Menu

Ney entra no jogo para disputa da prefeitura

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

“NÃO DESCARTO disputar a prefeitura de Rio Branco na próxima eleição”. A afirmação foi feita ontem ao BLOG, pelo ex-deputado Ney Amorim (PODEMOS), que não conseguiu se eleger para o Senado na última eleição. 


Ainda assim teve uma expressiva votação na capital, seu principal reduto eleitoral, com 32.185 votos. O seu foco será este ano conseguir formar um grupo político que consiga aglutinar alianças em torno de uma candidatura sua. “Não vou ficar fora da política”, destacou Ney.


Ele deve tentar construir a sua candidatura com o apoio do governador Gladson.


O ESTADO NÃO É ABSOLUTISTA


NÃO DISCUTO a importância da ligação rodoviária entre Manuel Urbano-Jordão. Mas, o MPF está certo em pedir a interdição da construção da estrada pelo DERACRE. Sem nenhuma licença ambiental, sem consultar os povos indígenas, na tora, o órgão saiu derrubando a floresta com as obras. O estado não é absolutista.


EXISTEM LEIS AMBIENTAIS


O diretor do DERACRE, Petrônio Antunes, é um bom tocador de obras, mas não pode abrir uma estrada na floresta por cima das leis ambientais. E, com o fim da liberalidade da devastação no governo Bolsonaro, com a posse da Marina, o buraco agora será mais embaixo.


NÃO VAI VIRAR PASTO


FALANDO em estrada, o projeto de transformar parte da Reserva da Serra do Moa em pasto de boi, ligando por rodovia Cruzeiro do Sul á Pucallpa (Peru), projeto defendido pela deputada federal Mara Rocha (MDB) e pelo senador Márcio Bittar (União Brasil), com a Marina no meio ambiente, o referido projeto foi para o ralo.


AMARGURADO PELA DERROTA


UMA FONTE que assistiu a palestra do diretor da APEX, Jorge Viana, para o empresariado do estado, revelou que o viu ainda muito amargurado pela derrota ao governo. Descascou em críticas ao governo Gladson.


PERDA DE MANDATO


O PT deve apenas completar o processo de expulsão dos vereadores de Mâncio Lima; o de Brasiléia foi concluído, para pedir os seus mandatos na justiça, sob o argumento da infidelidade partidária. A chapa está esquentando.


CABOS-ELEITORAIS


OS VEREADORES do PT de Brasiléia eram os principais cabos-eleitorais do deputado eleito Tadeu Hassem (REPUBLICANO,) fatos registrados nas redes sociais. As provas estão todas nas mãos da direção do PT.


JUNTANDO OS PANOS


HÁ UM MOVIMENTO político em Plácido de Castro, que pode formar uma chapa para a eleição do próximo ano, com o prefeito Camilo tendo o militante Marcelo Augusto de vice. Marcelo é ligado ao deputado federal eleito Gerlen Diniz (PP) e Camilo à deputada federal eleita Socorro Neri (PP). 


NÃO É MAMÃO COM MEL


MAS, a oposição está se organizando num movimento  forte, que poderá lançar em 2024 um nome competitivo. Camilo não terá uma reeleição mamão com mel.


A COISA ESTÁ FEIA


QUEM conversa com ex-prefeito James Gomes revela estar ele preocupado com a situação política da irmã e prefeita de Senador Guiomard, Rosana Gomes (PP), que apareceu em pesquisa, como a prefeita mais mal avaliada do estado. Ficou de ter uma conversa séria com a irmã.


O MÍNIMO QUE PODIA FAZER


EXPULSAR do partido por traição os prefeitos Isaac Lima (Mâncio Lima) e Jerry Correia (Assis Brasil), era o mínimo que o PT deveria fazer, depois do comportamento de ambos na campanha. Não cabe nem reclamação.


CORTA OS SUPÉRFLUOS


OS PREFEITOS estão chiando com o reajuste de 15% para os professores, anunciado pelo Ministério da Educação. Paga e não bufa. É só cortar os supérfluos que o aumento cabe no orçamento. Educação é prioridade.


MOVIMENTO INCUBADO


JÁ NÃO ESTÁ passando despercebido um movimento entre os parlamentares querendo o deputado Pedro Longo (PDT), na presidência da ALEAC. Fosse o deputado Luiz Gonzaga (PSDB), também candidato ao posto, acendia a luz vermelha na sua campanha.


COMEÇAR TUDO DE NOVO


COM O FESTIVAL de traições que sofreu dentro do partido na última eleição para governador, o senador Sérgio Petecão (PSD) tem de começar a remontar o partido para a eleição do próximo ano, com caras novas.


SONHANDO TODA NOITE


O PREFEITO Tião Bocalom sonha todas as noites ter o governador Gladson Cameli no palanque da sua reeleição, na eleição do próximo ano. Sua maior cabo-eleitoral é a vice-governadora Mailza Gomes (PP).


UMA VAGA EM DISPUTA


EM 2026, terão duas vagas ao Senado em disputa. Certo? Errado. Se o Gladson concluir as pontes em Sena Madureira, Xapuri e Brasiléia, pavimenta sua eleição para o Senado. E ficaria uma vaga em disputa, para ser brigada pelos senadores Sérgio Petecão (PSD), Márcio Bittar (União Brasil), Tião Bocalom (PP) e outros.


É BOM NÃO CONTAR


A DEPUTADA FEDERAL Jéssica Sales (MDB) não fique colocando na sua contabilidade para a eleição de prefeita de Cruzeiro do Sul, ano que vem, o apoio do governador Gladson Cameli. Deveria ter aprendido com o que aconteceu com a candidatura do irmão Fagner Sales. O gato escaldado tem de ter medo de água fria.


COM QUEM VAI O NICOLAU?


DEPOIS do que sofreu na última eleição, quando foi rifado pelo seu grupo (esperava ser o mais votado em CZS), é de se perguntar com quem vai o deputado Nicolau Júnior (PP), na eleição para a prefeitura de Cruzeiro do Sul, em 2024?


AMARROU O BURRO NA SOMBRA


O QUE TEM FORÇA na política, é o voto. Então não é surpresa o deputado eleito Afonso Fernandes ter ganho de mimo da SESACRE, um contrato de limpeza no valor de 40 milhões de reais. Amarrou o burro na sombra.


FRASE MARCANTE


“Prédios podem ser destruídos. A democracia é invencível”. Ministro do STF, Luís Roberto Barroso, sobre os ataques de terroristas bolsonaristas ao STF.


 


Participe do grupo e receba as principais notícias na palma da sua mão.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.