Conecte-se agora

Gladson deve expedir decreto para secretários que forem disputar eleições entregue cargo

Publicado

em

Em solenidade realizada no Ceasa Rio Branco na manhã desta quinta-feira, 26,, o governador Gladson Cameli (Progressistas) declarou que não vai aguardar o mês de abril para que os secretários de Estado, que almejam disputar cargos públicos, entreguem seus postos. Segundo ele, a data deve ser antecipada para dezembro deste ano.

A declaração foi dada após os deputados estaduais, Gerlen Diniz (PP), Chico Viga (PODEMOS), Wendy Lima (PP) e Maria Antônia (PROS) reclamarem sobre as atuações de alguns secretários do Governo Gladson Cameli. Para os parlamentares, os gestores usam o cargo para fazer campanha eleitoral.

De acordo com o chefe do executivo acreano, na próxima semana vai enviar um projeto ao Poder Legislativo para resolver o impasse. “Cada um tem que assumir as consequências. Eu venho tomando uma atitude e não vou dar privilégio para um nem para outro. Na próxima semana vou mandar um decreto para que quem for disputar o cargo deixe até dezembro, não vamos misturar política com administração pública”, argumentou.

Os Secretários de Estado que se candidatarem ao cargo de deputado estadual e federal deverão se desincompatibilizar com 4 meses de antecedência das eleições.

Cotidiano

Energisa deve pagar R$ 15 mil a acreano por não enviar fatura para débito e interromper serviço

Publicado

em

A Energisa deverá pagar a um acreano, o valor de R$ 15 mil reais por falhas na prestação do serviço. A decisão foi mantida pela 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Acre (TJAC).

De acordo com o processo, a empresa não encaminhou a fatura para ser quitada o débito automático para o consumidor, e ainda assim, interrompeu o fornecimento da energia elétrica. O usuário utilizava a forma de pagamento desde 2011, é idoso e precisa do aparelho de ar condicionado ligado o tempo todo por questões de saúde.

O caso foi julgado pela 1ª Vara Cível da Comarca de Cruzeiro do Sul. Mas, a empresa entrou com recurso contra a sentença. A concessionária de energia elétrica alegou que o reclamante foi avisado sobre a inadimplência, na conta do mês seguinte.

A desembargadora Denise Bonfim, que relatou a ocorrência, verificou que foi comprovado que havia autorização para débito em conta e o cliente tinha saldo para quitar a fatura. Registrou que houve aviso de inadimplência, porém o prazo entre a notificação e o corte não atendeu o previsto na legislação da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), que estabelece a necessidade de comunicar aos consumidores sobre o débito em aberto com prazo mínimo de 15 dias antes de ocorrer a interrupção no fornecimento de energia.

“Foi demonstrado as sucessivas falhas nas prestações de serviços da parte apelante de não ter enviado ao Banco do Brasil arquivo eletrônico para realização de débito automático, bem como não ter procedido ao aviso de suspensão de energia no prazo legal, sem que, por outro lado, tenha sido comprovado por ela a culpa exclusiva do usuário do serviço ou de terceiro ou que o defeito inexistia, nos termos do Código de Defesa do Consumidor”, enfatizou.

A magistrada também destacou que a situação causou transtornos ao consumidor, por isso, a condenação devia ser mantida.

“O fato de terem os autores sido surpreendidos com o corte indevido, cujo bem é considerado essencial, frustrando as suas legítimas expectativas de que estariam adimplentes com as faturas, por utilizarem o sistema de débito automático desde 2001, bem como o fato de que foi comprovado por meio de testemunhas a ausência de urbanidade dos representantes da apelante ao realizarem o corte de energia, afirmando que ‘estavam cortando a energia porque ela não pagava as contas’, somado ao fato de que o apelado é pessoa idosa, doente e comprovado por meio de testemunha que necessita de ar condicionado o dia inteiro e equipamentos ligados à energia para manutenção de sua saúde, evidentemente causou transtornos e constrangimentos os quais ultrapassaram os meros percalços do cotidiano”, concluiu.

Continuar lendo

Cotidiano

Líder de quadrilha especializada em roubo de caminhonetes é capturado pela DCORE

Publicado

em

Considerado o principal líder de uma das facções que brigam pelo domínio do crime organizado em Plácido de Castro e região, além de uma quadrilha especializada no roubo de caminhonetes, Suliedson Fidélis foi preso na tarde desta quarta-feira (18) naquele município.

A prisão foi feita por uma guarnição da Delegacia de Combate a Roubos e Extorsões (DCORE), da capital, que cumpriu um mandado de prisão expedido pelo juiz da Vara de Delitos de Roubos e Extorsões de Rio Branco. Nesta quinta-feira (19), ele foi encaminhado ao presídio onde aguardará o pronunciamento da justiça.

Suliedson, há algum tempo vinha sendo investigado pela especializada por ser apontado como sendo o principal líder de uma quadrilha especializada em roubar caminhonetes na capital e nos municípios de Capixaba, Plácido de Castro e Acrelândia, especialmente na zona rural.

O grupo aterrorizava famílias e levava os veículos para a Bolívia, onde negociavam com narcotraficantes. Muitos dos veículos eram encomendados previamente.

A quadrilha tinha como principal rota de fuga a ponte sobre o igarapé Rapirrã, que liga o município de Plácido de Castro a várias cidades bolivianas.

De posse de informações concretas, o delegado Leonardo Santa Bárbara representou pela prisão preventiva do criminoso, que acabou preso. Outros cinco membros do bando já tinham sido capturados pelas forças de segurança que estão agindo na fronteira com a Bolívia.

Continuar lendo

Cotidiano

Jovem de 21 anos é a segunda vítima de afogamento no Juruá não resgatada em 2022

Publicado

em

Depois de seis dias, o Corpo de Bombeiros de Cruzeiro do Sul suspendeu na última segunda-feira (16) as buscas pelo corpo da jovem Eliziane Moreira do Vale, de 21 anos, que desapareceu na manhã da quarta-feira anterior nas águas do Rio Juruá, no município de Rodrigues Alves.

O acidente ocorreu depois que a canoa na qual a vítima viajava bateu em um tronco de árvore que estava no leito. Outras cinco pessoas que estavam no barco, dentre elas o filho de Eliziane, de apenas quatro meses, saíram ilesas.

De acordo com o que foi apurado, Eliziane estava no barco de pequeno porte com outras cinco pessoas. À altura da comunidade 13 de maio, já no município de Rodrigues Alves, o condutor não viu o tronco de uma árvore no leito do rio e bateu contra o mesmo, com a canoa indo a pique.

O marido da vítima conseguiu sair com o filho do casal, mas a mãe não teve a mesma sorte. Acredita-se que Eliziene tenha batido com a cabeça e desaparecido.

O comandante do Corpo de Bombeiros de Cruzeiro do Sul, tenente Josadac Cavalcante, disse que a equipe realizou seis dias de buscas, sendo três de mergulhos e três de buscas superficiais.

De acordo com o oficial, em 2022 seis pessoas morreram afogadas na região e Eliziane é a segunda a não ter o cadáver resgatado. Ele voltou a alertar para que as pessoas que andam de barco no Rio Juruá usem coletes salva-vidas.

“Em nenhum dos casos as pessoas usavam esse tipo de proteção, o que seguramente haveria impedido a fatalidade”, concluiu Josadac.

Continuar lendo

Cotidiano

Homem é preso suspeito de matar irmão a facadas e pauladas

Publicado

em

Em cumprimento a um mandado de prisão preventiva, investigadores da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) prenderam na tarde desta quarta-feira (18), na periferia da capital, um homem cuja identidade é mantida em sigilo por conta da Lei de Abuso de Autoridade. Ele é suspeito de matar o próprio irmão, que era morador de rua.

Edvaldo de Souza Rufino foi executado a pauladas e facadas há pouco mais de um mês no Conjunto Novo Horizonte, no bairro da Floresta. De acordo com os autos do inquérito policial instaurado na especializada, Edvaldo Rufino morava em um barracão abandonado e vivia em situação de rua. Por ter praticado alguns furtos na área para sustentar o vício, ele foi expulso do local.

Na noite do dia 16 de abril, ele voltou ao abrigo improvisado e quando foi agredido por diversas pessoas a pauladas e facadas. Ao ser socorrido pela equipe do SAMU já estava em fase terminal, morrendo quando era socorrido dentro das viaturas.

Policiais da DHPP descobriram que um dos envolvidos era irmão da vítima e o prenderam nesta quarta-feira. Ele permaneceu calado. Os investigadores agora buscam prender os outros envolvidos e saber a real motivação pelo crime.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Conteúdo protegido!