Conecte-se agora

“A aliança do Gladson é com o povo”

Publicado

em

Foto: Sérgio Vale/ac24horas.com

Com a deterioração das siglas partidárias e suas principais lideranças em função dos grandes escândalos de corrupção, alguns políticos preferem estreitar o relacionamento com a população através das redes socais. É o que se observa na construção política do governador Gladson Cameli (PP) para as eleições de 2022. Não é que Cameli despreze os partidos, mas os enxerga em seu real e devido tamanho.

Como a pressão por espaços de cargos dentro do governo é muito grande pelos “aliados”, o governador se articula diretamente com lideranças independente de seus partidos políticos como sempre fez, desde que se elegeu a primeira vez como deputado federal e depois senador.

Muitas vezes, quando questionado pela imprensa o porquê de negar mais espaços aos aliados, Cameli sempre responde com outra pergunta: “Que aliados”? Se ressente dos que estão no governo, mas não o defendem nos momentos mais críticos, principalmente no enfrentamento às acusações que considera levianas. Por isso, o núcleo de sua reeleição é diretamente com a população de um modo geral. Como se diz: “A melhor aliança é com o povo”.

“Eu não posso saber de tudo o que acontece nos Ministérios”. (Presidente Jair Bolsonaro sobre a suposta compra superfaturada da vacina indiana Covaxin)

. De acordo com as últimas pesquisas, no Acre o presidente JB ainda lidera com folga em cima do petista Lula.

. O Acre faz parte do reduto bolsonarista.

. Os demais integrantes do PSD no governo que são aliados do senador Petecão estão sendo exonerados a partir de hoje.

. É a caneta azul funcionando no automático.

. “Quem não é por mim, é contra mim”, já dizia o Filho de Deus há mais de dois mil anos.

. O prefeito Tião Bocalom precisa urgentemente de pessoas preparadas para lidar com planejamento e licitações.

. Sobre o trânsito recomendou com muita clareza:

. “Quero um Rbtrans mais educativo e menos punitivo, ninguém sobrevive de multas”.

. Perfeito!

. Um dos maiores problemas de “estar” na política é que ela rouba e consome os melhores anos da vida de uma pessoa.

. O poder, pai e mãe de toda corrupção, exige um preço muito alto a ser pago: A própria alma!

. Isto porque, de acordo com Salomão, tudo é vaidade, presunção e arrogância.

. Quando o inchaço esvazia, a alma fica oca; um buraco do mesmo tamanho da vaidade que se tinha no poder.

. Felizes os que conseguem fugir da gravidade política do buraco negro onde nem a luz, muito menos a alma escapa.

. Dizia Salomão em suas reflexões mais profundas:

. “Quanto mais se tem, menos se é”.

. Ops!

. Ele tinha tudo!

. Bom dia!

Coluna do Astério

Angelim e Marcus, na marca do pênalti

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Astério

Justiça do faz de conta!

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Astério

Jorge Viana X Márcio Bittar, um confronto inevitável

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Astério

O quarto do João

Publicado

em

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas