Conecte-se agora

Edvaldo elogia atuação de Gladson, mas diz que falta foco na gestão

Publicado

em

O deputado estadual Edvaldo Magalhães (PCdoB) em entrevista ao Boa Conversa do ac24horas na noite desta quinta-feira, 17, fez elogios ao governador Gladson Cameli pela sua atuação frente à pandemia, mas criticou a falta de foco da gestão.

Para Edvaldo, Gladson agiu corretamente ao adotar a ciência como bússola contra a Covid-19. Segundo ele, o que falta no governo é foco para solucionar os problemas que vem enfrentando.

LEIA TAMBÉM:

Edvaldo diz que FPA acabou em 2018 e que novo projeto passará a se chamar Bloco Democrático Popular

Edvaldo alfineta Bittar e diz que integração terrestre a Pucallpa não deveria ser prioridade

Edvaldo diz que Bolsonaro cometeu genocídio e enaltece volta de Lula ao tabuleiro político

“Não é horrível. O problema do governo é a falta de foco. O governo teve um tripé para ganhar: segurança, agronegócio e gestão. Ele peca na gestão, na questão da segurança, brigou com o vice especialista e na questão do agronegócio já trocou o secretário três vezes. Na pandemia, o governador adotou uma postura correta, não virou um negacionista e é bom que der a César o que é de César e essa postura foi muito em função prefeita Socorro, que apostou nesse caminho de não seguir o negacionismo e o Gladson se abraçou nisso”, afirmou.

Ao falar da economia local, o parlamentar afirmou que diversos setores da economia apostaram alto no governador Gladson Cameli em 2018, mas que a categoria foi preterida pelas empresas do Amazonas.

“Os empresários de diversos setores, especificamente, o da civil fizeram uma grande aposta no governador, como engenheiro. Essa gente tá a ver navios porque só tem vez pras caronas e pros de Manaus. A economia local está sofrendo é como se tivesse pego coronavírus, tá faltando oxigênio para as empresas locais”, encerrou.

Assista a entrevista completa:

video

Extra Total

Gladson deve enviar PL para aproveitar cadastros de reserva da PM no Corpo de Bombeiros

Publicado

em

Em meio a um final de semana cheio de polêmicas em torno do chamamento do restante dos aprovados do cadastro de reserva da Polícia Militar, o governador Gladson Cameli (Progressistas) declarou ao ac24horas nesta segunda-feira, 2, que deverá enviar, nos próximos dias, um projeto de lei para a Assembleia Legislativa pedindo o aproveitamento do cadastro de reserva da PM para remanejamento ao Corpo de Bombeiros.

De acordo com o chefe do executivo acreano, o projeto deve contemplar o restante do cadastro de reserva que não foram convocados pelo governo, algo em torno de 175 aprovados no certame. “Vou enviar um projeto para convocar os 175 aprovados do cadastro de reserva da PM para serem aproveitados no Corpo de Bombeiros”, ressaltou.

Cameli explicou que a lei ampara o projeto, haja vista que, o estatuto da Polícia Militar é o mesmo do Corpo de Bombeiros. “O Corpo de Bombeiros está com defasagem, por isso vamos fazer esse remanejamento. Independente do que vai ou não vai, estou dando por encerrado esse assunto. Quero garantir uma coisa, ano que vem a gente vai fazer concurso e isso pode ter certeza”, explicou.

O concurso da Polícia Militar do Acre (PMAC) foi lançado em março de 2017, com 250 vagas para o cargo de soldado combatente no nível médio e técnico.

A convocação dos aprovados, de forma imediata, foi uma das promessas de governo durante a campanha eleitoral do governador em 2018.

A validade do concurso da PM era de seis meses, a contar da divulgação do resultado final do certame, que ocorreu em junho de 2018. Porém, o prazo foi prorrogado por mais dois anos no mesmo mês, menos de dez dias depois.

Continuar lendo

Cotidiano

Sem previsão de chuvas, segunda será de dia ensolarado e com poucas nuvens, diz Sipam

Publicado

em

De acordo com o Serviço de Proteção da Amazônia (Sipam), esta segunda-feira, 2, será de dia ensolarado em todo o Acre com poucas nuvens se formando e sem previsão de chuva. Segundo o boletim, faz calor em todas as áreas, mas ainda teremos temperaturas amenas durante a noite e madrugada.

Confira as temperaturas em todas as regiões:

Alto Acre

Em Assis Brasil, Brasileia, Epitaciolândia e Xapuri, as temperaturas oscilam entre a mínima de 18°C e a máxima de 31ºC.

