Conecte-se agora

Sales, Cameli e Bittar atuam de “bombeiros” para apagar incêndio verde

Publicado

em

Para impedir que a crise com o PV na Aliança de oposição se alastre o pré-candidato ao Senado Gladson Cameli (PP) convocou o prefeito de Cruzeiro do Sul Vagner Sales (PMDB) para ajuda-lo. Vagner veio nesta quarta, 26, à Capital para encontrar soluções para o impasse. O pré-candidato ao governo do PMDB, contrariando a posição de alguns membros do seu partido, concorda que o deputado federal Henrique Afonso (PV) deva participar da chapa majoritária da Aliança. Com a ação emergencial as possibilidades de Henrique se unir ao grupo de Bocalom (DEM) diminuíram.

Enquanto isso…
A ação de Vagner e Gladson foi coordenada pelo deputado federal Márcio Bittar (PSDB) que manteve uma conversação durante a tarde desta quarta, 26 com Henrique Afonso (PV), em Brasília. A permanência do Verde na Aliança está praticamente acertada.

O tempo cura tudo
O teor principal do diálogo entre Márcio Bittar (PSDB) e Henrique Afonso (PV) foi calma e paciência. Segundo Bittar, num processo democrático as coisas vão se acertando naturalmente e cada personagem vai encontrar o seu papel nas eleições de 2014.

Cálculos lógicos
Vagner Sales (PMDB) sempre achou que a saída de Henrique Afonso (PV) e de Gladson Cameli (PP) da FPA é um fator importante para a oposição ter chances de vitória nas eleições de 2014. A presença dos dois garante cinco deputados federais, numa bancada de oito, para a Aliança.

O fator Juruá
As lideranças da Aliança lembram que a votação de Tião Viana (PT), no Juruá, foi fundamental para a sua vitória em 2010. Com dois deputados federais da região na oposição acreditam que irão conseguir uma diferença enorme para a FPA, em 2014.

A volta ao isolamento
Se Gladson, Vagner e Márcio conseguirem manter Henrique na Aliança, Tião Bocalom (DEM) continuará isolado. Assim ainda acreditam na ida do ex-prefeito de Acrelândia para o grupo de nove partidos de oposição.

Flaviano aprova…
O deputado federal Flaviano Melo (PMDB) declarou que o seu partido também quer a permanência de Henrique Afonso (PV). O presidente do PMDB do Acre acha que a questão da vaga de vice da Aliança tem que ser debatida com calma. Flaviano acredita que as soluções chegarão através do diálogo.

O criador não irá contra a criatura
Flaviano Melo (PMDB) destacou que o seu partido foi um dos responsáveis pela união entre os nove partidos que integram a Aliança. Com a sua experiência política vai colocar-se a disposição para manter o grupo unido.

Petecão também pode ir para a Aliança
Uma fonte de Brasília me contou que o senador Sérgio Petecão (PSD) procurou Márcio Bittar (PSDB). As possibilidades dele integrar o grupo da aliança são grandes. Petecão já sabe que Bocalom (DEM) não abrirá de ser candidato a governador.

Visão futura
O maior benefício de Petecão (PSD) ao integrar-se à Aliança será viabilizar a sua reeleição ao Senado. Além de aumentar as chances de eleger um deputado federal do seu partido e provavelmente dois estaduais.

O quase retorno às origens
Shirley Torres (PV) conversou realmente com o governador Tião Viana (PT) por esse dias. Ele teria lamentado a saída dos Verdes da FPA. As portas foram reabertas, mas a maioria dos filiados do PV não querem o retorno.

A conselheira de Henrique
Segundo Shirley, quem preveniu Henrique Afonso (PV) de que não teria a vaga de vice na Aliança foi a deputada federal Perpétua Almeida (PC do B). Ela disse ter conversado com o deputado federal Flaviano Melo (PMDB) e, contou para o Henrique. Um quadro perfeito de “racha” instaurado para quem está no poder.

Mais diálogos…
Também o prefeito da Capital, Marcus Alexandre (PT) foi procurado pelos verdes. Shirley afirma que é natural nesse período eleitoral conversar com todas as forças políticas protagonistas do processo.

A hora da campanha
“Os verdes querem entrar logo na campanha com posições definidas,” disse Shirley. Ela acha que quem poderá tirar votos da FPA na eleição é o Henrique Afonso (PV). Assim vão à luta por um lugar ao sol, mesmo que seja de vice.

A hora do anúncio
O deputado federal Gladson Cameli (PP) acredita que a Aliança poderá anuncia a chapa fechada ainda antes do Carnaval. Isso vai depender do resultado da reunião interna que o PMDB terá nesta quinta, 27.

Data certa
Mas Márcio Bittar já adiantou que o dia do anúncio oficial da Chapa majoritária da Aliança está marcada para o dia 27 de março. Na ocasião virão alguns senadores e deputados federais de outros estados. Inclusive, o pré-candidato à presidência Aécio Neves (PSDB) tem possibilidades de comparecer.

Mais uma adesão
Quem já marcou data também para incorporar-se à Aliança é a deputada federal Antônia Lúcia. O anúncio deverá acontecer na Aleac, na próxima quinta-feira depois do carnaval.

Consentido
O pré-candidato a deputado federal Roberto da Princesinha (PROS) admitiu que o ex-prefeito Dêda vai mesmo apoiar César Messias (PSB). Segundo ele, o acordo está feito desde a filiação de Dêda e da deputada estadual Maria Antônia (PROS).

Ainda no páreo
A deputada Toinha Vieira (PSDB) me garantiu nesta quarta, 27, que será candidata à reeleição. Ela afirma que não tem nenhum impedimento jurídico que a impeça de ser candidata.

A vice da discórdia
Não entendo a obsessão de alguns políticos pela vaga de candidaturas a vice-governador. No Acre, que tem uma bancada de apenas oito deputados na Câmara Federal, o cargo é muito mais importante que qualquer vice. No entanto, a disputa acaba sempre tornando-se, em alguns casos, mais importante que a própria vaga para a disputa do Governo ou do Senado. O deputado federal Henrique Afonso (PV), por exemplo, teve mandatos relevantes e produtivos na Câmara Federal. É natural que queira aspirar um degrau mais elevado na política. Mas será que como vice poderá repetir as suas atuações? E o PMDB? Será que aumentar a sua bancada na Câmara não seria mais importante que reivindicar a vice? Pontos para se analisar antes das convenções partidárias que ainda serão em junto de 2014.

 

Coluna do Nelson

Recurso para assentado da reforma agrária será via cartão magnético em seu nome

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Nelson

MDB e PDSB devem travar uma “briga” intensa por secretário da ALEAC

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Nelson

Depois de 20 anos, prefeitura de Cruzeiro terá a parceria do Governo

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Nelson

Gladson Cameli realizou o sonho de infância de ser governador do Acre

Publicado

em

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas

error: Conteúdo protegido!