Menu

CRM-AM afasta presidente investigado por emitir registro em psiquiatria sem ter feito residência

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

O presidente do Conselho Regional de Medicina do Amazonas (CRM-AM), Jorge Akel, foi afastado temporariamente do cargo, após ser investigado por emitir um registro em psiquiatria sem ter feito residência médica ou ter passado na prova de título para exercer a especialidade.


O afastamento de Akel foi efetivado durante a noite de segunda-feira (27). Segundo o presidente em exercício do órgão, Amarildo Brito, a decisão foi tomada após uma reunião plenária do Conselho.

Publicidade

Conforme o Conselho Federal, a denúncia chegou ao órgão no dia 12 de janeiro e questionava o título de especialização de Akel e de outra médica. Após saber do caso, o CFM solicitou informações ao CRM-AM, sobre os processos de concessão de registro de qualificação de especialidade dos médicos.


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido