Conecte-se agora

Primeira criança indígena morre com síndrome respiratória no Acre; estado já tem 12 óbitos

Juruá tem outras quatro criança internadas com síndrome respiratória

Publicado

em

A cidade de Cruzeiro do Sul, situada no Vale do Juruá, registra a primeira morte de criança por síndrome respiratória aguda grave. Por volta das 23 horas dessa quarta-feira, 29, o pequeno Rauani Kaxinawá, de apenas 1 ano de idade, morreu no Hospital Regional do Juruá onde estava interna há cerca de 6 dias com síndrome respiratória.

A vítima e a família era natural do município de Feijó. O estado de saúde da criança se agravou na última madrugada, evoluindo com síndrome da angústia respiratória aguda. O bebê foi levado para a Unidade de Terapia Intensiva- UTI, onde ficou entubado por cerca de duas horas, mas não resistiu.

Há ainda outras quatro crianças com síndromes respiratórias internadas no Hospital Regional do Juruá, todas com estado de saúde estabilizado.

Destaque 3

Acre já apresenta tendência de queda nas síndromes respiratórias graves, diz Fiocruz

Publicado

em

Divulgado nesta segunda semana de agosto, o novo Boletim InfoGripe, da Fiocruz, mostra que a maioria dos estados do país já apresenta sinal de queda nos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG).

O estudo aponta manutenção de queda em grande parte das unidades federativas do Sudeste, Centro-Oeste e Sul; sinal predominante de interrupção do crescimento com alguns estados já iniciando queda no Nordeste; e manutenção do indícios crescimento no Norte.

Três das 27 capitais apresentam indícios de crescimento na tendência de longo prazo até a SE 31: Belém, Boa Vista e Recife. Nas demais, há predomínio de sinal de queda, com sete capitais apresentando estabilidade nesse indicador.

Em oito dos 27 estados, observa-se ao menos uma macrorregião de saúde com sinal de crescimento na tendência de longo ou curto prazo: Acre, Amazonas e Roraima no Norte; Piauí e Sergipe no Nordeste; Espírito Santo e São Paulo no Sudeste; e Mato Grosso no Centro-Oeste.

A análise mostra queda nas tendência de longo (últimas seis semanas) e curto prazo (últimas três semanas). Nas últimas quatro semanas epidemiológicas, a prevalência entre os casos positivos foi de 1,9% para influenza A; 0,2% para influenza B; 5,9% para vírus sincicial respiratório (VSR); e 79,1% Sars-CoV-2 (Covid-19).

Os dados referentes aos resultados laboratoriais por faixa etária seguem apontando para amplo predomínio do vírus Sars-CoV-2, especialmente na população adulta. No grupo de 0 a 4 anos, o volume de casos associados à Covid-19 se mantém acima do observado para o VSR nas últimas quatro semanas.

Continuar lendo

Destaque 3

Com 21 propostas, programa de governo de Bittar diz que gestão seguirá exemplo de Bolsonaro

Publicado

em

O programa de governo registrado na Justiça Eleitoral pelo candidato ao governo do Acre Marcio Bittar, do União Brasil, tem apenas 11 páginas e apresenta 21 propostas, na sua grande maioria genéricas, sem fazer nenhuma promessa específica.

Na apresentação, o texto faz duras críticas ao atual governo e algumas, de maneira indireta, ao governador Gladson Cameli, a quem Bittar acusa de “não honrar com a palavra” e de não possuir “valores e caráter”.

O documento exalta intensamente o presidente Jair Bolsonaro, cujo governo, segundo Bittar, destinou mais de R$ 5 bilhões ao Acre. De acordo com o plano do candidato, o governo de Bolsonaro será exemplo para a sua gestão, caso eleito.

“Vamos seguir o exemplo do governo de Jair Bolsonaro, alocando eficiência técnica aos cargos ao invés de reparti-los por meros acordos políticos. Quanto mais técnicos no governo melhor”, diz uma das propostas do programa de Marcio.

Entre as propostas de Marcio Bittar, destacam-se: a criação de um governo mais eficiente, técnico, moderno e oxigenado; valorização do funcionário público; modernização das estruturas estatais; e aumento da transparência do uso dos recursos públicos.

De acordo com o plano de governo, as áreas da saúde, educação, cultura, segurança pública e assistência social serão geridas como sistemas articulados, ágeis, focados e baseados em evidências científicas.

Outro item do programa da candidatura do União Brasil no Acre é a criação de um pacto com a sociedade em prol do crescimento econômico para a superação da pobreza. “Vamos aumentar em 15% o PIB acreano”.

Marcio Bittar foi o sexto postulante ao governo do Acre nas eleições de outubro próximo a registrar a sua candidatura na Justiça Eleitoral, o que ocorreu nesta quarta-feira (10).

De acordo com as informações disponibilizadas por meio da página Divulgacandcontas, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), os bens declarados pelo parlamentar tiveram grande redução com relação à eleição anterior.

Em 2018, quando foi eleito senador, Bittar declarou R$ 6.549.631,34 em bens. Agora, são R$ 3.323.739,26 – em imóveis, veículos e investimentos de capital.

A candidata a vice-governadora na chapa do União Brasil é a médica Georgia Micheletti, que é de Sorocaba (SP), e atua na área no estado há mais de 10 anos.

Continuar lendo

Destaque 3

Dia dos Pais: 47% dos consumidores rio-branquenses devem presentear neste ano

Publicado

em

Ao menos 47% dos consumidores rio-branquenses pretendem presentear no próximo domingo, 14, Dia dos Pais, segundo pesquisa realizada pela Fecomércio-AC, em parceria com o Data Control, junto a 200 pessoas na capital acreana, nos dias 5 e 6 de agosto. Ainda de acordo com o levantamento, os consumidores pretendem gastar mais do que o verificado em 2021.

O estudo avaliou que, para 65,5% da população entrevistada, os gastos previstos para o próximo Dia dos Pais devem ser maiores (36,5%) ou iguais (29%); outros 29,5%, no entanto, se preparam para gastos menores em 2022. Outros 5% dos entrevistados não informaram sobre a indagação.

Quanto à preferência de gastos de consumo, 40,5% dos entrevistados disseram que pretendem gastar com roupas; 26,5%, com perfumes; e 16,5%, com calçados. A pesquisa destacou ainda 3,5%, que não sabem o que fazer na data; e 16%, que manifestam interesse para compra de outros bens e serviços.

A pesquisa destacou ainda 54% dos entrevistados, que se mostram propensos a compras no comércio do centro de Rio Branco; 21,5% devem comprar em comércios de bairros e, 17%, em shoppings; ao menos 7,5% dos entrevistados disseram que irão fazer compras via internet. Além disso, 58,9% disseram que os pais são as principais pessoas a se homenagear na data, embora se destaque a disposição de outras homenagens às pessoas de “esposo” (16,9%), filhos (5%), amigos (4,1%), dentre outras.

Expectativa de vendas

O estudo também fez um levantamento quanto à expectativa de vendas junto a 100 empresários com estabelecimentos comerciais na capital acreana; neste contexto, a pesquisa informou otimismo de 42% dos empresários no que diz respeito às vendas para data; outros 56% admitiram, no entanto, que mesmo sendo uma data que estimula o consumo e venda, a manifestação é de um dia normal (29%) ou sem otimismo (27%) com relação a possível aumento de vendas. Outros 2% se mostraram “ansiosos”.

Além disso, 55% dos empresários disseram que irão se utilizar de mais divulgação de produtos em oferta para a data, enquanto outros 28% afirmaram que devem investir nos modos de vendas online; 4%, em propaganda via panfletagem; e 3% reforçaram que devem oferecer embalagens para os clientes interessados. Da amostra analisada, 10% dos empresários omitiram manifestação quanto a preparação específica.

Como tática para aumento de vendas, 55% dos empresários responderam que devem apostar no melhor uso de redes sociais; seguidos por 22%, com a pretensão de ofertar brindes aos clientes com compras realizadas. Também, 10% lembraram que devem investir mais em marketing comercial; enquanto 4% disseram que acreditam em resultados com a adoção de “sorteios relâmpagos”. Os demais 8% afirmaram que não vão adotar tática específica para vendas alusivas a data.

Para 86% dos empresários pesquisados, o valor das vendas para o próximo Dia dos Pais deve ser de até R$200, sendo que, para 44%, esses valores vão de R$100 a R$200; para 35%, de R$51 a R$100; e para 7%, até R$50. Outros 6% apostaram em vendas com valor médio entre R$201 a R$400; e 8%, em vendas com valor acima de R$400.

Continuar lendo

Destaque 3

Comércio do Acre mantém trajetória de queda e acumula perdas de 3,6% em um ano

Publicado

em

As vendas no comércio varejista do Acre caíram 1,6% em junho deste ano, resultado que mantém a trajetória de queda: Em maio de 2022, por exemplo, o volume de vendas variou negativamente no Acre, caindo 0,1%, frente a abril. Na comparação com o resultado de maio de 2021 a variação foi de 0%.

Na comparação com igual mês do ano passado, o resultado é muito pior e mostra queda de 3,6% em junho de 2022. O dados coloca o Estado entre os três com pior desempenho no período junto com Bahia Bahia (-5,3%) e Goiás (-3,8%).

Sobretudo, esses resultados mostram que as datas comemorativas do período não tem influenciado positivamente. Este ano, em nível nacional, frente a junho de 2021, o comércio varejista nacional variou -0,3% com resultados positivos em 14 das 27 UFs, com destaque para: Roraima (13,3%), Alagoas (11,4%) e Mato Grosso do Sul (9,5%). Por outro lado, pressionando negativamente, figuram 13 das 27 Unidades da Federação, com destaque para:

Considerando o comércio varejista ampliado, a variação entre junho de 2022 e junho de 2021 mostrou recuo de 3,1% com resultados negativos em 17 das 27 Unidades da Federação, com destaque para: Bahia (-11,2%), Pernambuco (-11,1%) e Acre (-8,4%). Por outro lado, pressionando positivamente, figuram 10 das 27 Unidades da Federação, com destaque para Mato Grosso do Sul (6,5%), Roraima (4,6%) e Tocantins (4,6%).

Apesar da redução nos preços, um dos itens que pesa para as vendas ruins do varejo está em combustíveis e lubrificantes.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Conteúdo protegido!