Conecte-se agora

Donos da Fênix Soft e da Avancard poderão dar explicações na Aleac

Publicado

em

O deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB) apresentou requerimento convocando os representantes da Fênix Soft e da empresa que administra o cartão AvanCard para prestarem informações sobre os empréstimos consignados dos servidores estaduais.

Ele pediu agilidade à Mesa Diretora para encaminhar a proposta.

“As pessoas nos acionam dando conta de questões preocupantes. Servidores que tinham margem que sumiu da noite pro dia”, citou.

A estratégia é empurrar os servidores a usar o cartão. “Para temperar esse debate o Diário Oficial traz uma contratação da Fênix pela Prefeitura de Cruzeiro do Sul”, informou o deputado.

A situação retira dinheiro de circulação e prejudica a economia do Estado, argumentou o deputado.

Anúncios

Acre

Governo divulga calendário anual de pagamento dos servidores

Publicado

em

O governador do Acre, Gladson Cameli divulgou nesta sexta-feira, 15, o calendário anual de pagamento. A servidora da Secretaria de Educação Cultura e Esporte (SEE), Margareth Lamas, avalia o governo e ressalta suas considerações.

“Estamos vendo que existe um esforço do governo em fazer um bom trabalho. Precisamos ressaltar que não está sendo fácil para nenhum governante lidar com a situação da pandemia e, em relação ao nosso estado, vejo o empenho do governador e do secretário de saúde para lidar com essa triste realidade que acometeu o mundo”, pontuou Margareth.

De acordo com informações da Seplag, o governo realizou o pagamento de R$ 70 milhões do 13º de 2018, dívida deixada pela gestão passada, em 2019. Desde 2019, inclusive, o governo tem antecipado o pagamento dos servidores, além do adiantamento do 13º salário em 2019 e 2020.

Continuar lendo

Na rede

Zequinha Lima firma parceria com o Deracre para infraestrutura em Cruzeiro do Sul

Publicado

em

O prefeito Zequinha Lima recebeu na tarde de sexta-feira,15, a visita institucional do Diretor Presidente do Deracre, Petrônio Antunes, onde trataram sobre a parceria entre o estado e município na parte de infraestrutura e recuperação de ramais.

Lima destacou a necessidade do trabalho em conjunto para que as ações possam ser levadas para o público da melhor forma.

“A prefeitura de Cruzeiro do Sul estará sempre de portas abertas para estabelecermos as parcerias, pois quando nos juntamos nos fortalecemos mais, e com as instituições fortalecidas quem ganha é a população tendo os serviços executados”, relatou o prefeito.

O presidente estadual do Deracre, Petrônio Antunes, colocou o órgão a disposição do município, para que as ações possam acontecer sempre em conjunto.

“Por determinação do Governador Gladson, viemos a Cruzeiro do Sul colocar o Deracre a disposição, para fazermos parcerias afim de melhor atender a população. Unidos fazemos muito mais. Estamos à disposição, como nosso gerente aqui o Luciano, e nós em Rio Branco, estamos dispostos a sempre atender”, enfatizou.

Para o prefeito Zequinha Lima é necessário que os órgão tracem um planejamento, tendo em vista a proximidade do verão, e as ações que podem ser executadas no maior numero de locais possível, levando melhorias, em especial, aos ramais.

“Estamos chegando no verão , e é preciso discutir essas questões, pois nossa cidade tem uma grande malha viária, não sendo nada fácil levar os serviços a todos os lugares em tão pouco tempo, mas temos a certeza que juntos e fazendo o planejamento estratégico para aproveitar a maior parte desse tempo , durante o verão, faremos muito”, enfatizou o prefeito.

Continuar lendo

Coluna do Astério

A indiferença com a morte!

Publicado

em

Chegamos em Rio Branco em dezembro de 1972 quando muitas famílias migravam de Brasiléia para a capital em busca de melhores oportunidades. Fomos morar na única rua que dava acesso ao cemitério São João Batista. Tinha 11 anos. Ficamos por dois anos nessa casa, alugada, do seu Waldemar, pai da delegada Vânia Lilia. Rio Branco tinha cerca de 70 mil habitantes. Hoje tem 320 mil e continua crescendo…

Da varanda assistia toda semana os cortejos fúnebres passando em direção à morada final. Eram muito diferentes.

O caixão era conduzido por mãos, levados em carroças ou caminhonetas C-10 ou F-75. Seguia bem devagar. O tempo parecia quase parado. A pé familiares e amigos, a maioria vestidos de preto, ou, os homens com uma tarja preta no bolso da camisa de linho branco e as mulheres com a cabeça coberta com um véu negro. Tudo isso, depois de ter passado na igreja para a missa ou culto de despedida.

As portas dos comércios e das casas iam se fechando à medida em que o defunto passava. Algumas pessoas, mesmo sem conhecer o morto, falavam palavras como “vai em paz”, “descanse em paz”. Havia uma atmosfera de luto e respeito à dor do outro.

O morto, embora morto, sabia de antemão, que no seu velório e sepultamento, haveria o calor humano dos vivos, dos parentes, amigos. No mínimo, reverência. Sentimentos, lágrimas de separação e saudade.

Hoje há um pouco de choro aqui, outro acolá. Conversamos sobre amenidades entre bolachas, cafés e refrigerantes. O morto está morto mesmo. O preto, o luto perderam valor. Pode ser qualquer roupa colorida, até shortinho entrando na bunda, bustiê, com sapato de salto alto.

Se o velório for no local do sepultamento é bem melhor. Evita-se o constrangimento para família no meio do trânsito com motoristas e motoqueiros impacientes que gostam de cortar filas de carros; ainda passam buzinando na sua saudação final. Mal sabem eles que estão na fila. Talvez saibam, por isso mesmo correm desesperados.

Em tempos de pandemia a indiferença se acentuou mais ainda. Alguns escarnecem, zombam, fazem chacotas enquanto o número de mortos aumenta. Estamos perdendo nossa humanidade.

Lá se vão cerca de 40 anos desde o 1º velório que vi passar. Tudo mudou. Nos tornamos mecânicos. Industrializou-se a morte e tudo mais que se segue depois, até a lacração da gaveta nos túmulos modernos.

O que se vê no horizonte para nós, sapiens, é tenebroso, nuvens de tempestades. O fim ou o começo de um novo tempo em que não seremos mais os humanos que fomos…tudo terá passado como passou para os que vieram bem antes de nós.

Continuar lendo

Cotidiano

Adolescente de 13 anos é alvejado com 5 tiros em distribuidora do Taquari

Publicado

em

Um adolescente de 13 anos foi ferido a tiros na noite desta sexta-feira, 15, em frente a uma distribuidora localizada na rua Baguari, no bairro Taquari, no Segundo Distrito de Rio Branco.

De acordo com informações da polícia, a vítima estava com alguns amigos na distribuidora de bebidas quando quatro homens não identificados se aproximaram em um veículo modelo Fiat Palio, de cor prata e um dos passageiros efetuou vários tiros na direção da distribuidora.

Cinco projéteis atingiram o adolescente de 13 anos na região das pernas e nádegas. Após a ação, os criminosos fugiram do local.

A ambulância do serviço de atendimento de urgência (SAMU) foi acionada. Os paramédicos prestaram os primeiros atendimentos e encaminharam o ferido ao pronto-socorro de Rio Branco em estado de saúde estável.

Policiais Militares do 2° Batalhão estiveram no local e após colher as características do veículo e dos criminosos, fizeram patrulhamento na região em busca de prendê-los, mas ninguém foi encontrado.

O caso segue sob investigação dos Agentes de Polícia Civil da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas