Conecte-se agora

Casa Civil confirma exoneração de Edivan Maciel e mudanças no setor do agronegócio indicam para o início de uma reforma política no governo

Publicado

em

O ótimo desempenho da produção de soja no Acre em 2021 não foi capaz de manter Edivan no cargo. O Palácio Rio Branco não se manifestou oficialmente sobre os motivos da mudança. Comando da SEPA já foi do PSDB de Mara Rocha. Cargos do segundo e terceiro escalão foram indicados pelo senador Sérgio Petecão (PSD-AC). A entrada do MDB indica o início de uma reforma política.

O médico veterinário Edivan Maciel foi comunicado pela Casa Civil do governo do Estado no início da noite de ontem (17), que será exonerado do cargo de secretário de Produção e Agronegócio. A exoneração pode ser publicada no Diário Oficial até a próxima sexta-feira (19).

Ontem à noite, Azevedo disparou alguns telefonemas para colegas secretários anunciando a sua saída do comando de uma das principais secretárias de estado, responsável pelo desenvolvimento da política de produção, com base no agronegócio.

Se o nome do empresário e pecuarista Nenê Junqueira for confirmado para substituir Edivan Azevedo, a mudança ocorre a pedido do senador Marcio Bittar (MDB-AC) e dar indícios de uma reforma política no governo.

Quando assumiu o cargo em novembro de 2019, Edivan era indicação da deputada federal Mara Rocha (PSDB-AC), que na época orbitava na base do Palácio Rio Branco.

Conselheiro técnico da ABCZ e membro da diretoria da Federação da Agricultura do Acre (Faeac), a boa relação com o setor pecuarista manteve o médico veterinário na pasta mesmo com o rompimento político entre o governador Gladson Cameli, o grupo do vice-governador Major Rocha e a deputada federal Mara Rocha.

Uma das missões dadas Maciel, a de impulsionar o setor produtivo principalmente as atividades ligadas ao plantio de soja, vinha sendo cumprida à risca. Em 2021, o estado alcançou 18,878 mil toneladas do produto, uma alta de 80,9% – ou 8,5 mil toneladas – em relação a 2020, quando o Estado colheu 10,4 mil toneladas.

Porém, o ótimo desempenho da produção de soja no Acre em 2021 não foi capaz de manter Azevedo no cargo. O Palácio Rio Branco ainda não se manifestou oficialmente sobre os motivos que levaram a queda do secretário, muito menos a confirmação de Junqueira para assumir a cadeira.

Ainda não se sabe se a negociação com Bittar é de porteira fechada, uma vez que cargos do segundo e terceiro escalão na secretária são indicações do senador Sérgio Petecão (PSD-AC).

Anúncios

Bombando

Anúncios

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas