Menu

Suly Guimarães é a candidata a prefeita de Brasileia do grupo de Fernanda Hassem

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

O grupo político da prefeita de Brasiléia, Fernanda Hassem (sem partido) e do seu irmão e deputado Tadeu Hassem (REPUBLICANOS), já definiu quem será a candidata a prefeita do grupo. Será a chefe de gabinete da prefeita Fernanda, Suly Guimarães (sem partido),
que deverá disputar uma eleição pela primeira vez. O fato de aparecer pontuando na última pesquisa reforçou o sentimento da prefeita Fernanda de que poderá fazer a sua sucessora. “Ainda nem entramos em campanha”, diz a prefeita para justificar o seu otimismo. O partido ao qual vai se filiar está em fase de debate interno no seu grupo, mas poderá ser o REPUBLICANOS ou o União Brasil. Ela crê ainda que a sua candidata terá o apoio do governador Gladson Cameli. “Pelo menos me deu a garantia em duas vezes que estará no meu palanque no próximo ano”, enfatiza a prefeita. A sua filiação no PP está fora de cogitação.


PERDERAM O JOGO


O ex-presidente do PT, Cesário Braga; o ex-senador Sibá Machado (PT) e o deputado Tanízio de Sá (MDB) apostaram numa chapa Marcus Alexandre (MDB) – Alysson Bestene (PP) e deram com os burros na água.


OUTRO QUE SE DEU MAL


Com a consolidação da candidatura de Alysson Bestene (PP) a prefeito de Rio Branco, por tabela o PP deu uma loba no MDB, que sonhava com o senador Sérgio Petecão (PSD) de aliado. Petecão não resistiu a uma secretaria de estado que seu grupo recebeu de mimo do Gladson.


TRATADOS COMO PÁRIAS


Restou para a aliança com o MDB o grupo de partidos de esquerda, entre eles o PT, que não está exigindo nada, mas é tratado como pária pelo MDB.


EQUAÇÃO DIFÍCIL


A escolha do vice do candidato Marcus Alexandre (MDB) continua sendo uma equação difícil de solucionar, já que ainda está em busca de um nome que tenha um perfil político de centro, para não dar para a chapa uma cara de esquerda.


SEM MANDATO


O ex-deputado Jenilson Leite (PSB), não espere nada além de uma proposta para ser vice na chapa de Alysson Bestene (PP) para a PMRB.


NEM O VENTO


O ex-deputado Jenilson Leite (PSB) foi bem votado na capital, mas isso não significa que os votos são seus e podem ser transferidos. Político sem mandato, nem o vento bate nas costas. Ex é mais um na multidão.


OBEDECE QUEM TEM JUÍZO


Essa desistência do presidente da FEM, Minoru Kinpara, de ser candidato a prefeito de Rio Branco, lembra o velho ditado: – Nunca se sente em uma cadeira da qual alguém pode mandar você se levantar”.


PODE SAIR PROTAGONISTA


O MDB pode sair protagonista da próxima eleição para as prefeituras, os seus candidatos a prefeito lideram as pesquisas na maioria dos municípios.


CANSOU DAS VELHAS CARAS


Perguntei ontem a um parlamentar que conhece bem a região de Feijó, o motivo do Delegado Railson aparecer liderando as pesquisas para prefeito, e obtive uma resposta pragmática: “O eleitor de Feijó cansou das velhas caras”. De fato, isso costuma acontecer na política.


PRECISA FALAR


O prefeito Tião Bocalom precisa falar que a construção de casas do programa “Minha Casa, Minha Vida”, é um programa do governo petista do Lula, que tanto odeia e fala mal. Não pode fazer cortesia com chapéu alheio.


IMAGINE OS DEMAIS


Tal é o abandono que o vereador Piaba (União Brasil) diz ter “vergonha” de andar no seu bairro, o Benfica. Mas vota em tudo que o Bocalom manda para a Câmara Municipal de Rio Branco e assim vira avalista do que critica.


DEPOIS RECLAMAM


Não teremos uma mulher disputando a prefeitura de Rio Branco. Depois reclamam que são minoritárias em cargos políticos eletivos. Sem razão.


NUNCA EXIGIU


O senador Sérgio Petecão (PSD) diz que seu acordo para apoiar a candidatura de Alysson Bestene (PP), não está condicionado em indicar o vice. A grande articuladora desse acordo, que chancelou, foi a vice-governadora Mailza Assis.


ACORDO FECHADO


O acordo que está fechado é o senador Sérgio Petecão (PSD) apoiar a Mailza para o governo em 2026.


SEM SENTIDO


Uma pesquisa neste momento para a prefeitura de Rio Branco não faz muito sentido. As pesquisas que vão começar a dar um norte serão as de março em diante.


DOIS CENÁRIOS


Se a médica Jéssica Sales (MDB) for candidata a prefeita de Cruzeiro do Sul, será difícil o prefeito Zequinha Lima (PP) conseguir um bom vice. Se a Jéssica não for candidata, vão chover nomes querendo ser seu vice do Zequinha. Assim é a política.


NADA ESTE ANO


Tião Bocalom, Marcus Alexandre, Alysson Bestene, Emerson Jarude, nenhum deles deve anunciar este ano o vice na chapa para a disputa da prefeitura de Rio Branco.


NA CAMPANHA


Quem se encontra numa campanha aberta pela candidatura do Marcus Alexandre (MDB) para a PMRB, é o ex-deputado Neném Almeida. Foi bem votado na última eleição, não se elegeu devido à baixa legenda do seu partido.


FRASE MARCANTE


“Deus dá o leite, mas não o balde”. Ditado inglês.


Participe do grupo e receba as principais notícias na palma da sua mão.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.