Conecte-se agora

Hildebrando termina o ano com pedido de prisão domiciliar concedido pela Justiça do Acre

Publicado

em

hildebrandoA juíza da Vara de Execuções Penais, Luana Campos, deferiu no final da manhã de hoje (30), o pedido de prisão domiciliar a Hildebrando Pascoal. A prisão acontecerá com monitoramento eletrônico. O apenado não pode se ausentar do estado e nem sair de sua residência, a não ser para tratamento de saúde.

Pascoal é ex-coronel da PM, acusado e condenado por liderar um grupo de extermínio que atuou no Acre durante a década de 90. A cerca de um ano e cinco meses Hildebrando Pascoal foi internado bastante debilitado em um apartamento na Santa Casa de Misericórdia, em Rio Branco. No dia 6 de outubro, a juíza  concedeu progressão do regime fechado para o semiaberto.

O Ministério Público recorreu da decisão de progressão de regime alegando que o ex-coronel não preenchia os requisitos necessários para a concessão do benefício e pediu que um novo exame criminológico fosse feito para avaliar a personalidade do preso, sua probabilidade de reincidência e grau de probabilidade de inserção na sociedade. Segundo o MP-AC, deveria ser feito também uma avaliação psiquiátrica.

No relatório que a reportagem teve acesso exclusivo, a magistrada afirma que o apenado [Hildebrando] não pode ser penalizado pela morosidade do Estado em efetivar e concluir uma perícia esperada por mais de um ano.

Aliado a isso, a juíza acrescentou que seu regime de pena é intermediário. “A LEP, em seu art. 145-B, estabelece que a monitoração será utilizada nos casos de saída temporária e prisão domiciliar” justificou.

“Seu estado de saúde, de fato, é delicado, conforme vasta documentação jungida ao feito. Há mais de ano se tenta concluir uma perícia médica, sem êxito”, comenta a juíza.

Ao deferir a medida, a juíza afirmou que o reeducando embora não necessita mais cumprir sua pena no ergástulo penal, ainda encontra-se em fase de execução penal e deverá cumprir severas condições.

Entre as exigências, Hildebrando vai receber as visitas do servidor responsável pela monitoração eletrônica, bem como responder aos seus contatos e cumprir suas orientações; não remover, violar, modificar ou danificar, de qualquer forma, o dispositivo de monitoração eletrônica, ou permitir que outrem o faça, salvo em casos fortuitos ou força maior, que será devidamente analisado por este Juízo, sob pena de responsabilidade penal e civil; não sair do estado e permanecer em sua residência saindo apenas para tratamento médico.

Em caso de descumprimento de qualquer uma das medidas, poderá ensejar a revogação liminar do benefício. Hildebrando já se encontra em sua residência onde deverá passar o réveillon junto da família.

Anúncios

Acre

Estoque de emprego formal cresce quase 6% no Acre em 2020

Publicado

em

Os dados do Ministério da Economia mostram que entre 1º de janeiro e 30 de novembro de 2020, o Acre ampliou em 4.552 seu estoque de emprego com carteira assinada, saindo de 78.935 para 83.487, um aumento de 5.8%.

Seis municípios obtiveram um crescimento acima da variação estadual, sendo que Plácido de Castro liderou a tendência com elevação de 25,8% em seu estoque d trabalho formal. Em seguida aparecem Bujari (14,3%), Mâncio Lima (13,1%), Sena Madureira (12,9%), Brasileia (6,0%) e Rio Branco (5,9%).

Outros dez municípios obtiveram aumento, embora abaixo da variação média estadual: Cruzeiro do Sul, Manoel Urbano, Senador Guiomard, Porto Acre, Acrelândia, Jordão, Feijó, Capixaba, Santa Rosa do Purus e Marechal Thaumaturgo. Os municípios de Porto Walter e Rodrigues Alves mantiveram a estabilidade de seus estoques.

Somente quatro municípios viram seus índices serem reduzidos em 80 empregos na totalidade. O maior tombo foi registrado em Xapuri, com -0,9%. Na sequência aparecem Epitaciolândia (-1,5%), Tarauacá (-2,6%) e Assis Brasil (-5,6%).

Os dados do Ministério da Economia foram trabalhados pela equipe técnica do Observatório do Fórum Empresarial de Inovação e Desenvolvimento do Acre.

Continuar lendo

Acre

Acre envia amostras para analisar possível variante do coronavírus

Publicado

em

Desde que uma médica infectologista de Cruzeiro do Sul alertou para a chegada de uma possível nova variante do coronavírus (Sars-Cov-2) ao Acre, o principal laboratório de Rio Branco na pandemia, o Centro de Infectologia Charles Mérieux, passou a enviar amostras coletadas em pacientes infectados ao Instituto Evandro Chagas, em Belém, no Pará, para analisar o caso.

O laboratório de Belém deve retornar com o resultado das análises em breve, bem como a resposta à suspeita. A possível nova cepa do coronavírus que pode estar circulando no estado apareceu depois que o Hospital de Campanha do Juruá passou a receber pacientes graves de Manaus (Amazonas), devido ao colapso na saúde público do estado vizinho.

A informação foi dada pela infectologista Rita de Cassia Lima, que atua na saúde do Estado e do município. Para ela, esta seria, inclusive, a causa do maior contágio entre os jovens na região, incluindo aumento da gravidade dos casos e internações que vêm ocorrendo.

Segundo a infectologista, a variante do vírus está levando pessoas jovens sem comorbidades direto para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI). “Na minha opinião, essa variante está causando todo esse aumento de gravidade dos casos, por isso a população precisa se cuidar e usar máscaras”, explica ela, lembrando que o Hospital do Juruá está com problema de falta de médicos e com baixa produção de oxigênio.

Continuar lendo

Acre

Condomínios turbinam mercado de arquitetura e urbanismo no Acre

Publicado

em

O advento de novos condomínios residenciais em Rio Branco elevou em 18% a procura por serviços de arquitetura e urbanismo no Acre em meio à primeira onda da pandemia da Covid-19 em 2020 em comparação a 2019.

O Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU) nacional diz que os dados referentes a todo o País reforçam a importância dos arquitetos e urbanistas em momentos de crise e necessidade.

“Com a pandemia de covid-19, o cenário de incertezas e as restrições ao comércio fizeram com que a demanda por projetos e obras diminuísse de forma drástica nos primeiros meses do ano passado. Porém, após esse abalo inicial, o mercado de Arquitetura e Urbanismo mostrou um grande poder de reação. No últimos três meses de 2020, o número de atividades registradas pelos arquitetos e urbanistas cresceu 12% em relação ao mesmo período de 2019”, analisa o CAU nacional em levantamento divulgado nesta última semana de janeiro.

O contexto é realmente animador, confirma o CAU do Acre. Mesmo com a pandemia, os arquitetos e urbanistas do Acre estão entre os de nove estados cuja atividade registrou crescimento em 2020. Além do Acre, Amazonas também cresceu 18%; Roraima (13%), Amapá (+6%). Na Região Centro-Oeste, Distrito Federal (+6%), Mato Grosso (+13%) e Goiás (+3%) realizaram mais atividades na comparação com 2019.

Os demais Estados são Ceará (+6%), Sergipe (+4%) e Paraná (+1%). Em São Paulo, estado que responde por quase um quarto dos serviços realizados no país, experimentou uma queda de 13% na demanda. No Rio de Janeiro e na Bahia, essa queda foi de 21%.

No passado, foram executados mais de 1,5 milhão de serviços do setor em todo o País. Considerando-se todo o ano de 2020 houve uma queda de 6,3% em relação a 2019. Porém, esse impacto concentrou-se nos primeiros meses. Entre o segundo e o terceiro trimestre do ano passado, foi verificado um crescimento de 52% nas atividades realizadas por arquitetos e urbanistas. Em novembro, os volume de serviços registrados por meio de RRT já estava em um patamar 15% que no ano anterior. Em dezembro, o crescimento foi de 14%.

“Foi uma surpresa para a gente”, disse nesta quarta-feira (27) Dandara Lima, presidente do CAU acreano. Autorizados pelas prefeituras a partir da metade do ano passado, os novos condomínios produzem dezenas de unidades habitacionais. “Esperamos um 2021 ainda melhor”, prevê Dandara.

O Acre possui 790 arquitetos e urbanistas atuantes em todos os 22 municípios.

 

Continuar lendo

Acre

Brito da Pop Show é colocado para usar ventilação não invasiva

Publicado

em

O empresário Amilton Brito, da Pop Show Eventos, que está internado em decorrência da Covid-19 no Pronto Socorro de Rio Branco, passou pelo procedimento de Ventilação Não Invasiva (VNI).

O informe foi compartilhado pela secretária de Empreendedorismo e Turismo (SEET), Eliane Sinhasique, em suas redes sociais na manhã desta quarta-feira (27).

Segundo Eliane, o procedimento tem o intuito de expandir os pulmões e evitar que Brito seja entubado.

“Muitos não toleram essa VNI e acabam indo para o tubo mas, graças a Deus, ele está super bem na VNI!” Continuamos em oração!”, afirmou.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas