Menu

Deputada diz que Secretário “não é tão inocente” e mostra documento que MedTrauma não comprova menor preço

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

Após os deputados cobrarem providências por parte do Estado em relação ao contrato da MedTrauma com a secretaria de Saúde, com abertura de procedimento administrativo e também a abertura de uma licitação paralela para retirar a empresa, a deputada Michele Melo (PDT) expôs um documento do Controle Interno da Sesacre que expõe que a empresa recebeu pagamentos do Estado sem comprovar a prestação de serviços, evidenciando o que o ac24horas já havia publicado sobre a empresa ter prioridade no recebimento de recursos.


“O secretário de saúde não está tao inocente nesta historia. O TCE disse que de fato fez alerta sobre a precificação dos valores. Esse é um documento que tem origem da Sesacre. O controle interno da Secretaria de Saúde reafirma a ausência de notas fiscal para comprovação do menor preço do valor de mercado das órteses e próteses pela MedTrauma”, disse.

Publicidade


A deputada afirmou que o Controle Interno da Sesacre, comandada por Pascoal, afirma que há divergências, por exemplo, no que diz respeito ao empenho. “Não consta nos autos do demonstrativo para que o pagamento seja efetuado. Não há previsão legal sem nota de empenho, inclusive consta no contrato da MedTrauma. A gente tem controle interno avisando que não há como pagar, mas mesmo assim é pago”, afirma a parlamentar.


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido