Conecte-se agora

Enem seriado avaliará notas do ensino médio para ingresso de candidatos no ensino superior

Publicado

em

Inep contou mais detalhes do funcionamento da nova modalidade em coletiva

Mais uma oportunidade para os estudantes que concluírem o ensino médio possam ingressar no ensino superior pleiteando uma vaga na faculdade: o ‘Enem seriado’, novidade que será implantada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

O candidato poderá concorrer por meio do Enem seriado com base nas suas pontuações obtidas através do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb,) que é uma prova já existente, porém acontece a cada dois anos e é voltada apenas para estudantes do 5º e 9º ano do ensino fundamental e 3º ano do ensino médio. Para que a nova modalidade do Enem exista, o Saeb será totalmente reformulado.

O Saeb passará então a ser uma avaliação anual para estudantes de todas as etapas escolares. Além disso, irá contar com boletins individuais de desempenho. No último ano do ensino médio, o desempenho dos três últimos anos (1º, 2º e 3º do ensino médio) será calculado e com a pontuação final será possível pleitear vagas no ensino superior pelos seguintes meios:

– Programa Universidade para Todos (Prouni);

– Sistema de Seleção Unificada (Sisu) – ainda será avaliada essa possibilidade;

– Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Sendo assim, o desempenho do estudante que estiver no 1º ano do ensino médio em 2021 será somado ao de 2022 e 2023, para que ele concorra a uma vaga de ensino superior em 2024.

O Inep trouxe esses detalhes sobre como será o funcionamento do Enem seriado em uma coletiva de imprensa realizada nesta terça-feira (15). Um dos pontos mais importantes é que o Enem tradicional não deixará de existir, lembrando que, a versão digital da avaliação também já está sendo testada.

*com informações do G1.

Fonte: E+B Educação | Géssica Santos

Anúncios

Acre

Prefeitos do Alto Acre recebem primeira remessa de vacinas

Publicado

em

Os prefeitos dos municípios que compõem a regional do Alto Acre – Assis Brasil, Brasiléia, Epitaciolândia e Xapuri – receberam durante a tarde desta terça-feira, 19, as primeiras doses da vacina CoronaVac, uma das duas autorizadas pela Anvisa para a campanha emergencial contra vírus causador da Covid-19.

O caminhão que fez o transporte do imunizante para Alto Acre deixou a primeira carga em Xapuri, onde o prefeito Ubiracy Vasconcelos se recupera da doença. No município, a vacinação será iniciada apenas na quinta-feira, 21.

De Xapuri, o caminhão seguiu para Epitaciolândia, onde foi recepcionado pelo prefeito Sérgio Lopes e comitiva.

“A vacina, no momento, representa esperança, vidas que serão poupadas através da imunização e não queremos mais perder para a Covid-19”, disse o gestor.

A primeira pessoa a ser vacinada no Alto Acre foi uma funcionária da saúde municipal de Epitaciolândia.

Em seguida, o caminhão da Sesacre partiu para o município vizinho, onde foi recepcionado pela prefeita Fernanda Hassem e funcionários da Saúde municipal.

Em Brasiléia, a primeira dose da vacina será aplicada nesta quarta-feira, 20, no posto de saúde Tufic Mizael Saady, por volta das 9 horas da manhã.

“Estamos felizes em receber essa primeira remessa de vacina contra o vírus da Covid-19, mas, quero lembrar que as pessoas não baixem a guarda nos cuidados. Ainda temos muita luta pela frente e os cuidados ainda são extremamente necessário”, destacou Fernanda Hassem.

O prefeito de Assis Brasil, Jerry Correia, esteve acompanhando o caminhão com as vacinas que partiu para o município tão logo deixou Brasiléia.

“Estamos desde segunda-feira representando a regional do Alto Acre, acompanhando a chegada da vacina e queremos agradecer ao governador pelo esforço”, disse Correia.

Com colaboração do jornal o Alto Acre, de Brasiléia.

