Menu

Petista Louro Marques continua querendo dar ordens na Seaprof

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

Um político que faz falta
A última entrevista do ex-senador Nabor Junior (PMDB) mostra que continua com uma análise lúcida sobre a política acreana. Foi justamente após a sua saída do cenário que o seu PMDB e o restante da oposição começaram a afundar no Estado. Nabor conseguia, pela sua credibilidade, ética, ponderação, ter o respeito de todas as correntes da oposição. Este sim, era um líder respeitável! Atualmente, na oposição temos políticos cujas lideranças não vão um palmo além dos partidos aos qual são filiados. Nas campanhas não pensam no macro, mas no próprio umbigo, e acabam sendo líderes deles mesmo. E exatamente por isso vêm perdendo uma eleição atrás da outra para os candidatos do PT. Enquanto a oposição não entender que um projeto de poder passa pelo macro e não por interesses individuais, continuará a perder eleições. E os Vianas ficarão de bengala ganhando uma eleição atrás da outra.


Não sei se estava fazendo figa
Um amigo que transita bem na Casa Rosada me garantiu ontem que ouviu da secretária Márcia Regina, que deixou o PV, que não se filiará a nenhum partido e descarta ser a vice na chapa do Marcus Alexandre. Em conversa de político, eu sempre acredito desacreditando.


Qual a explicação, Nil?
Secretário Nil Figueiredo, qual é a explicação para máquinas da SEAPROF estarem servindo aos interesses da ACREAVES, empresa particular. Não basta a ajuda de pai para filho que o seu dono recebe do governo? Faço a pergunta, porque recebi e-mail com a indagação acima. E mesmo porque se for verdadeiro, agricultores estão sendo penalizados para beneficiar atividades particulares. E se for verdadeiro, quem autorizou esta ação entre amigos?


Veio no mesmo e-mail
E veio no mesmo e-mail a informação que mesmo tendo sido eleito deputado estadual, Lourival Marques (PT), continua querendo dar ordens como se ainda fosse secretário da SEAPROF. É mesmo isso?


Bom dia, diretor dos Correios e Telégrafos!
Virou rotina a não entrega pelos Correios de correspondência na minha residência, no Tropical, Rua das Palmeiras, 746, se estão jogando fora, se não estão, se a culpa é do carteiro, não me importa, como cidadão exijo que este setor público funcione. Virou uma esculhambação, uma desordem. Fica de público a reclamação.


Tempo quente
A temperatura política deve esquentar hoje na Assembléia Legislativa, quando o deputado Eber Machado (PSDC) anunciará o seu rompimento com a Frente Popular do Acre. Não digeriu a Nota com desculpas emitidas pelos dirigentes do PSDC, José Afonso e Osmir Lima.


Não culpem o eber machado!
Ninguém do PSDC pode acusar o deputado Eber Machado (PSDC) de nada. As denúncias que fez na tribuna da Assembléia Legislativa de que o governador Tião Viana queria mudar a presidência do PSDC foi com base na informação que lhe deu o presidente do partido, José Afonso, com o carimbo de ser um fato verdadeiro. Que isso fique claro. O autor da afirmação que gerou toda esta confusão foi presidente do PSDC, José Afonso.


Culpa da derrocada
O vice-presidente do PSDC, Osmir Lima, deu uma entrevista hoje pela manhã na televisão fazendo uma síntese de toda confusão no grupo da Frente Alternativa, anunciando a saída do PSDC do grupo, e debitando aos demais partidos a falta de coragem para entregar os cargos.


Definitivamente fora
O vereador Manoel Macedo (PSDB) não será mais o candidato do prefeito James Gomes à sua sucessão. O nome do momento em discussão para prefeito é o do empresário Jorge Catalão. A informação que a coluna obteve é que o vereador Manoel não conseguiu decolar a candidatura.


Pensar sem emoção
O prefeito James Gomes deveria pensar sem emoção antes de escolher o candidato à sua sucessão, fazer pesquisas, pois, pelo que tenho escutado dos seus adversários, se o seu candidato não ganhar, ele se prepare para uma varredura de pente fino nas suas contas.


Voltou entusiasmado
O deputado Jairo Carvalho (PSD) voltou entusiasmado do ato de filiação da professora Rosemari no PSD e de seu lançamento como pré-candidata a prefeita de Epitaciolândia. Jairo defende uma pesquisa na oposição, com a chapa sendo formada com os nomes mais aceitos.


Problema que constrange
A PMRB está com muitas frentes de serviço paradas na cidade por falta de recursos para tocar, reflexo da crise econômica. Se na Prefeitura estivesse um prefeito malandro, nem ligaria, mas para um prefeito trabalhador como o Marcus Alexandre deve ser constrangedora a situação.


A tendência é piorar
Com todos os políticos da área federal com os quais converso a opinião é unânime: deve piorar a situação das prefeituras. A tendência da maioria é de praticamente ficar pagando a folha salarial. Será bom para os candidatos de oposição aos atuais prefeitos. É o efeito Dilma.


Efeito dominó
A presidente Dilma conseguiu produzir dentro do PT o chamado efeito dominó. Não derrubou só a sua popularidade e nem o seu governo, mas conseguiu tornar negativa a imagem positiva do Lula. A Dilma hoje está no cargo apenas pela força da liturgia, mas já entregou os pontos.


Vamos ser verdadeiros
Aumentou sim a produção de milho, no Acre, mas não do tamanho que apregoam alguns deputados e secretários da área agrícola, continuamos a importar o produto em grande escala.


Grande impasse
A oposição vive um grande impasse em Cruzeiro do Sul: Iderley Cordeiro (PMDB) e Henrique Afonso (PSDB) são dois candidatos fortes, e nenhum que abrir a cabeça de chapa para o outro. Mas, pior situação é a do PT, que até aqui não conseguiu um nome com densidade eleitoral.


São roque quer reza
Aonde anda o presidente do PHS, Manoel Roque, dá um discurso na defesa do petista Andre Kamai para ser o vice na chapa do Marcus Alexandre. Não deve ser pelos cabelos louros cacheados que o Kamai não os tem; por tanto empenho, São Roque quer reza, só poder ser.


Nome consolidado
O nome da deputada Eliane Sinhasique (PMDB) já está solidificado sem restrições dentro do  partido, mas entre isso e vir ser a candidata única da oposição à PMRB é um longo caminho.


Fim da valentia
O vice-presidente do PSDC, Osmir Lima, conta que, quando colocou na mesa o documento com todos os deputados e dirigentes partidários entregando os seus cargos não ficou um, até o ex-deputado Luiz Tchê (PDT), que tem posições mais independentes, não se manifestou.


Deveria chutar o balde
O Osmir Lima, um ex-deputado federal, que ocupou cargos de relevo em vários governos, extremamente preparado, deveria repensar sua militância partidária e se recolher. Por mais que explique, depois daquela Nota, ficou mal nos comentários públicos, e o que ouço.


Entrou de gaiato no navio
Não foi por falta de aviso. Por várias vezes disse ao Osmi Lima que esta tal Frente Alternativa não agüentaria um grito do Dudé, quanto mais do Tião Viana. E por um motivo simples: todos os seus integrantes têm afilhados no governo e prefeitura. Fui contraditado que a coisa era para valer. E deu no que deu: o Osmir, pagando na opinião pública um pato que não comeu.


Acreditar como?
Como é que vou acreditar nesta tal Frente Alternativa com os seus integrantes vivendo de favores e empregos no governo? Quando se é dependente não se pode ser independente. É óbvio. Por isso é que desde o início não acreditei que teriam força de peitar o PT.


Não existe hipótese
Lideranças do PT já concordam que não há como a FPA ter um candidato único a prefeito de Sena Madureira, porque os protagonistas estão envolvidos em brigas políticas e sem a menor intenção de buscarem uma aliança. A sorte do PT é que a oposição também está desunida.


Seria uma forma de aquecer
A proposta do deputado federal Léo Brito (PT) de colocar a alfândega de Assis Brasil, na cidade, pode sim colaborar para que os turistas que passem na direção do Peru aqueçam o comércio do município com o consumo. Fora da área urbana, como está, deixa a cidade isolada.


Não está morto
Não vou entrar em detalhes, mas é bom não ficarem dando o prefeito de Brasiléia, Everaldo Gomes, com todo seu desgaste, como boi morto. Existem fatos que podem mudar completamente o curso de uma eleição na campanha. O desgaste do PT é extraordinário.


Vamos ser bem claros
A campanha é que decide uma eleição. Mas, em Cruzeiro do Sul não será uma tarefa fácil, volto a alertar, derrotar o candidato do prefeito Vagner Sales (PMDB) à sua sucessão, porque poucos são os prefeitos que, como ele, respiram a política. E sabe como poucos usar o poder.


Mentira política
Volto insistir com base do que acompanho das eleições no Acre: o fim da doação de empresas para os candidatos não vai mudar nada no cenário, não deve ser comemorado como algo que vai acabar com a corrupção eleitoral. O grosso do dinheiro é dado em espécie, parem com isso, vamos acabar com este festival de hipocrisia! Os votos são comprados com dinheiro ao vivo, a grande corrupção não acontece no dinheiro contabilizado e declarado à justiça eleitoral, mas através da grana entregue aos candidatos, cabos-eleitorais, e para pagar aos eleitores relacionados nas famigeradas listas. Cessem, pois, a ópera-bufa que, a decisão vai moralizar as disputas. Não vai moralizar coisa alguma. As eleições continuarão a ser compradas.


Participe do grupo e receba as principais notícias na palma da sua mão.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.