Baixo Acre

Mínima de 18°C e máxima de 33ºC são as temperaturas registradas em Acrelândia, Bujari, Capixaba, Plácido de Castro, Porto Acre, Senador Guiomard e Rio Branco.

Vale do Juruá

Já em Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima, Marechal Thaumaturgo, Porto Walter e Rodrigues Alves os termômetros ficam entre 19ºC e 33°C.

Vale do Purus

Em Manoel Urbano, Santa Rosa do Purus e Sena Madureira faz entre 19º C e 33°C.

Vale do Tarauacá/Envira

Por fim, em Feijó, Jordão e Tarauacá a variação de temperatura fica entre a mínima de 19°C e a máxima de 33°C.

Continuar lendo

Coluna do Astério

A mágica do Distritão

Publicado

em

A Câmara Federal avança desesperada para conseguir a aprovação do Distritão com o objetivo de salvar os mandatos dos atuais parlamentares. O fim das coligações proporcionais, testado na eleição de vereadores, é fatal para a sobrevivência política de quem necessariamente precisa de uma chapa completa para garantir a reeleição com legenda substancial.

Acontece que o Senado não está disposto a quebrar a regra que acaba de ser criada, já que a proliferação de partidos favoreceu os escândalos de corrupção dos mensalões tucano, do PT e a operação Lava Jato. O Distritão sepultaria a representatividade social no cenário político favorecendo, inclusive, o avanço do crime organizado sobre a o estado brasileiro.

Segundo o ministro Gilberto Kassab, presidente nacional do PSD, seguido por outros lideres de grandes partidos, o Distritão impediria a pluralidade da sociedade brasileira nos espaços de poder. O voto proporcional é um dos maiores avanços conquistado pelo povo brasileiro na Constituição de 1988.

“A alegria de fazer o bem é a única felicidade verdadeira”. (Leon Tolstoi)

. Não vai ter eleição sem voto impresso!

. Vai ter sim!

. Vai não!

. Vai sim!

. Vai não…

. Acontece o seguinte, explicava um cientista político graduado em um boteco do Taquari, a pessoa vota no candidato, tira o extrato impresso da urna eletrônica e vai na casa do candidato receber os R$ 200 reais que ele pagou pelo voto.

. Mata a cobra e mostra o pau…e a cobra!

. O ex-presidente Lula parou de tomar pinga, o negócio agora é academia, maratona.

. O que é o que é?

. Joia de ouro em focinho de porca?

. Não vai ter eleição sem o voto impresso!

. Vai sim!

. Vai não!

. Pouca vergonha!

. O que será que o povo lá de fora pensa de nós?

. O Brasil é um verdadeiro carnaval, deve ser isso!

. Deputado Jenilson Leite (PSB) será mesmo o candidato da esquerda ao governo do Acre em 2022;

. O PT agradece!

. Segundo turno se junta com Sérgio Petecão.

. Mesmo assim será muito difícil vencer o governador Gladson Cameli.

. O PROGRESSISTA tá virando o MDB na era José Sarney.

. Depois implode!

. Nove pré-candidatos ao Senado já se inscreveram para disputar a eleição no Acre.

. Quem bateu na Pepa?

. Bom dia!

Continuar lendo

Acre

Agosto será marcado por chuva acima do normal e friagens no Acre

Publicado

em

Foto: Sérgio Vale/ac24horas

Segundo o portal ClimaTempo, apesar de ser o mês mais seco do ano na maior parte do país, agosto traz previsão um pouco diferente dessa tendência: choverá acima do normal no norte do Paraná, Mato Grosso do Sul, grande parte do Sudeste, Rondônia, Acre e Amazonas.

São previstas a passagem de três frentes frias neste mês de agosto. Uma por volta do dia 5, outra na virada da quinzena e uma terceira na última semana. Até o momento os modelos indicam que a primeira frente fria deve provocar mais chuva e a segunda deve trazer uma massa de ar frio mais intensa.

Devido ao avanço dessas novas massas de ar frio, agosto vai ser mais frio do que o normal em toda a Região Sul, São Paulo, Rio De Janeiro, metade sul de Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, leste de Mato Grosso, Rondônia, Acre e parte do Amazonas.

A chuva diminui de intensidade em relação ao mês anterior. A temperatura fica estável na maior parte da Região. Entre Manaus e Belém a chuva ainda deve vir de forma frequente, impedindo que a temperatura suba de forma mais significativa na região.

Entre Rondônia, Acre e o sul do Amazonas, são esperados dois episódios de friagem ao longo do mês, um na segunda e outro na terceira semana do mês. O último deve ser mais intenso e extenso.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2021 ac24Horas.com - Todos os direitos reservados