Continuar lendo

Acre

Estudante do Acre fica 2 dias confinada, mas não entra no BBB21

Publicado

em

A estudante universitária Ana Luíza Sturmer, que mora em Rio Branco, se aproximou de ser uma das participantes do Big Brother Brasil 2021, e por pouco não entrou para o grupo Pipoca deste ano. A jovem se afastou das redes sociais desde que um vídeo de divulgação do programa foi divulgado com imagens suas, o que aumentou os rumores de que ela estaria na programação deste ano.

Entretanto, assim que todos os participantes foram anunciados na noite desta terça-feira, 20, Ana Luíza se pronunciou e falou que, apesar chegar perto, não entrou no programa. “Cheguei beeeeem perto, galera! Mas, não veio aí…”, escreveu em sua conta no Twitter.

Em seguida, a jovem, que também atua como digital influencer na capital acreana, confirmou que “foi até a fase final de seleção do programa. “Fiz a cadeira elétrica, fiquei confinada 2 dias… é tudo uma loucura”, disse.

Por fim, a estudante de Língua Inglesa na Universidade Federal do Acre (Ufac), salientou que queria poder contar sobre tudo o que ocorrer nesse período, mas que ainda não sabe se pode. “Eles pedem sigilo total, na época que eu saí na chamada, pediram pra eu não falar nada e aguardar”, concluiu.

Continuar lendo

Destaque 2

Motoristas de ônibus ameaçam nova paralisação por não serem recebidos por Bocalom

Publicado

em

“Estamos trabalhando por amor e respeito à sociedade, porque também fazemos parte dela”, diz motorista

Motoristas das três empresas atuantes na capital acreana seguem sem receber salários e benefícios trabalhistas desde o ano passado. Ao ac24horas, os profissionais informaram que até acreditavam solucionar o problema com a nova gestão de Tião Bocalom (Progressistas), no entanto, viram essa possibilidade se tornar impossível depois que tentaram ser recebidos pela equipe do prefeito e não obtiveram retorno.

Nesta terça-feira, 19, os motoristas alegaram que, caso não sejam recebidos pelo novo prefeito de Rio Branco, irão fazer uma nova paralisação na próxima quinta-feira, dia 21. “Estamos na mesma. Sem salário, sem pagamento, sem férias, sem 13º salário. Não temos perspectiva de nada”, disse um dos profissionais, que prefere ter o nome resguardado por medo de retaliações.

O motorista alega que a categoria já procurou a equipe do prefeito Bocalom para tentar chegar a uma solução, mas que até então não foram nem mesmo recebidos pelo gestor. “Não temos para onde recorrer. O único meio é a gente paralisar, já que não temos mais salário mesmo”, lamenta.

A categoria afirma querer somente que o prefeito os receba, pois até o momento estão trabalhando na incerteza. “Para nós termos um horizonte, que ele diga o que vai acontecer com as empresas, o que vai acontecer com a gente, se vamos ter como receber das empresas, se ele vai ajudar, se não vai, a gente só queria ouvir dele [Bocalom], que ele reunisse com a gente ou o sindicato”.

Para os funcionários, a situação de estar há meses sem receber os faz ficar sem perspectiva. “A gente está trabalhando por amor e respeito à sociedade. Amamos nossa profissão. Eu tenho 25 anos só nessa empresa, é muito difícil a gente querer abandonar o barco assim”, salienta o motorista.

Eles garantem que se o prefeito conversar com a categoria, os motoristas suspendem qualquer movimento previsto para esta semana. “Não queremos problema para a sociedade, pois nós também fazemos parte da sociedade, temos nossos filhos, nossas esposas. A gente só quer que alguém olhe com mais respeito à nossa categoria. Só queremos ser ouvidos, por isso, na quinta, 21, o sistema vai parar, a não ser que ele venha nos receber”, conclui.

O ac24horas entrou em contato com a assessoria de imprensa da prefeitura, que repassou os questionamentos dos motoristas ao secretário responsável. Entretanto, até o fechamento desta notícia, a reportagem não obteve retorno. O espaço segue aberto para considerações da prefeitura a respeito do assunto.

Continuar lendo

Acre 01

Nicolau Júnior participa da abertura de vacinação anti-Covid no município de Cruzeiro do Sul

Publicado

em

O presidente da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), deputado Nicolau Júnior (Progressistas), foi convidado pelo prefeito de Cruzeiro do Sul, Zequinha Lima (PP), para participar da Abertura da Campanha de Imunização anti-Covid, que aconteceu na tarde desta terça-feira (19), no Posto de Saúde Mão Amiga. O parlamentar disse estar emocionado com o início da vacinação no Estado. O primeiro secretário da Mesa Diretora, Luiz Gonzaga (PSDB), também esteve no evento.

Nicolau Júnior, que desde o início da pandemia do coronavírus, tem voltado os esforços do Poder Legislativo acreano para contribuir no combate à doença no Estado, falou sobre a importância do início da vacinação, e como isso tem gerado expectativas e esperança nas pessoas, que almejam ter suas rotinas normalizadas.

“Me sinto muito feliz e honrado em participar desse momento histórico para os acreanos. 2020 foi um ano de muita luta, onde tivemos que enfrentar as mais diversas adversidades devido a essa doença. Agora, iniciamos 2021 com esse sopro de esperança, com o início da vacinação contra a Covid-19. Cruzeiro do Sul é minha cidade natal e eu estou realmente emocionado em participar desse ato. Deixo meus parabéns ao prefeito Zequinha Lima”, disse emocionado.

O presidente também destacou a participação importante do deputados estaduais durante todas as decisões referentes ao enfrentamento da pandemia no Estado, tanto no que diz respeito a melhorias na Saúde, como também para o comércio, que se viu obrigado a fechar as portas devido as orientações de distanciamento social, feitas pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Ele também agradeceu ao governador Gladson Cameli (PP), pelos esforços em trazer a vacina para o Acre.

“Desde o início da pandemia, todos os parlamentares têm trabalhado unidos para amenizar o máximo possível os impactos causados por ela em nosso Estado. Foram inúmeras reuniões das Comissões, audiências públicas, sessões ordinárias e extraordinárias, elaboração de leis, tudo sempre com o intuito de fazer o melhor pelos acreanos. Graças a essa união, podemos celebrar novas conquistas e eu espero que esse seja apenas um marco de um novo tempo, onde a vida das pessoas poderá voltar ao normal”, pontuou.

A CoronaVac foi desenvolvido no país pelo Instituto Butantan e a farmacêutica chinesa Sinovac. O imunizante teve a aprovação para o uso emergencial feita pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). De acordo com o Ministério da Saúde, inicialmente foram distribuídos proporcionalmente entre os estados brasileiros 4,6 milhões de doses da vacina.

Primeiras pessoas imunizadas em Cruzeiro do Sul:

1° Fernando Rosa Katukina, 55 anos, formado em Ciências Biológicas, é também o Cacique geral da terra indígena Campinas katukina Etnia: Noke koi.

2° Valdenor Moraes, 65 anos, é morador da instituição do Lar dos Vicentinos.
3° Dr. Rita de Cássia de Souza Lima, 42 anos, médica que atua na linha de frente no combate à Covid-19.

4° Renata Andrade Augusto, trabalha na linha de frente do combate ao coronavírus, no Posto de Saúde Mão Amiga.

5° Dr. Suiane da Costa Negreiros do Vale, 51 anos, médica infectologista, trabalhou na linha de frente da clínica COVID, no Hospital Regional do Juruá.

6° Glaucia Negreiros Almeida, 39 anos, atua na Unidade de Tratamento Intenso- UTI/COVID, sendo uma das profissionais da saúde que ajudou a montar a 1° UTI COVID no Vale do Juruá.

Planejamento de Vacinação no Estado

O Acre recebeu inicialmente 41.776 mil doses da CoronaVac, e, de acordo com a Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), serão vacinados primeiramente aqueles que compõem a Fase I do Plano Nacional de Imunização. O governo do Estado pretende imunizar 20% da população até o dia 15 de fevereiro.

De acordo com dados também divulgados pela Sesacre, o Estado possui mais de R$ 254 milhões para aquisição do imunizante. Serão adquiridas 700 mil doses de CoronaVac para vacinar 350 mil pessoas de 20 a 59 anos. Da Fiocruz/Oxford serão 500 mil doses para a vacinação dos grupos prioritários. O Acre possui aproximadamente 894.470 habitantes.

Andressa Oliveira / Agência Aleac

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas