Conecte-se agora

Acre avança para exportação de carne suína e bovino para os mercados peruano e chinês

Publicado

em

A quinta-feira, 24, em Brasília, foi dia de reuniões importante para um tema importante para a economia acreana que é exportação de carnes suínas e bovinas para os mercados peruano e chinês.

A primeira agenda com a participação de lideranças do Acre como o deputado estadual Luiz Gonzaga (PSDB), deputada federal Mara Rocha (PSDB), vice-governador Major Rocha e o presidente da Federação das Indústrias do Acre (Fieac) foi na Confederação Nacional Da Indústria (CNI).

A diretora de relações institucionais, Mônica Guimarães e o diretor de desenvolvimento industrial da CNI, Carlos Abijaodi, tomaram conhecimento dos avanços alcançados nas negociações com o mercado peruano e chinês para exportação da carne suína e bovina.

A CNI estará disponibilizando apoio técnico na promoção comercial e negócios juntamente com o setor de defesa de interesses para que os objetivos de habilitação dos frigoríficos ao Peru aconteçam ainda em 2020.

Fieac e governo acreano vão editar um documento oficializando as solicitações contendo a chancela da CNI.

Já na embaixada do Peru, a comitiva acreana foi recebida pelo Embaixador Javier Yepez.

O representante peruano se comprometeu a apoiar o Ministério da Agricultura e Pecuária do Peru, para promover a missão veterinária para carne suína já nos próximos meses.

O Embaixador declarou que seu país também ganha com o fluxo de transporte refrigerado pela fronteira acreana para facilitar o comércio de produtos hortigranjeiros do Peru para o Brasil.

O Peru não é autossuficiente nas duas proteínas. A expectativa é que o Acre consiga colocar no mercado peruano as carnes com preços mais competitivos do que Estados Unidos, Chile, e Canadá, que são os países que vendem para o país vizinho.

O vice-governador Rocha apresentou o potencial de exportação do Acre e o horizonte promissório que significa a abertura da carne suína e bovina do estado com a geração de empregos e renda para a população e uma nova janela de oportunidades para as indústrias acreanas que diretamente serão alavancadas pelo desenvolvimento do comércio fronteiriço, enfatizou.

Anúncios

Destaque 4

Advogado Armando Dantas Júnior é empossado como membro efetivo do TRE-AC

Publicado

em

Por

A presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE-AC), desembargadora Denise Bonfim, empossou, na manhã desta terça-feira, 2, Armando Dantas do Nascimento Júnior, como membro efetivo da Classe de Advogado da Corte Eleitoral Acreana, para o biênio 2021/2023.

A sessão solene de posse foi realizada por videoconferência e transmitida ao vivo pela internet, em razão das restrições decorrentes da pandemia da Covid-19.

Para o ato, além de todos os membros do TRE-AC, compuseram o dispositivo de honra virtual a presidente do Tribunal de Justiça do Acre (TJAC), desembargadora Waldirene Cordeiro, o corregedor-geral da Justiça (TJAC), desembargador Elcio Mendes, o desembargador Júnior Alberto (TJAC), o procurador-geral do Estado, João Paulo Setti, representando o governador do Acre, o procurador Regional Eleitoral, Vitor Hugo, e o presidente da OAB/AC, Erick Venâncio.

Após a leitura do termo de posse, a saudação ao novo integrante da Corte Eleitoral ficou por conta do juiz-membro do TRE-AC, Hilário Júnior, que fez um breve histórico da vida profissional do membro empossado, desejando-lhe boas-vindas ao Tribunal.

Em seu discurso de posse, o juiz-membro Armando Dantas do Nascimento Júnior, ao agradecer pelas boas-vindas, reiterou seu compromisso com o TRE-AC, enfatizando sua satisfação por, pela segunda vez (foi membro efetivo do TRE-AC no biênio 2018/2020), compor a Corte Eleitoral acreana. Durante sua fala, também destacou a evolução da Justiça Eleitoral brasileira, “sempre em busca de melhor garantir o direito do eleitor”.

Ao encerrar a solenidade, a desembargadora-presidente Denise Bonfim reiterou as boas-vindas ao novo membro da Corte e enfatizou que a posse do juiz Armando Dantas “representa um momento de júbilo para o Tribunal Regional Eleitoral do Acre”.

Continuar lendo

Destaque 4

Rosana Gomes participa da abertura de ano legislativo na Câmara de Senador Guiomard

Publicado

em

A prefeita de Senador Guiomard, Rosana Gomes, participou da abertura dos trabalhos legislativos da Câmara de Vereadores do município, nesta terça-feira, 2. Em seu discurso a prefeita falou sobre a responsabilidade compartilhada com a casa legislativa.

“Como chefe do executivo é uma honra participar deste momento. A nossa responsabilidade é muito grande, pois nos últimos anos o Quinari viveu situações turbulentas. O que nossa cidade precisa daqui pra frente é de união”, disse.

Para o presidente da Câmara, vereador Magildo Lima, é importante a parceria com o executivo.

“É muito importante a presença da Rosana aqui, principalmente porque ela ouviu atentamente cada um de nós e está disposta a unir esforços pelo bem da população”, declarou.

Continuar lendo

Destaque 4

MP recomenda a Bocalom e Cameli que dinheiro da União seja usado para socorro às famílias

Publicado

em

A promotora de justiça Myrna Mendoza, do Ministério Público do Acre (MPAC), expediu recomendação ao governador Gladson Cameli e o prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom, ambos do Progressistas, nesta quinta-feira, 02, quanto à aplicação de recursos do Governo Federal para atender os atingidos pelas cheias dos rios e igarapés.

De acordo com a promotora, o recurso deve ser aplicado estritamente para esta finalidade, qual seja, o socorro às famílias e a recuperação das cidades.

“Utilizar os recursos financeiros repassados e/ ou a serem repassados, em dispêndios, exclusivos, e restritos, às ações inerentes à obras, e/ou empreendimentos, auxílio à população, no desiderato de efetuar resposta, e recuperação, das áreas atingidas pelas enchentes; publicar, nos portais de transparência do estado, todo, e qualquer, dispêndio efetuado com os recursos financeiros repassados pela união; e prestar contas, aos órgãos de controle competentes, de todo, e qualquer, desembolso dos recursos financeiros recebidos para resposta e recuperação das áreas atingidas pelas enchentes”, escreveu.

A promotora alertou que caso Cameli e Bocalom não adote a recomendação, poderá responder às medidas judiciais à defesa dos Princípios e Normas Constitucionais, e legislação infraconstitucional, principalmente referente à propositura de ações civis públicas e à apuração de responsabilidade nas esferas cível, administrativa e penal.

Por fim, a promotora pede que seja encaminhada a ela a documentação comprobatória, de publicações nos Portais de Transparência, e todo e qualquer documento, referente à prestação de contas, dos dispêndios efetuados, com os recursos financeiros repassados pela União, às ações de resposta, e recuperação, das áreas atingidas pelas enchentes.

Continuar lendo

Destaque 4

Infectologista afasta possibilidade de vacina ter causado mortes em idosos do Lar Vicentino

Publicado

em

O médico infectologista Jenilson Leite, em entrevista ao Sistema Público de Comunicação nesta terça-feira (2), afastou a possibilidade de a vacina contra a Covid-19, aplicada nos idosos do Lar Vicentino, ter provocado a doença dos idosos. Dois dos idosos foram a óbito. A Vigilância Sanitária Estadual confirmou a infecção de 23 dos 55 internados na instituição.

“Não podemos iniciar a análise achando que a vacina causou a doença das pessoas, mas, os aspectos que estão dentro dos estudos. O mundo mostrou que a proteção não é 100% mesmo após a segunda dose, esse é um ponto de partida”, disse o especialista que também é deputado estadual pelo PSB.

Para Jenilson, somente após um relatório da Vigilância Sanitária é que pode se fazer uma análise mais profunda. Ele aguarda a nota técnica explicando, inclusive, qual vacina foi aplicada nos idosos do Lar Vicentinos.

O infectologista esclareceu que a população idosa imunologicamente é mais frágil, tem um sistema com resposta mais lenta do que uma pessoa jovem, o que dificulta a chamada defesa competente contra o vírus. “O idoso que tem suas comorbidades, as doenças associadas, pode ter tomado as duas doses e ainda assim, o seu sistema imunológico não ter conseguido a tempo desenvolver anticorpos igual a uma pessoa com melhor condição”, esclareceu.

Diante desse estudo é que a organização mundial de saúde priorizou os idosos como primeiro grupo a ser vacinado. “Os idosos precisam de mais tempo para se imunizar”, acrescentou.

Leite chama atenção para outros aspectos que devem estar associados na prevenção e no combate à pandemia. Para ele, o uso da máscara é fundamental durante o desenvolvimento dos anticorpos.

“Esse idoso pode ter tomado a primeira dose e no intervalo entre a segunda, ter contraído o vírus. Isso pode explicar, entre outras variáveis, a contaminação que ocorreu nos idosos do Lar dos Vicentinos”, disse.

Segundo informações, os dois idosos que foram à óbito só tinham tomado a primeira dose da vacina. Jenilson não descarta que outras variantes com DNA acreano podem estar circulando no Acre.

“No momento que nós estamos não podemos descartar a possibilidade de o vírus também ter sofrido mutações no Acre e nós temos uma variante nova e acreana. O vírus se replica em alta escala, encontra dificuldades até o momento de mutar-se e continuar o ciclo de desenvolvimento”, analisou.

Ele cita a aceleração dos novos casos de covid-19 em todo o estado e diz que a cepa do amazonas, por exemplo, “infecta as pessoas mais rápido e uma facilidade maior de causar inflamação”, chamou atenção.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas