Conecte-se agora

Quedas no desemprego e na inflação, as boas notícias de agosto

Publicado

em

Quase que diariamente, notícias sobre indicadores da economia e dos principais setores da economia acreana, são divulgadas pelo Fórum Empresarial de Inovação e Desenvolvimento do Acre. Os principais canais de divulgação do Fórum são as redes sociais, tanto pelo endereço (https://www.instagram.com/observatoriodoacre/?hl=pt-br), como também pelo endereço: (https://www.instagram.com/forumempresarial.ac/?hl=pt-br). Dados mais completos, que incluem séries históricas dos principais indicadores econômicos, sociais e ambientais, também podem ser acessados através do site do seu Observatório: http://observatoriodoacre.org.br/. Nosso objetivo de hoje é informar aspectos conjuntais da economia acreana, utilizando-se como fontes os dados trabalhados pelo observatório durante o mês de agosto, que, por sua vez, utiliza diversas fontes oficiais (IBGE, CAGED, SIXCOMERC etc.), como base de suas notícias e boletins. 

Comércio Exterior: Exportações do Acre superam US$ 41 milhões de janeiro a julho e atingem novo recorde

Conforme dados publicados pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, em julho de 2022, o Acre exportou US$ 3,67 milhões e importou, US$ 64 mil, resultando em um saldo na balança comercial de US$ 3,60 milhões. Com o resultado do mês, no acumulado do ano (janeiro a junho), o Acre superou o saldo de 2021 que foi de US$ 38,83 milhões, ou seja, foram quase US$ 11 milhões, o que representa um novo recorde do seu comércio exterior para o período.

No acumulado do ano (jan a julho) a Madeira e a Castanha representam 48,8% de tudo o que foi exportado, seguido pela Soja e o Milho (37,1%), e pelos produtos de origem animal (Bovinos e Suínos) com 9,9%. Nos primeiros 7 meses do ano, o maior destino foi o Peru, com 17,0%, seguido pela Holanda com 12,5%. 

Inflação: IPCA tem queda de 0,92% em julho

Em Rio Branco, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de julho, calculado pelo IBGE, foi -0,92%, ante 0,81% em junho. Foi a menor taxa registrada desde o início da série histórica, iniciada em janeiro de 2020. No ano, o IPCA acumula alta de 4,20% e, nos últimos 12 meses, de 9,61%, abaixo dos 11,36% observados nos 12 meses imediatamente anteriores. Em julho de 2021, a variação havia sido de 0,66%. 

Comércio: Em junho, vendas no varejo caem 1,7%. O resultado de junho está -8,7% abaixo do patamar pré-pandemia (fevereiro de 2020).

Conforme o IBGE, no Acre, em junho de 2022, o volume de vendas do comércio varejista caiu 1,7%, frente a maio, na série com ajuste sazonal. No mês anterior, houve variação de -2,0%. Na série sem ajuste sazonal, o varejo variou -3,6% ante junho de 2021. O acumulado no ano chegou a 2,4% e o acumulado nos últimos 12 meses, a -1,6%. No comércio varejista ampliado, que inclui veículos, motos, partes e peças e material de construção, o volume de vendas caiu 2,1%. O acumulado no ano foi de -0,39% e o acumulado em 12 meses, de -3,7%. 

Serviços: O volume de serviços caiu 7,9% em junho e setor se encontra 4,5% abaixo do nível de fevereiro de 2020 (pré -pandemia)

Em junho de 2022, o volume de serviços no Acre caiu 7,9% frente a maio, na série com ajuste sazonal, acumulando, assim, uma perda de 4,6% nos quatro últimos meses deste ano. Com isso, o setor de serviços se encontra 4,5% abaixo do nível de fevereiro de 2020 (pré -pandemia). Na série sem ajuste sazonal, no confronto com junho de 2021, o volume de serviços assinalou a 2ª taxa negativa do ano ao cair 11,7% em junho de 2022. 

No indicador acumulado do primeiro semestre deste ano, o volume de serviços mostrou expansão de 3,6% frente a igual período de 2021. Por outro lado, o indicador acumulado nos últimos 12 meses, ao passar de 13,9% em maio para 9,6% em junho de 2022, manteve a trajetória descendente iniciada em março de 2022 (18,7%). Os dados são do IBGE e foram publicados no dia 11/08. 

Construção: Preços da construção crescem 0,11% em julho, menor taxa no ano

Divulgado no dia 09/8, pelo IBGE, o Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi) no Acre subiu 0,11% em julho, uma variação 1,47 ponto percentual (p.p.) abaixo da taxa de junho, que foi de 1,58%. Assim, o acumulado de janeiro a julho fechou em 9,46%. Já o acumulado nos últimos doze meses foi de 17,44%, resultado abaixo dos 20,23% registrados nos doze meses imediatamente anteriores. Porém, a tabela a seguir, demonstra que possuímos um custo para construir bem acima daqueles verificados para o Brasil e para a Região Norte.

Safra: Estimativa de julho aponta safra recorde de 150,2 mil toneladas em 2022

A safra acreana de cereais, leguminosas e oleaginosas deve alcançar o recorde de 150,2 mil toneladas, de acordo com a estimativa de julho do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), divulgado pelo IBGE. Esse valor é 12,2% maior (ou 16,3 mil toneladas) que a safra obtida em 2021 (133,3 mil toneladas) e manteve a previsão de junho. 

Abate de animais: Abate de bovinos recua no 1° trimestre, mas o de suínos cresce

O abate de bovinos caiu 8,6% e o de suínos subiu 7,8%, no primeiro trimestre de 2022, na comparação com o mesmo período do ano anterior, de acordo com os resultados da Estatística da Produção Pecuária, divulgada pelo IBGE. Os resultados para o segundo trimestre de 2022 e para as unidades da federação serão divulgados no dia 6 de setembro. 

Emprego com carteira assinada: De janeiro a julho o Acre já acumula um saldo de 5.366 empregos com carteira assinada 

O Acre teve um saldo positivo de 1.024 vagas formais de trabalho em julho de 2022, após ter obtido um saldo de 1.187 vagas em junho. Os dados foram divulgados hoje (29/8), pelo Cadastro Nacional de Empregados e Desempregados (CAGED) do Ministério do Trabalho e da Previdência no dia 28 deste mês. 

O saldo de julho foi resultado de 4.881 contratações menos 3.857 de demissões. O estoque de empregos formais, que é a quantidade total de vínculos celetistas ativos no estado, encerrou julho com 92.236 empregados. No acumulado do ano de 2022, foi registrado saldo de 5.366 empregos, decorrente de 30.584 admissões e de 25.218   desligamentos. Nos últimos 12 meses (junho de 2021 a julho de 2022), foi registrado saldo de 8.313 empregos, decorrente de 49.221 admissões e de 40.908 desligamentos. 

Taxa de desemprego: Queda no segundo trimestre de 2022

Conforme o IBGE, a taxa de desemprego do Acre no segundo trimestre de 2022 foi de 11,9%, recuando 2,9 pontos percentual (p.p.) ante o primeiro trimestre de 2022 (14,8%) e caindo 4,4 p.p. frente ao mesmo trimestre de 2021 (16,3%). A última taxa do Acre ficou abaixo do segundo trimestre de 2022, aconteceu no quarto trimestre de 2016 (11,8%). Portanto, o resultado do trimestre é o melhor dos últimos 5 anos.

Concluindo, os dados de agosto demostram movimentos importantes na recuperação dos empregos, tanto nos com carteira assinada como nos informais, e o mais importante, com queda da inflação. Os números parecem indicar que estamos saindo da crise causada pela pandemia, iniciada em fevereiro de 2020. Porém, alguns setores como o comércio, os serviços e o abate de bovinos continuam na árdua tentativa de recuperação dos efeitos da crise. Vamos aguardar os números de setembro.


Orlando Sabino escreve às quintas-feiras no ac24horas

Destaque 2

Postos estão sendo reabastecidos aos poucos e situação deve se normalizar na sexta-feira, diz Sindicato

Publicado

em

Continuar lendo

Destaque 2

Vereador Fábio Araújo é indiciado pela PF por corrupção e tem contas bloqueadas

Publicado

em

Continuar lendo

Destaque 2

Primeiras carretas de cerveja chegam ao Acre, mas fluxo só será normalizado em dezembro

Publicado

em

Continuar lendo

Destaque 2

Produção de café cresce 265% em 5 anos e Acre propõe práticas ESG para ganhar mercado internacional

Publicado

em

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.