Menu

A campanha vai começar com oito candidatos ao Senado, sem favorito, numa disputa acirrada 

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

NO PRÓXIMO dia 15 começa, oficialmente, a campanha para ver quem fica com a única vaga do Senado. São oito postulantes. Há pelo menos quatro candidatos que já demonstraram em campanhas passadas possuir densidade eleitoral. 


A deputada federal Vanda Milani (PROS),  embora pouco citada na imprensa, terá uma estrutura forte em torno do seu nome. Uma chapa completa de candidatos a deputados estaduais pelo PROS vai trabalhar a sua candidatura. 


Vários prefeitos e vereadores estão no seu grupo político. Some-se ao contexto fazer campanhas organizadas. Por tudo isso, não tirem a Vanda da contabilidade dos nomes fortes.


DUAS OPÇÕES


O SENADOR Márcio Bittar (União Brasil), tem duas opções reais para tomar a decisão sobre seu destino político: ser candidato ao governo ou fazer uma aliança dos partidos sob a sua guarda, com o MDB. E nada mais.


SERIA A DESMORALIZAÇÃO


VOLTAR para a aliança anterior, seria a desmoralização.


NÃO CRIO NOTÍCIAS


A INFORMAÇÃO de que o Ney Amorim (PODEMOS) foi convidado para ser candidato ao Senado ou a Vice me foi passada por fonte inconteste. E, com o quadro em mutação, sei também que cresceu o movimento palaciano para pressioná-lo a aceitar o convite. Não crio notícias, apenas reproduzo quando a fonte é segura.


ALAN CONFIRMADO


SÓ que o governador Gladson quebrou o mutismo e referendou a candidatura do Alan Rick (União Brasil) como seu vice. O problema agora é o aval do Bittar.


NENHUM INDÍCIO


A OPOSIÇÃO acha que o Gladson (PP) não vai ao segundo turno. Discordo, por não ver indício que o leve a uma queda tão brutal. Acho que vai ao segundo turno.


A EMPATIA DECIDE


A QUESTÃO de ser um governo com poucas obras não tem influência eleitoral, ao ponto de lhe jogar para baixo. O eleitor não vota em obras, mas na empatia com o candidato; e empatia, é algo que o Gladson Cameli tem de sobra. Até os adversários admitem a qualidade.


KEILIANE CORDEIRO


É UM NOME que cresceu muito no colégio eleitoral do Juruá, sua principal base eleitoral, o que a coloca no páreo para deputada federal. E, está bem articulada.


O QUE O JORGE VIANA GANHOU?


DIGAM algo que o Jorge Viana (PT) ganhou, com a firula de que poderia ser candidato a governador? Nada, absolutamente, nada. Quem já ia votar nele para senador vai votar. Não era preciso todo o carnaval.


PELA ORDEM DE CHEGADA


MEIRE SERAFIM (União Brasil) e Gérlen Diniz (PP), pela ordem, tendem a ser os candidatos mais votados desta eleição para a Câmara Federal, em Sena Madureira.


JOGOU CERTO


O senador Sérgio Petecão (PSD) fez certo em fechar a sua chapa com o advogado João Tota de vice e a deputada federal Vanda Milani (PROS) ao Senado


VOLTO A BISAR


CASO o grupo do ex-prefeito Vagner Sales (MDB) não coloque alguém de candidato a deputado federal, no Juruá, o MDB elegerá no máximo um parlamentar federal. Não é uma chapa com nove nomes parelhas.


FORA DO BARCO


A EX- VICE-GOVERNADORA Nazaré Araújo (PT) disse ontem ao BLOG se sentir honrada com a lembrança do seu nome para o governo, mas será candidata a deputada federal, no formato do mandato coletivo.


SEM A POMPA DE OUTRORA


O PT faz a sua convenção regional amanhã, sem pompa, um ato mais interno; e pela primeira vez nas últimas décadas sem candidato próprio ao governo.


JORGE VIANA


NA CHAPA majoritária, o PT terá apenas o Jorge Viana (PT) como candidato ao Senado. Os tempos são outros.


COM POTENCIAL


A CHAPA de deputado estadual pelo PODEMOS tem nomes com potencial, para na soma geral eleger dois.


LULA DISPARADO


COM 47%, contra 29% do Bolsonaro; o Lula aparece na frente na pesquisa de ontem do Data-Folha. Nos votos válidos Lula tem 52%, com tendência de levar no primeiro turno. Bolsonaro perde em todas as pesquisas.


SEM TEORIA DA CONSPIRAÇÃO


TODAS as pesquisas dão o Lula ganhando. Não é possível que todos os institutos de pesquisas se uniram para conspirar contra o Bolsonaro, e lhe colocar em baixa.


CONVERSA APRUMADA


O SENADOR Márcio Bittar (União Brasil) e o ex-prefeito de Cruzeiro do Sul, Vagner Sales, conversaram ontem, tendo como prato principal do papo uma aliança do União Brasil, REPUBLICANOS e PL, com o MDB.


NOVA RODADA


PARA hoje está prevista uma nova rodada de conversa entre o Márcio Bittar e o Vagner Sales. Vagner é uma peça importante para acontecer a aliança com Bittar.


QUADRO NEBULOSO


NEBULOSO, muito nebuloso, o quadro dentro do União Brasil, com a ruptura da aliança entre Gladson e Bittar.


PEDRO LONGO


O ELEITOR, para não choramingar depois por não ser bem representado, deveria olhar antes para o currículo do candidato; e, sendo detentor de mandato, focar na sua atuação parlamentar. O deputado Pedro Longo (PDT), tem atuação positiva na ALEAC e é qualificado.


RODANDO O MUNDO


O SENADOR Eduardo Veloso (União Brasil) tem amarrado alianças importantes em torno da sua candidatura a deputado federal. É a informação que tenho. Veloso tem um trabalho importante na Saúde,


NOME COMPETITIVO


DANDO uma olhada na chapa de candidatos a deputado estadual pelo PL, vi o nome da jornalista Vânia Pinheiro. Não está para fazer figuração.  Vânia é bem articulada, empreendedora, e não faria feio na ALEAC.


CANDIDATURA AMARRADA


NÃO tem mais volta para a candidatura do deputado Jenilson Leite (PSB) a senador. Recebeu o aval da direção nacional do PSB, para levar a missão em frente.


TUDO ERRADO


DEU tudo errado no projeto político traçado pelo senador Márcio Bittar (União Brasil), só lhe resta seguir em frente, num projeto alternativo com a oposição.


FRASE MARCANTE 


“AS pegadas na areia do tempo do tempo não são deixadas por quem está sentado”. Ditado bérbere.


Participe do grupo e receba as principais notícias na palma da sua mão.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.