Conecte-se agora

Projeto da Ufac salva vidas de pacientes com Covid-19 e pode virar tratamento em todo país

Publicado

em

Desde que a Covid-19 apareceu no mundo, o grande desafio é descobrir uma vacina ou medicamentos que possam prevenir ou tratar com mais eficácia a pandemia que só no Acre já infectou mais de 14 mil e matou 387 pessoas.

E acredite nessa boa notícia: a nova aposta para prevenir e tratar pacientes que sofrem com o mais difícil dos sintomas provocados pela Covid-19, que é a falta de ar, vem de um projeto desenvolvido pela Universidade Federal do Acre (UFAC) e outras instituições parceiras.

O melhor é que a prevenção e o tratamento já vem sendo desenvolvido com sucesso em mais de 300 pessoas, entre pacientes com diagnóstico positivo e profissionais em saúde que estão na linha de frente contra a Covid-19.

A fisioterapeuta e professora de anatomia e fisiologia da UFAC, Dra. Carolina Pontes Soares, com mestrado, doutorado e pós-doutorado em ciências morfológicas pela Universidade do Rio de Janeiro, é quem coordena a equipe multidisciplinar da pesquisa científica que tem salvado vidas no Acre.

A equipe é composta por profissionais da saúde dos estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais, São Paulo e acadêmicos do curso de medicina da Uninorte e UFAC e vem fazendo uma diferença no tratamento da doença.

“Nosso trabalho visa a prevenção e o combate à Covid-19 no Brasil por meio de nebulização usando uma solução alcalina de bicarbonato de sódio. A ideia é causar uma alcalinidade no sistema respiratório, fazendo com que haja inativação do vírus”, conta Carolina.

A fisioterapeuta diz ainda que, “a princípio, a solução de bicarbonato foi pensada para a prevenção. Ocorre que com os resultados de cerca de 300 pacientes se percebeu que também era eficaz em casos leves e moderados, impedindo a piora no quadro de saúde desses pacientes”, conta.

Carolina Pontes Soares, conta que “estamos aplicando desde maio em pacientes domiciliares com diagnóstico positivo e também em pacientes internados no HUERB e na UPA do 2º Distrito. Esses pacientes evoluem muito bem. Existem pacientes que em três dias o pulmão já apresenta uma melhora significativa”.

De acordo com as informações da fisioterapeuta, “a principal causa de procura por uma unidade de saúde neste momento é a falta de ar. O que estamos observando é que com o uso dessa solução não há agravamento do quadro clínico respiratório do paciente. Com o tratamento através da nebulização, a falta de ar passa em alguns casos na hora e vai diminuindo no prazo de 48 horas”, afirma.

Carolina Soares conta também como surgiu a ideia da pesquisa. “Partimos do princípio de um artigo de 1990 que dizia que a família do Sars-Cov-2 inativava na solução alcalina. A partir daí, fomos analisar a possibilidade de usar a solução em casos de doenças respiratórias. O nosso diferencial é que temos uma concentração menor, que não gera efeitos colaterais podendo ser usada juntamente com os medicamentos prescritos para o Covid-19”, explica.

A solução foi analisada e testada em um laboratório de análise farmacêutica em Araxá (MG) pela farmacêutica que compõem a equipe do projeto. Os testes em pacientes começaram a ser aplicados em pacientes no início de maio.

Além dos ótimos resultados positivos com os 300 pacientes quem já pegaram a Covid-19 e fizeram uso da nebulização, na parte preventiva a pesquisa está sendo feita com cerca de 50 profissionais da saúde que estão na linha de frente. São médicos, fisioterapeutas, enfermeiros e técnicos em enfermagem que atendem diariamente pacientes com a doença. Os resultados são impressionantes.

“Nós estamos com 50 profissionais. Desse total apenas três foram contaminados, mas admitiram que não fizeram uso da nebulização como deveriam. Mesmo assim, após o contágio, usaram a solução e conseguiram se recuperar rapidamente. Os outros 47 profissionais continuam trabalhando e até agora não contraíram a Covid-19”, destaca Carolina.

Os participantes da pesquisa são avaliados pela equipe e depois a confirmação da doença são inscritos no estudo de tratamento para os pacientes com Covid-19 positivo. Na prevenção os participantes também são avaliados antes de iniciar.

Carolina diz que o projeto, que é desenvolvido com recursos próprios, nesse momento está precisando de patrocinadores que ajudem a custear o material para o preparo da solução e compra de nebulizadores, já que a demanda aumentou e os estoques acabaram.

ATENÇÃO – A fisioterapeuta alerta ao uso indevido de medicamentos pelas pessoas que se automedicam para combater o Covid-19. “É necessário que todas as pessoas que apresentem os sintomas da Covid-19 procurem as unidades de saúde para a avaliação médica e o tratamento adequado para a fase em que ele se encontra a doença. Não compartilhem o seu tratamento com outras pessoas, pois pode haver agravamento do quadro clínico das mesmas que não foram diagnósticas.”

Outra coisa importante, segundo Carolina, é o respeito ao isolamento social e o uso de máscaras. “As pessoas precisam respeitar o isolamento social para que possamos impedir a disseminação da doença no Estado”.

E finaliza com mais um recado. “Não temos ainda a vacina e esse vírus pelos últimos estudos publicados no mês de junho pela Nature Medicine, pode vir a contaminar novamente uma pessoa que já teve Covid-19. Neste caso, prevenir é o melhor remédio”.

Anúncios

Acre 01

Delegado que virou prefeito opta por nomear segurança pessoal em Epitaciolândia

Publicado

em

Uma publicação da prefeitura de Epitaciolândia no Diário Oficial do Estado (DOE) desta sexta-feira, 5, traz um decreto do prefeito Sérgio Lopes, nomeando Dones da Silva Braga para o cargo em comissão de segurança pessoal do prefeito.

O atual prefeito do município, eleito nas eleições de novembro do ano passado,  é delegado de polícia, tem porte e posse de arma e optou pela segurança pessoal enquanto for prefeito.

Sérgio Lopes é natural de Mantena, interior de Minas Gerais, e ao desenvolver um bom trabalho como delegado em Epitaciolândia, conquistou a simpatia da população que o elegeu prefeito da cidade.

Continuar lendo

Acre 01

Comerciantes afetados pelas cheias dos rios podem ter conta de luz negociada no Acre

Publicado

em

Foto: Sérgio Vale/ac24horas.com

O presidente da Energisa, José Adriano Mendes Silva, informou ao presidente da Associação Comercial Marcello Moura, que a empresa estuda uma forma de negociação com os empreendedores que tiveram seus estabelecimentos atingidos pelas cheias do Rio Acre e dos Igarapés. O anúncio é uma resposta à solicitação feita pela Acisa em favor desse grupo.

“Viemos até a Acisa, primeiro para colocar nossa empresa à disposição dos nossos empreendedores. Depois para informar ao presidente Marcello Moura que estamos estudando uma forma de negociação com os empresários que tiveram seus estabelecimentos atingidos pelas águas. Nós somos parceiros e queremos encontrar a melhor forma para minimizar o sofrimento do nosso povo”, afirmou José Adriano, segundo nota publicada pela Acisa.

Para garantir a negociação, a Acisa fará um levantamento dos estabelecimentos que foram atingidos e encaminhará para a Energisa para que seja apresentada uma proposta. A ideia é facilitar o pagamento, evitando cortes, de maneira que os empreendedores possam pagar a conta de energia.

Marcello Moura lembrou que os empreendedores enfrentam muitas dificuldades e precisam de todo apoio. “Nós visitamos os estabelecimentos, conversamos com os empresários e solicitamos esse apoio da Energisa. Hoje estamos recebendo a confirmação que teremos uma negociação especial para o pagamento da conta de energia. Um gesto de quem acredita e apoia o empreendedorismo”, explicou.

Durante a visita, os representantes das duas entidades, discutiram ainda possibilidade de parcerias futuras para beneficiar os empreendedores. “A Energisa é uma parceira do comércio acreano”, finalizou José Adriano.

(Acisa)

Continuar lendo

Acre 01

Após quase um mês de cheia, Rio Acre sai da cota de transbordamento em Rio Branco

Publicado

em

Foto: Sérgio Vale/ac24horas.com

Quase um mês depois de deixar mais de 10 bairros atingidos pela alegação neste mês de fevereiro, o Rio Acre saiu da cota de transbordamento neste sábado (27). Confirme última medição realizada pelo Corpo de Bombeiros, por volta das 9 horas, o manancial registrava 13,84 metros. A cota de transbordamento é de 14 metros em Rio Branco.

Entretanto, o nível do Rio Acre ainda está acima da cota de alerta, que é de 13,50 metros na capital acreana. Até o momento, 78 pessoas continuam desabrigadas na cidade.

Cerca de 2.740 famílias foram atingidas pela enchente na Capital. Quase 20 mil pessoas no total foram afetadas pela cheia. Destas, 600 tiveram de ser realizadas para outros locais fora de risco.

A Defesa Civil Municipal alerta que ainda há previsões de muita chuva na capital do Acre, o que deve fazer com que o Rio Acre possa elevar novamente o nível das águas.

Continuar lendo

Acre 01

Rio Acre continua em vazante e não há novos desabrigados na Capital

Publicado

em

Nesta segunda-feira, 22, o nível do Rio Acre permanece em vazante. Na medição realizada às 6 horas da manhã, a cota era de 15,31 metros, o que significa 49 centímetros a menos do que o maior nível alcançado nesta enchente quando o Rio Acre chegou a 15,80 metros.

Em razão da subida, o número de desabrigados e desalojados não teve alteração nas últimas 24 horas. Aproximadamente 630 moradores de diversos bairros na capital acreana estão atingidos pela cheia, sendo que 68 famílias estão nos abrigos montados pela prefeitura e outras 132 foram levadas para casa de familiares.

Mesmo com a redução do nível do rio, a Defesa Civil continua trabalhando com a previsão de nova cheia. “Infelizmente ainda é essa a nossa expectativa, já que temos um volume muito grande vindo dos municípios. Em Assis Brasil o rio baixou dois metros e essa água vai chegar aqui. A boa notícia é que o Riozinho do Rola teve uma vazante de meio metro e não tivemos impacto em Rio Branco”, afirma Major Falcão da Defesa Civil Municipal.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas