Conecte-se agora

Gerente do Carrefour que humilhou funcionário acreano é demitida

Publicado

em

A gerente do setor de eletro do Carrefour em Campo Grande flagrada humilhando funcionário foi demitida, informou a empresa em nota enviada ao Jornal Midiamax. Além disso, a rede informou que todos os funcionários irão passar por treinamento. O caso ganhou repercussão no dia 25 de outubro, quando vídeo em que a supervisora humilha o rapaz viralizou nas redes sociais.

Em nota, o Carrefour informou que o treinamento será realizado com os funcionários para que “casos como este não voltem a se repetir”. Ainda conforme o comunicado, a rede de supermercados afirmou repudiar “todo e qualquer comportamento indevido por parte de todos os colaboradores”.

Um dia após o caso ganhar repercussão nacional, o MPT-MS (Ministério Público do Trabalho de Mato Grosso do Sul) recebeu denúncia sobre o caso e abriu procedimento preparatório para apurar o assédio moral. Agora, o procurador, Hiran Sebastião Meneghelli Filho, tem 30 dias para definir o destino do processo.

Sobre o procedimento, o Carrefour informou que está à disposição do MPT “para prestar todos os esclarecimentos necessários”.

O caso

Viralizou nas redes sociais o vídeo em que um funcionário do setor de eletro do Carrefour de Campo Grande é humilhado pela gerente do setor. O trabalhador é obrigado a se ajoelhar e esfregar o chão da loja, enquanto é fotografado pela supervisora. O caso foi denunciado pelo perfil “humilhadocg”, no TikTok.

Conforme o relato do perfil, a gerente teria tirado uma foto do rapaz, enquanto limpava o chão e teria enviado a imagem para a diretora, quando teria dito que o rapaz “não limpa a casa dele”.

O caso ganhou repercussão após cliente relatar ter presenciado outra cena de abuso cometida, supostamente, pela mesma gerente. A publicação recebeu centenas de comentários, incluindo reclamações de ex-funcionários da supervisora.

História de vida

O funcionário que sofreu o assédio moral é Pedro Henrique Monteiro da Silva, de 22 anos. Em entrevista ao Jornal Midiamax, ele contou sua história de vida, relatando que se mudou de Rio Branco, capital do Acre, para Campo Grande em busca de oportunidade de trabalho.

Ao chegar, começou vendendo trufas em semáforos da cidade até ser notado por um superior do Carrefour e começar a trabalhar na empresa. Ele chegou a ser destaque no Brasil com o cartão Carrefour.

FONTE: MIDIAMAX 

Acre

Vereador acusado de homicídio pode prestar novo depoimento

Publicado

em

O vereador do município de Capixaba, Teio Tessinari, que assumiu ter matado o comprador de gado Antônio Deuzimar Santiago da Silva, o “Deuzinho”, de 49 anos, pode ser chamado para depor novamente. O crime aconteceu na manhã do feriado de Corpus Christi, último dia 16, em um ramal que fica na Vila Maparro, na Bolívia, país que faz fronteira com o Acre.

Teio prestou depoimento ao delegado Aldísio Neto, em Rio Branco, e alegou que teria agido em legítima defesa e que um suposto furto de gado por parte da vítima teria sido a motivação do crime. “Ele está ciente que pode ser chamado a depor, caso seja necessário”, comentou a autoridade policial em conversa com a imprensa.

De acordo com Aldísio, nessa segunda-feira, 20, ouviu algumas testemunhas, especialmente familiares dos dois envolvidos, com o intuito de obter o maior número de informações. Investigadores da Delegacia de Capixaba estão em campo em buscas de novos elementos que possam ajudar a esclarecer os fatos. O inquérito continua normalmente, já que restam 25 dias do prazo estipulado inicialmente.

A Polícia Judiciária só vai investigar se realmente o vereador falou a verdade em seu depoimento durante o final de semana. “Ele fez gesto que iria sacar de uma arma e tive que me defender”, teria tido. A palavra final cabe a um Juiz, que decidirá ou não pelo arquivamento do inquérito. Só então Teio Tessinari estará livre de acusação de homicídio, caso contrário responderá pelo crime praticado, podendo inclusive ser julgado pelo Tribunal do Júri.

Continuar lendo

Acre

Em Santa Rosa, Petecão vistoria a primeira pista de concreto do Acre

Publicado

em

A reforma e ampliação da pista de pouso e decolagem do aeródromo de Santa Rosa do Purus é uma obra desafiadora, será a primeira pista e concreto do Acre. Todo o transporte de materiais é feito por meio de balsa. Devido a dificuldade logística, insumos saindo de Rio Branco levam até 30 dias para chegar ao município isolado.

A convite do general Ubiratan Poty, diretor do Programa Calha Norte, o coordenador da bancada federal, senador Sérgio Petecão, vistoriou o andamento da obra, nesta segunda-feira, 20. Fruto de emenda de bancada, ao todo, já foram destinados R$ 14 milhões para o empreendimento. A obra está orçada em pouco mais de R$ 40 milhões, valor que será custeado pela bancada ao longo dos próximos anos.

Os desafios de uma região de difícil acesso é de conhecimento de todos. Petecão explica que, no verão, a dificuldade é ainda maior. “Nós estamos realizando um sonho dessa população. No verão, fica muito difícil chegar a Santa Rosa porque o Rio Purus seca, e o único acesso é por meio de avião. Graças à mão amiga do Exército Brasileiro, estamos conseguindo superar os desafios da logística e vamos mudar a realidade desse povo”, enfatizou o senador.

General Poty já morou no Acre e conhece a realidade da região mais ocidental do Brasil. “É uma satisfação pessoal estar contribuindo de alguma forma com as pessoas que vivem na Amazônia. Quando nós tomamos conhecimento dos números envolvidos na logística de trazer material de tão longe, com uma dificuldade tão grande, nós vemos a grandiosidade do esforço da engenharia do exército brasileiro, trazendo uma esperança de melhorar a vida das pessoas de Santa Rosa do Purus”,

Referência na Amazônia, a primeira pista de concreto do Acre tem previsão de durabilidade de mais de 50 anos. Serão 1,2  Km de extensão, 45 metros de largura e espessura de 15 centímetros. A verba proveniente de emenda da bancada do Acre ao Orçamento da União para 2022 foi viabilizada por oito dos onze parlamentares, sendo eles: Alan Rick (União Brasil), Dra. Vanda Milani (Pros), Flaviano Melo (MDB), Jessica Sales (MDB), Perpétua Almeida (PCdoB), Mailza Gomes (PP) e Sérgio Petecão (PSD).

Continuar lendo

Acre

Jéssica Sales realizará cirurgia para a retirada das mamas

Publicado

em

A deputada federal e pré-candidata ao senado, Jéssica Sales publicou nesta terça-feira, 21, um comunicado esclarecendo os motivos de sua ausência em suas redes sociais.

Segundo ela, nos últimos dias estaria realizando uma série de exames preparatórios para a cirurgia de retirada das duas mamas na próxima terça-feira, 28.

A mastectomia bilateral faz parte das exigências do protocolo médico, assim como as quimioterapias e radioterapia que a Acreana já passou.

“Serão 7h a 8h dentro da sala de cirurgia, mas eu tenho muita fé em Deus, que já deu tudo certo. Então eu estou aqui para poder te atualizar e pedir também que você nos acompanhe. Eu vou te atualizar de tudo aqui, muito obrigado pelas orações e pelas mensagens positivas”, disse Jéssica em seu Facebook.

Continuar lendo

Acre

Calha Norte movimenta R$ 270 milhões em mais de 384 obras

Publicado

em

O general Ubiratan Poty, diretor do Programa Calha Norte do Ministério da Defesa, declarou, no auditório da sede do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), durante palestra para prefeitos e parlamentares nesta terça-feira, 21, que veio ao Acre inspecionar 40 obras de infraestrutura, entregues a 16 municípios do Acre e cinco do Amazonas.

De acordo com o militar, somente nos últimos cinco anos, o Programa Calha Norte celebrou 384 convênios com o Estado do Acre – que somam mais de R$ 270 milhões de investimentos em políticas públicas. No entanto, segundo o diretor, o montante que será usado em 2022 não está fechado – faltando entrar no sistema os recursos oriundos do senador Márcio Bittar (União Brasil) e relator do orçamento – a emenda RP9. “Temos um grande montante fruto de convênios celebrados em anos anteriores. Os convênios são de 2018, 2019, 2020”, explicou.

Ubiratan contou que o grande desafio será fazer as obras serem indicadas até o dia 2 de julho – período em que é permitido a liberação de recursos aos órgãos públicos para início dos trabalhos em decorrência do período eleitoral. “Até o início do próximo mês podemos fazer a liberação de dinheiro. A obra que começou é uma lógica, ela não pode parar, independente do período eleitoral. O nosso esforço é que essas obras comecem, as que estão com projetos prontos, para liberar o recurso e a prefeitura ou governo libere a emissão de serviço. Nós vamos cumprir a restrição e quem não receber até dia 2 de julho terá que esperar o término do segundo turno das eleições para receber e dar início a obra”, comentou.

O general enalteceu o trabalho das obras executados no Acre que, segundo sua avaliação, não existem indícios de irregularidades. “A gente acompanha todas as obras para que possamos fazer as correções no andamento. O Acre está entre os estados que as obras ocorrem da forma mais republicana possível”, elogiou.

Em seu pronunciamento, a vice-prefeita Marfisa Galvão (PSD), destacou que ficou contente com a visita do general ao município e se colocou à disposição para ajudar na vistoria das obras.

Representando o governador Gladson Cameli, o secretário de infraestrutura, Cirleudo Alencar, elogiou o programa Calha Norte em sua atuação nos 22 municípios do Estado do Acre. “Tem sido vital para o desenvolvimento dos municípios, como por exemplo, na construção de quadras esportivas, vias viárias e demais obras de benfeitorias. Na capital vamos construir uma creche orçada em mais de R$ 800 mil para as mães poderem trabalhar”, declarou.

O gerente da Unidade de Desenvolvimento do Ambiente de Negócios (DAN) do Sebrae no Acre, Marcelo Macedo, disse que se sente honrado em receber a comitiva do programa no Sebrae. Macedo lembrou que o órgão ajuda os pequenos empreendedores. “O Sebrae é parceiro, pois cuidamos da vida do empreendedor. Quero exaltar a parceria do programa Calha Norte. Esse programa é imprescindível para o desenvolvimento nos municípios do estado”, ressaltou.

Os investimentos das obras vistoriadas somam R$ 24 milhões. As vistorias incluem projetos de construção de quadra poliesportiva, arquibancada e iluminação em campo de futebol municipal, biblioteca, escola de ensino fundamental, centro administrativo, espaço de convivência indígena, feira coberta, mercado popular, calçadas com meio fio e sarjetas em vias pavimentadas, entre outros.

No estado do Acre, os empreendimentos localizam-se nos municípios de Rio Branco, Cruzeiro do Sul, Brasiléia, Plácido de Castro, Tarauacá, Senador Guiomard, Epitaciolândia, Porto Walter, Porto Acre, Xapuri, Rodrigues Alves, Sena Madureira, Acrelândia, Jordão, Mâncio Lima e Santa Rosa do Purus. Os investimentos fazem parte das políticas públicas financiadas com recursos de emendas parlamentares federais.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Conteúdo protegido!