado

em

Um fato inusitado provocou espanto e gargalhadas de quem leu o Diário Oficial do Estado do Acre desta sexta-feira, 14. O que chamou atenção foi uma nomeação da Câmara de Vereadores de Cruzeiro do Sul. O presidente do parlamento municipal, Franciney Freitas publicou a nomeação de uma mulher identificada apenas pelo apelido de “Paulinha”, sem especificar o sobrenome da futura assessora.

De acordo com o decreto, “Paulinha” vai exercer as funções de assessora parlamentar no gabinete do vereador Gilmar da Saúde, do PDT.

Provavelmente na próxima segunda-feira, 17, data do próximo Diário Oficial, o decreto de nomeação da Paulinha deve ser republicado por incorreção e trazer o nome completo da assessora.

Continuar lendo

Acre

Waldirene não descarta mudança de bandeira para conter a Covid

Publicado

em

A governadora em exercício, desembargadora Waldirene Cordeiro, realizou nesta sexta-feira, 14, na sala de reunião do Palácio Rio Branco, uma reunião de alinhamento entre instituições para tratar sobre os casos de Covid-19 e vacinação.

A magistrada enalteceu a presença maciça das autoridades em prol de tentar erradicar o constante aumento de casos da doença. “O que estamos tentando é diminuir o impacto. Vacina, sim, resolve nosso problema. Temos que conscientizar as famílias”, declarou.

Com a avaliação do Pacto Acre Sem Covid em dezembro, onde determinou a classificação do Nível de Risco de todas as três regionais de saúde para o Nível de Atenção (bandeira amarela), até 31 de janeiro de 2022, Waldirene não descarta uma regressão para a bandeira laranja em decorrência do quadro de emergência dos casos de covid-19 e síndrome gripal. “Caso de alteração de bandeira [para a laranja ou vermelha]”.

Em acordo com a decisão da governadora, a procuradora-geral do Ministério Público do Estado do Acre, Kátia Rejane, disse que o órgão controlador, mesmo antes da decisão do comitê, deverá classificar o órgão em bandeira laranja, além de realizar a redução do pessoal dentro do local. “Vamos avançar para bandeira laranja com 30% dos servidores do local. Há uma preocupação do Ministério Público nos cuidados para evitar o contágio”.

A secretária de saúde, Paula Mariano, ressaltou que nos últimos 14 dias foram notificados mais de mil casos de Covid-19, além disso, ela alerta que há uma grande procura no Instituto de Traumatologia e Ortopedia do Acre (Into). “Estamos com mais de 300 pessoas procurando o Into, mas temos poucas internações e só dois óbitos. Estamos reorganizando o Into para melhorar o atendimento”, ressaltou.

Foto: Sérgio Vale/ac24horas

A coordenadora do Programa Nacional de Imunização (PNI) do Estado, Renata Quiles, disse que em relação à imunização das crianças vão corresponder a 5,83% nos 22 municípios do Acre. “Vamos distribuir a partir das 22 horas da noite de hoje. A vacinação no interior se inicia apenas na segunda-feira, com a imunização de comorbidades e indígenas”.

Outro dado alarmante levantado por Quilles é em relação a grande quantidade de vacinas em estoque aguardando a procura da população que não é adepta a imunização. “Temos mais de 80 mil doses de Pfizer esperando a população. Muitos servidores estão cansados, desgastados, porque hoje temos a barreira de negativa e resistência por parte da população que se nega a se vacinar”, explicou.

O deputado estadual Jenilson Leite (PSB)afirmou que a atitude em convidar os poderes é de suma importância para ajudar a população. De acordo com o infectologista, o estado está em um novo cenário epidemiológico. “O governo tentou abrir leitos lá atrás. Hoje temos as vacinas. Temos que desenvolver a nossa estratégia, seguir vacinando a moda população. Nós não deveríamos ficar no modelo habitual de vacinação, se seguimos essa situação não vamos alcançar a meta”, declarou.

O parlamentar sugeriu que o governo precisa tomar medidas eficazes contra a chamada 3° onda da Covid-19. “Tem que convocar as escolas públicas e as igrejas, pois eles precisam ajudar nessa questão, criando um centro de vacinação nesses meses locais para tentar fazer a cobertura imediata”, sugeriu.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Content is protected !!