Menu

O Hospital Universitário do Acre

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

Como escrevi em artigos anteriores, de todos os 26 estados e o Distrito Federal que formam a federação brasileira, somente o Acre, Rondônia e Roraima, todos da Região Norte, não possuem Hospital Universitário (HU). Houve uma euforia na população acreana, principalmente na academia, quando a construção do HU do Acre foi inserida nas obras previstos pelo Novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), do Governo Federal.


A operacionalização da proposta foi imediata, já que a UFAC dispunha da totalidade dos projetos para a construção do hospital. Já no final de 2023, a UFAC recebeu a visita da equipe técnica da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) para as primeiras tratativas para a construção do HU.


Após a elaboração do relatório, a Ebserh conciliou o referido relatório com dados do Ministério da Saúde. O resultado dessas ações, culminou com a proposta de, ao invés de construir o HU na UFAC, transformar a Fundação Hospitalar do Acre (Fundhacre) em Hospital Universitário da UFAC, sob a gerência do governo federal. 


Com a mudança que o governo federal propõe, a população do Estado poderá ter os benefícios de um hospital federal gerenciado pela Ebserh, o qual abrigará, além de atendimento especializado, pesquisas na área de saúde e uma rede interligada de informações com todo o Brasil que abrange 41 hospitais universitários.  Além do aprimoramento na formação de graduação, pós-graduação e nas residências médica e multiprofissional.


Como consequência da proposta técnica da Ebserh, a reitora da Ufac, Guida Aquino, reuniu-se com o presidente da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), Arthur Chioro, com o governador do Estado do Acre, Gladson Cameli (PP) e com a deputada federal Socorro Neri (PP-AC), para debater a possibilidade posta.


Lembrando que permanece a proposta do PAC do Governo Federal, de imediato, de investir R$ 50 milhões, na compra de equipamentos novos e modernos, além da readequação do espaço físico da Fundhacre. A Reitora da Ufac entendeu que é a solução possível para o atual momento, mas sobretudo vitoriosa, pois foi uma luta de onze anos para a implantação de um hospital escola federal no Acre que envolveu fortemente a sociedade, especialmente os setores da saúde comprometidos com a qualidade dos serviços. A Reitora abraçou essa nova proposta, pois a população não vai esperar a construção de um novo hospital para usufruir dos benefícios de um hospital universitário, que estará alinhado com os principais hospitais do país, que são os da rede gerenciada pela Ebserh.


O Presidente da Ebserh Arthur Chioro disse que, nesta fase inicial de análise, a empresa fará um diagnóstico técnico das necessidades em termos de atenção hospitalar de média e alta complexidade para toda a população do Acre, observando os recursos já existentes e tentando definir, em conjunto com a Ufac e o governo do Estado, quais as melhores estratégias a serem adotadas.


As notícias são de que o Governador Gladson Cameli defendeu o fortalecimento da rede pública de saúde e agradeceu o empenho do governo federal em favor da população acreana, ressaltando que esse investimento será muito importante para melhorarmos o atendimento na Fundação Hospitalar e vai ajudar a salvar muitas vidas. E prometeu constituir, de imediato, uma comissão de técnicos e autoridades governamentais para definir qual a estratégia, técnica e política, para que a proposta se concretize.


O funcionamento de um hospital federal ampliara a capacidade e a qualidade do atendimento das necessidades de saúde da população acreana no âmbito hospitalar, hoje de responsabilidade quase que exclusiva do governo estadual. A importância estratégica de um hospital ligado à Universidade Federal do Acre é a de proporcionar o aprimoramento dos profissionais de saúde, no ensino, na pesquisa e na extensão, além de oportunizar investimentos significativos na saúde no estado.


Como ressaltamos, a Ufac é uma das poucas universidades públicas federais que não dispões de HU para a formação, para a pesquisa e para a extensão universitária – o que tem comprometido a formação acadêmica dos futuros profissionais. Contribuirá também para ampliar e qualificar a assistência especializada ambulatorial e hospitalar reforçando a oferta de atenção especializada à saúde estadual. Terá também a finalidade de fixar trabalhadores da saúde no Acre, gerando emprego e renda e movimentando a economia regional.


O Hospital Universitário integrará o Sistema Único de Saúde – SUS, conforme estabelece a Lei Orgânica de Saúde n°8080/90, na qualidade de hospital de referência. Seus objetivos são:


  1. Servir de campo de ensino e capacitação, prioritariamente para alunos da UFAC, e de outras Instituições Públicas de Ensino Superior e de Pesquisa, nas diversas áreas do conhecimento;

  2. Servir de campo de aperfeiçoamento para profissionais relacionados com a assistência à saúde, visando aprimorar a qualidade dos próprios serviços e a manutenção de bons padrões de rotina na formação de graduação, pós-graduação e nas residências médica e multiprofissional;
  3. prestar assistência integral a população portadora de doenças, atendida por seus serviços hospitalares ou ambulatoriais;

  4. prestar assistência integral ao paciente e apoio à família, desenvolvendo ações de promoção, prevenção, recuperação e reabilitação, no processo saúde-doença;

  5. assessorar o poder público em ações de saúde e realizar programas de saúde funcional.

Trata-se de um projeto qualificado para a saúde do Acre, com mais qualidade dos serviços prestado à população que, além de uma gestão específica para hospitais universitários prestada pela Ebserh. Além do mais, no mínimo, haverá investimentos de 50 milhões do PAC, sem esquecer que a Ufac tem como capitalizar mais recursos de outras fontes. 


A UFAC faz 60 anos e é um patrimônio do Povo do Acre


Em 2024, a UFAC, um dos maiores patrimônio do povo do Acre, completará 60 anos de criação. Tive o prazer de ser um dos milhares de acreanos formados pela nossa querida instituição de ensino superior, a única pública do nosso Acre. Hoje conta com 03 Campi: Campus Sede em Rio Branco/AC; Campus Floresta em Cruzeiro do Sul/AC e Campus Fronteira do Alto Acre, em Brasiléia/AC. E 04 Núcleos: Xapuri, Sena Madureira, Feijó e Tarauacá. Porém, sua atuação cobre todo nosso território formando acreanos nas mais longínquas.


Seria um grande presente para o povo do Acre se a UFAC concretizasse o sonho de ter o seu Hospital Universitário. Na realidade, o HU será do povo do Acre. É dever de todo cidadão acreano, ou de nascimento, ou por opção, abraçar essa causa. Não podemos perder essa oportunidade ímpar para fortalecer a saúde, fixar recursos humanos na região e ampliar o giro de recursos na nossa economia. Força aos nossos gestores, ao Governador Gladson, à Reitora Guida, e aos demais agentes públicos envolvidos nesse grande projeto. A população tem que estar unida para que esse projeto se concretize. É hora de união pelo Acre.



Orlando Sabino escreve às quintas-feiras no ac24horas