Menu

A questão não é ideológica, cacique não decide eleição, e sim a empatia com o eleitor

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

É tolice se tentar colar a disputa da prefeitura de Rio Branco na questão ideológica de direita e esquerda. O voto na capital sempre foi e será paroquial, e mira sempre no nome do candidato. O que conseguir cair na graça do povão é quem vai vencer, não interessa quem é que está lhe apoiando.


São vários os casos de candidatos para a PMRB apoiados por governadores e prefeitos, que foram derrotados. E, tampouco, o eleitorado vota focando em que partido o candidato da sua preferência está ou esteve filiado. Só uma minoria vota pelo cabresto partidário.


Por isso, os nomes que postulam ganhar a disputa da prefeitura da Capital, tratem de fazer uma simbiose própria com o povão dos grotões, ou o embarque na Balsa para Manacapuru é certo.


Quem entrar na campanha esperando que o fato de ser apoiado por caciques partidários lhe dê a vitória, tem passagem comprada antecipada para a bucólica Manacapuru. Isso vale para os candidatos Marcus Alexandre, Tião Bocalom, Alysson Bestene e Ulysses Araújo, que querem disputar a PMRB.


FEIJÃO COM ARROZ


Num município pequeno como Assis Brasil basta o prefeito fazer o feijão com arroz para ficar bem na fita. O prefeito Jerry Correia fez exatamente isso. Não fez nada de excepcional na gestão, nada de extraordinário, só o trivial, mas está em alta nas pesquisas. Jerry foi eleito pelo PT, mas na campanha traiu o PT.


POLÍTICA É PASSADO


O diretor da APEX, Jorge Viana, apareceu comemorando a liberação de R$ 4,6 milhões para pecuaristas de Uberaba. Para o JV, depois da sua derrota para o governo, a política partidária na aldeia Acre, é passado. Em tempo: Uberaba fica em Minas Gerais.


HOSPITAL NOVO


A guaribada na unidade atual era necessária, mas o que Xapuri precisa mesmo é de um novo Hospital. É nisso que o governo precisa investir.


NORMAL NA POLÍTICA


Quando uma aliança acaba, é cada um para seu lado. Nada de anormal, pois, que o prefeito Bocalom tenha tirado de cargos de confiança todos os aliados da vice-prefeita Marfisa Galvão. Faz parte do jogo.


COMO SÃO TOMÉ


O senador Alan Rick (UB) tomou uma série de iniciativas positivas, com propostas nos órgãos federais, para baixar o preço da passagem para o Acre. No mesmo sentido, foi o senador Sérgio Petecão (PSD), ao acertar a vinda do ministro de Portos e Aeroportos, Márcio França, ao Acre para discutir a questão. Mas, com a Petrobrás aumentando direto o preço da gasolina, como São Tomé, quero ver para crer o milagre de uma tarifa diferenciada para o Acre, acontecer.


PASSA PELA GASOLINA


Qualquer redução no preço da gasolina de aviação passa pela boa vontade do governo federal, e para completar, ainda temos uma bancada federal desunida por toscas questões ideológicas, quando era para estarem unidos e pressionando. É por isso que nada vai mudar e continuaremos a ter uma das passagens mais caras do país. Por outro lado, o Jorge Viana, por ser amigo do Lula, que também era para estar nesta luta, optou por se confraternizar com pecuaristas mineiros.


VAI ENTRAR NUMA FRIA


O PSDB virou hoje no estado um partido nanico e sem expressão. Só tem um deputado estadual. Não terá recursos para bancar campanhas de candidatos a prefeitos em todos os municípios. Por isso, não passa de euforia o otimismo do secretário-geral do PSDB, André Hassem. Quem se candidatar a prefeito pelo PSDB se prepare para entrar liso, e sem estrutura na campanha. Ser candidato a prefeito pelo PSDB no próximo ano, é entrar numa fria.


CEREJA DO BOLO


O senador Alan Rick (UB) está mudando os dirigentes dos diretórios municipais. Vamos ver como essa conta vai fechar em Rio Branco, a cereja do bolo, onde o presidente do diretório é o suplente de deputado federal Fábio Rueda, cuja família é influente na direção nacional do União Brasil.


PAGANDO O PATO


Nesta novela arrastada dos terceirizados, a verdade é que na maioria dos casos de atraso dos salários desses funcionários, o governo não paga em dias, e finda sobrando para os donos das empresas, que ficam descapitalizados e acabam pagando o pato do desgaste pelos atrasos salariais.


DE CONCRETO


Para valer, de concreto, temos dois candidatos a prefeito de Rio Branco, confirmados: o prefeito Tião Bocalom (PP) e o ex-prefeito Marcus Alexandre (MDB). As candidaturas do Alysson Bestene (PP) e a do deputado federal Ulysses Araújo (UB), ainda estão em gestação. O jogo não está fechado.


ANOTE PARA CONFERIR


A tendência na sucessão estadual é que não havendo nenhum ponto fora da curva, o senador Sérgio Petecão (PSD), acabe apoiando a candidatura à PMRB, do Marcus Alexandre.


SÓ DEUS E ELE SABE


Quem o governador Gladson vai apoiar para a prefeitura de Rio Branco? É mais fácil acertar acertar na Mega-Sena, do que acertar a resposta. Nunca se sabe o que se passa na cabeça do Gladson, quando se trata de campanha eleitoral.


QUEM É QUE IMAGINAVA?


Na eleição municipal passada na capital, quem era que imaginava que o Gladson ia apoiar a candidatura da Socorro Neri, que tinha sido vice na chapa do PT? Por isso, é melhor esperar o próximo ano para saber.


ESTRADA ESSENCIAL


Para se chegar a Marechal Thaumaturgo pelo rio Juruá é um suplício. Só em motor de rabeta e se arrastando entre os bancos de areia. Em alguns trechos, a profundidade chega a 60 centímetros. A estrada ligando Cruzeiro do Sul a Porto Walter e Thaumaturgo, é algo essencial. A maioria dos moradores do Alto Juruá não tem condições de pagar uma passagem cara num monomotor até Cruzeiro. É uma causa para a bancada federal entrar de cabeça.


NÃO CABE POLITICAGEM


Nem sempre concordo com as ideias da ministra Marina Silva, mas ela acerta quando blinda a direção do IBAMA no Acre contra as indicações de cunho político. Esse modelo de politicagem no IBAMA, no passado, nunca deu certo.


ERA TUDO BALELA


Na sua primeira campanha, o Bolsonaro dizia que, se eleito, baixaria o preço do diesel e da gasolina. Não baixou. O Lula teceu ironias na campanha que o Bolsonaro não baixava o preço dos combustíveis porque não queria. Lula se elegeu e o preço da gasolina disparou. Na capital, estamos a poucos centavos de pagar 7 reais o litro da gasolina. Em Cruzeiro do Sul, o litro já passou dos 7 reais. No quesito mentira, a disputa entre ambos se encontra no escore de zero a zero.


PÃO E CIRCO


Em Roma, quando a população fazia muitos protestos, os imperadores romanos davam pão e circo – aumentavam a oferta de alimentos e promoviam lutas entre gladiadores para divertir e turba. No Acre, é diferente, os prefeitos fazem festivais.


SÓ PELA EXPULSÃO


O prefeito Tião Bocalom segue a célebre frase do Zagalo, dita aos descontentes com sua permanência como técnico da seleção brasileira: “Vocês vão ter que me engolir”. No PP, a situação do Bocalom é parecida e só muda a frase: “Só saio do PP se me expulsarem”. E a confusão vai se arrastar pelo resto do ano no PP.


SEXO DOS ANJOS


Discutir hoje quem será vice nas chapas que vão disputar a prefeitura da capital, é como discutir o sexo dos anjos. Não se conhece nem como estará o cenário final das candidaturas.


FRASE MARCANTE


“A agulha veste os outros e vive nua”. Ditado árabe.


Participe do grupo e receba as principais notícias na palma da sua mão.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.