Conecte-se agora

Fazendas que fizeram pulverização de agrotóxicos em Xapuri não tinham autorização

Publicado

em

O órgão de defesa sanitária é o responsável pelo controle e fiscalização do uso, comercialização e transporte de agrotóxicos

A denúncia de que a pulverização de agrotóxicos realizada há cerca de uma semana na área de uma fazenda que faz limite com a Reserva Extrativista Chico Mendes pode ter atingido propriedades na unidade de conservação já está sob investigação do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), por meio da Promotoria de Justiça de Xapuri.

Conforme noticiado anteriormente pelo ac24horas, moradores de algumas localidades da Resex que fazem divisa com a fazenda Soberana sentiram, por vários dias, o forte cheiro do produto pulverizado por um avião de pequeno porte, de prefixo PR-TAI, da empresa Ortiz, que pelo período de uma semana usou a pista de pouso de Xapuri como base de operação.

Lavouras de subsistência e vegetação nessas áreas foram afetadas pela pulverização, de acordo com o que relataram os moradores a um grupo de vereadores, entre os quais está o presidente da Comissão de Meio Ambiente da Câmara Municipal, Elias Melo, o Menudo (PSD). Foi por meio dos parlamentares que o promotor de justiça Juleandro Martins foi noticiado do caso.

A partir desta segunda-feira, 17, o promotor passou a oficiar alguns órgãos públicos, entre eles o Instituto de Meio Ambiente do Acre (Imac), em busca de informações a respeito do assunto. O representante do Ministério Público deverá também ouvir os moradores das áreas que alegam ter sido afetados de alguma maneira pelo produto pulverizado pela aeronave.

No ofício, o MPAC pede esclarecimentos sobre quem está realizando a pulverização; se a atividade foi autorizada pelos órgãos responsáveis; se foram observadas as normas estabelecidas por lei e as condições ideais de aplicação; a região/local em que foram aplicados os defensivos agrícolas; e outras informações que forem julgadas pertinentes.

O ac24horas entrou em contato com o presidente do Imac, André Hassem, que afirmou ser o assunto de responsabilidade do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Acre (Idaf), órgão encarregado de fiscalizar e controlar o uso, comercialização e o transporte de agrotóxicos, além do destino final das embalagens, por meio da Divisão de Defesa Sanitária Vegetal.

Consultado, o engenheiro florestal Alex Elias Braga de Paula, auditor fiscal estadual agropecuário e chefe da Divisão de Defesa Sanitária Vegetal do Idaf, disse que com base na Lei de Agrotóxicos do Estado do Acre (Lei nº 2.843 09/01/2014), não é proibida a aplicação de herbicidas via pulverização aérea no estado, porém há uma série de regramentos que precisam ser observados.

Entre as normas a serem obedecidas estão: respeitar os limites de áreas de preservação permanente e de unidades de conservação ou área de interesse ecológico de forma geral e observar a distância de 1.500 metros para áreas onde haja povoados, além de comunicado prévio no caso de haver moradores no interior das áreas da propriedade que onde o produtor será aplicado.

Há, também, a necessidade de entrar com um pedido prévio junto ao Idaf, informando ao órgão a área onde ocorrerá a aplicação, o plano de voo da propriedade, o tipo de produto que será usado, a área georreferenciada com o croqui da propriedade. Ainda é preciso entrar, junto ao Imac, com o pedido de viabilidade ambiental para que o Idaf libere ou não a pulverização.

“No caso dessa aplicação, eu posso afirmar que não foi solicitada nenhuma autorização para pulverização aérea nessa região. O Idaf não tem conhecimento dessa aplicação e, portanto, ela foi feita à revelia da lei e o produtor responsável vai ser penalizado, ou seja, vai ser multado pela lei 2.843 e as pessoas que se sentirem prejudicadas devem denunciar na delegacia da cidade, pois além da esfera administrativa ele pode responder na criminal”, disse.

O ac24horas também apurou que outras fazendas usaram a pulverização aérea de herbicidas neste ano na região de Xapuri e municípios vizinhos. Geralmente, os defensivos são usados para combater a vegetação que afeta as pastagens. Em alguns casos, até mesmo a pastagem inteira é eliminada pelo produto aplicado para que a área receba uma nova semeadura de capim.

Desde a primeira abordagem que fez do assunto, nesta segunda-feira, 17, o ac24horas vem tentando conseguir o contato telefônico dos representantes da propriedade citada na reportagem sem, no entanto, obter sucesso até o fechamento desta publicação. O jornal se mantém à disposição deles para qualquer esclarecimento que se faça necessário.

Destaque 4

“Mais um degrau no combate à violência”, diz Mailza ao enviar R$ 700 mil à Casa Rosa Mulher

Publicado

em

As medidas de proteção à mulher e combate à violência feminina em Rio Branco serão reforçadas por meio de uma emenda de R$ 700 mil enviada pela senadora Mailza. O anúncio foi feito na tarde desta sexta-feira (1), durante visita da parlamentar à Casa Rosa Mulher.

“O ideal é que não precisássemos, nos dias de hoje, falar sobre a proteção das mulheres. Mas, ainda é forte a violência feminina. Por isso, compreendo a importância do meu cargo e procuro realizar as mudanças que vão fazer a diferença na vida de tantas mulheres. Essa emenda para a Casa Rosa Mulher em Rio Branco é mais um degrau no conjunto de ações que estou fazendo no enfrentamento da violência contra a mulher no Acre”, disse Mailza.

Essa emenda proporcionará a melhoria nas instalações internas promovendo um ambiente acolhedor e garantindo um atendimento humanizado para as mulheres vítimas de violência. É o que explica a gerente do Departamento de Políticas Públicas para as Mulheres, da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SASDH), Cristina Maia.

“A emenda no valor de R$ 700 mil será destinada para a equipagem da Casa Rosa e também vamos adquirir um micro-ônibus para que ele sirva na parte móvel, para também atender às mulheres na parte alta da cidade. Nós vamos conseguir atender também às demais regiões do município e região rural”, explicou.

Durante as sessões, as mães encontram apoio da Casa em deixarem seus filhos na brinquedoteca. Algumas delas, relatam que esse local é de fundamental importância para sua recuperação e de sua autoestima.

“A Casa Rosa Mulher é um ponto maravilhoso de acolhimento para todas as mulheres que precisam de ajuda. É um ponto de informação e empoderamento feminino, é muito importante na vida de cada uma das mulheres que aqui procuram”, disse Y.K.S, mulher assistida.

Continuar lendo

Destaque 4

Colisão entre veículos e motocicletas deixa cinco feridos na Avenida Ceará, em Rio Branco

Publicado

em

Um grave acidente de trânsito envolvendo um veículo modelo Corolla, de cor prata, um carro Fiat Pálio, de cor prata e algumas motocicletas deixou cinco pessoas feridas na madrugada deste sábado, 2, na Avenida Ceará, no bairro Abraão Alab, em Rio Branco.

De acordo com informações de populares que presenciaram o acidente, o condutor do veículo modelo Corolla trafegava no sentido bairro-centro em alta velocidade na Avenida Ceará, quando colidiu violentamente na traseira do veículo Fiat Pálio e em seguida colidiu contra as motos dos mototaxistas que estavam parando na frente a uma boate. Com impacto, o condutor do Pálio perdeu o controle da direção e entrou em uma rua paralela a avenida.

A ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionada e conduziu cinco pessoas com escoriações a Unidade de Pronto Atendimento (UPA Franco Silva) na Baixada da Sobral.

Policiais Militares do Batalhão de Trânsito estiveram no local e isolaram a área para os trabalhos de perícia, em seguida os veículos foram removidos por um guincho.

O condutor do veículo Corolla foi encaminhado à Delegacia de Flagrantes (Defla) para os devidos procedimentos.

Continuar lendo

Destaque 4

PT se distancia do PSB e estuda lançar Marcus Alexandre ao governo com JV ao Senado

Publicado

em

Ao que tudo indica o anúncio oficial da chapa da esquerda no Acre deve demorar ainda mais ou nem mesmo se concretizar. Esperado para ocorrer nesta semana, a federação entre PT e PSB, como ocorre no cenário nacional com Lula e Geraldo Alckmin, dá sinais que não deve sair do papel.

Dirigentes do PT defendem que o partido, que governou o Acre por duas décadas, lance chapa própria para as eleições 2022, principalmente após as declarações do ex-prefeito de Rio Branco, Marcus Alexandre, externou essa semana que não seria prioridade da sigla para a disputa de uma cadeira a Assembleia Legislativa.

Petistas consultados pelo ac24horas defendem que Marcus só se tornaria de fato prioridade caso disputasse o governo e essa possibilidade ganhou força nos últimos dias, o que levou o partido a postergar apoio ao deputado Jenilson Leite, pré-candidato ao governo pelo PSB.

Caso a articulação com PSB não se concretize na chapa majoritária, existe duas situações postas até o momento: Marcus sairia para o governo e Jorge para o Senado, ou Viana disputaria o governo e o PT agregaria outro nome ao senado que fosse de seus quadros.

A reportagem apurou que o ex-senador Jorge Viana teria dito a interlocutores que o movimento feito pelo governador Gladson Cameli de escolher a Márcia Bittar (PV) como vice, o fez repensar sobre a chapa majoritária.

O ac24horas convidou Jorge Viana para questioná-lo sobre e os desdobramentos das eleições deste ano e detalhar sobre o que pode ocorrer com os últimos movimentos da política do Acre às 18h, ao vivo, no Programa Boa Conversa.

Continuar lendo

Destaque 4

No São João da Thay, influenciador diz que Blogueiras do Acre “se acham muito”

Publicado

em

O São João da Thay, festividade que reúne diversas celebridades e influencers de todo o país, não foi só de looks perfeitos e diversão para os acreanos presente no evento.

Com a participação de conhecidos criadores de conteúdo do Acre, como Gleice Damasceno, Jéssica Ingrede, Juh Vellegas, Maxine Silva, Iasmyne Sampaio, Emilly Aguiar, Rebeca Aguiar e Pablo Charife, todos curtiram a última quarta-feira, 28, em uma das maiores festas no Maranhão, organizado pela blogueira Thaynara OG.

Nesta sexta-feira, 01 de julho, Thiago Drudi, conhecido antes com o nome artístico ‘Acreana’, desabafou em suas redes sociais momentos vividos com seus conterrâneos na festividade.

Drudi questionou o comportamento não tão agradável de algumas de suas colegas de profissão, que são da mesma cidade que ele, e disse que tentou proximidade, mas sem sucesso.

“As pessoas ficam perguntando porque eu não fico com as blogueiras do Acre, quase todas elas viram a cara para mim. Sabe quando a pessoa é da mesma cidade e não quer você no mesmo lugar? Eu tentei na primeira noite só que as alcunhas se acham muito”, declarou em seu Instagram.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Conteúdo protegido!