Conecte-se agora

Sanderson diz que Bolsonaro é a pior coisa que aconteceu, mas afirma ser contra impeachment

Publicado

em

Durante entrevista ao programa Boa Conversa transmitido pelo ac24horas nesta sexta-feira, 11, o advogado criminalista Sanderson Moura, conhecido por não ter papas na língua, provou que sua opinião fica ainda mais sincera quando o assunto é o presidente Jair Bolsonaro. Moura faz questão de afirmar que é contrário às ideias e ao modo de governar do atual presidente.

“Bolsonaro é a pior coisa que aconteceu no Brasil junto com esse vírus. É um dos principais males do nosso país. Quer destruir a educação, o sistema público de saúde, é o grande responsável por essa pandemia porque negou a compra da vacina”, diz Sanderson.

LEIA TAMBÉM:

Sanderson: “Não tem como ressuscitar a FPA com as mesmas ideias e as mesmas pessoas” 

Falta qualificação para Bittar, Mailza e Petecão no senado, diz pré-candidato do PSOL 

“Jorge Viana foi o melhor governador da história do Acre”, diz Sanderson Moura

Moura comentou ainda sobre o ex-presidente Lula, apontado nas últimas pesquisas, na liderança. “Lula é a solução se for uma disputa entre ele e o Bolsonaro. Neste caso, sem dúvida, Lula é melhor que Bolsonaro. Não só sou eu que digo isso. O Fernando Henrique diz isso, o Rodrigo Maia diz isso, eu acho que até quem votou no Bolsonaro não vota mais”, afirma Sanderson.

O pré-candidato ao senado pelo PSOL nas eleições do ano que vem concorda que uma terceira via seria importante se conseguisse se viabilizar. “Eu tenho acompanhado muito o Ciro Gomes, é um pensador de boas ideias para o país, mas precisa se viabilizar. Até agora não aconteceu, mas como as coisas mudam na política, pode ser que ainda aconteça”, explica.

Apesar de contrário ao governo Bolsonaro, Sanderson conta que acha inviável um impeachment. “Impeachment não é viável. Não é possível fazer um todo dia, é um desgaste muito grande para a nação. Eu vivi dois, com o Collor e a Dilma, mas eram contextos diferentes”, afirma.

Assista ao vídeo:

video

Na rede

Adolescente grávida é esfaqueada pelo marido em Mâncio Lima

Publicado

em

Na noite desta quarta-feira, 16, em Mâncio Lima, Charliene da Silva Maia, de 14 anos, grávida de 7 meses, foi esfaqueada pelo marido, Eulo Maia, de 20 anos, que fugiu depois da tentativa de feminicídio. Nem ela nem o filho correm risco de morte em decorrência da facada.

A menor foi levada para a unidade hospitalar do município e depois para o Hospital do Juruá em Cruzeiro do Sul. Segundo a direção clínica da unidade, a facada pegou na coxa da adolescente ,que já recebeu alta.

O delegado José Obetânio cita que o criminoso está sendo procurado pela Polícia Civil por tentativa de feminicídio.

Continuar lendo

Acre

Rio-branquenses têm deixado de se vacinar por querer escolher imunizante

Publicado

em

Em entrevista à imprensa na manhã desta quinta-feira, 17, na tenda em frente ao Palácio Rio Branco, destinada a vacinação do público de 45 a 49 anos contra a Covid-19, o secretário municipal de saúde, Frank Lima, alegou que a baixa adesão de parte do público para a vacinação ocorre em decorrência da escolha por vacinas.

Ao falar do baixo número de vacinação no Ginásio do Sesi, o secretário afirmou que pessoas têm procurado os postos de vacinação, porém muitos querem escolher qual vacina receberá.

“O que a gente precisa fazer? Sensibilizar as pessoas que estão em casa. Tem pessoas querendo escolher vacina, todas as vacinas que estão disponíveis estão aprovadas pela Anvisa e elas estão aí para imunizar as pessoas. Se as pessoas ficarem em casa querendo escolher vacinas, pode ser que nesse tempo de espera o vírus possa lhe pegar e isso não vai ser legal pra ninguém. Nós não queremos que morra mais ninguém e queremos imunizar as pessoas para tirarem ela desse risco”, afirmou.

Frank Lima comemorou a grande adesão de pessoas na tenda do Palácio e aproveitou para falar das críticas que vem recebendo nas redes sociais.

“Isso é pra tapar a boca de muita gente que vai pra rede social só pra criticar. Aqui tá o poder público junto, Prefeitura e Estado. Aqui é a demonstração de unidade para ajudar o povo e o povo elegeu os políticos para ser servido. Prefeitura e estados estão de mãos dadas para vencer a pandemia. Ainda há muitos críticos que acham que Rio Branco é a vacinação do atraso, mas iremos vacinar até domingo 27 mil pessoas”, defendeu.

Continuar lendo

Acre

Vacinação em frente ao Palácio Rio Branco registra longas filas

Publicado

em

No primeiro dia de vacinação contra a Covid-19 para pessoas de 45 a 49 anos, em Rio Branco, a tenda montada pelo Governo do Acre em frente ao Palácio Rio Branco registrou longas filas na manhã desta quinta-feira (17).

O mutirão é uma parceria do governo com a prefeitura de Rio Branco, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, cujo objetivo é acelerar a vacinação. Para ser vacinado basta comparecer ao local portando cartão do SUS, se houver, e um documento de identificação com foto e o CPF.

O governo disponibilizou uma plataforma online para agilizar o cadastro da população em geral que não esteja incluída nos grupos prioritários do Ministério da Saúde. Acesse o link: http://www.covid19.ac.gov.br/vacina/inicio.

Alguns moradores chegaram antes das 6h, para garantir os primeiros lugares na fila. O videomaker do ac24horas, Whidy Melo, acompanhou o início do mutirão de 48 horas. A ação foi acompanhada pelo governador Gladson Cameli, prefeito Tião Bocalom e do secretário municipal de saúde, Frank Lima.

 

Continuar lendo

Acre 01

Governo estuda realizar ExpoAcre 2021 em novembro, revela Sinhasique

Publicado

em

A secretária Estadual de Empreendedorismo e Turismo, Eliane Sinhasique, revelou ao ac24horas que nesta quinta-feira (17) ocorrerá uma reunião com a iniciativa privada para definir se de fato ocorrerá ou não a Expoacre 2021. O governo estuda a possibilidade da realização da feira agropecuária para o mês de novembro.

“A gente deve bater o martelo se de fato eles querem organizar o evento pois são vários parceiros envolvidos. É uma união de esforços”, declarou.

Eliane destacou que não existe a menor condição da feira ocorrer no meio do ano. Segundo a gestora, o governador Gladson Cameli quer resolver a questão da vacinação. “Até julho resolve a vacinação, aí tem mais dois meses para a segunda dose. Então deve ser em novembro, mas, temos que ver se faz no início ou no final do mês. Pois tem a questão da previsão do tempo e data de shows”, comentou.

A tradicional feira ocorre anualmente na segunda quinzena de julho, no entanto, a última Expoacre ocorreu em 2019, pois em 2020 o evento foi cancelado por conta da pandemia do novo coronavírus.

A festa é a maior no campo do agronegócio no estado. Em 2019, durante nove dias, a Expoacre movimentou mais de R$ 74 milhões e atraiu mais de 200 mil pessoas.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2020 ac24Horas.com - Todos os direitos reservados.