Conecte-se agora

Amor, indiferença e dor!

Publicado

em

Ao lado do Into, onde centenas de pessoas estão internadas com Covid-19, fica a praça do Amor. Pequena, iluminada e bonita. Bem na rotatória da BR-364 com a Dias Martins, à beira do antigo açude da penitenciária agrícola da cidade, a velha Penal de décadas passadas, hoje transformado em um lago, o lago do Amor.

Os antigos contam, que nesse açude, alguns presos cruentos eram mortos e seus corpos amarrados em pedras e jogados em suas águas. Lenda urbana. Ninguém nunca achou uma carcaça humana até hoje. Só de bichos.

Sempre no finalzinho das tardes pessoas passeiam na praça do Amor felizes e sorridentes com seus pets. No Into, pacientes esperam por exames, se internam, ficam em enfermarias ou são entubados. Do lado de fora, parentes esperam, choram e esperam, à espera da angústia, da alegria ou da dor.

Com o crescimento da pandemia do coronavírus, no estacionamento da frente do Into, ficam os carros funerários aguardando os que morrem para, em cortejo, conduzi-los ao sepultamento. Não há velórios. Só a ruptura, a dor, a separação, o vazio e a saudade. Na estrada, carros passam acelerados, indiferentes…a vida segue.

“O maior pecado para com os nossos semelhantes, não é odiá-los, mas sim tratá-los com indiferença; é a essência da desumanidade”. (George Bernard Shaw)

CRM X Bocalom

O prefeito Tião Bocalom (PP) arranjou uma briga com o Conselho Regional de Medicina (CRM) ao recomendar o uso de cloroquina e ivermectina como prevenção a Covid-19. Se Bocalom se ativesse aos problemas cotidianos da cidade estaria de bom tamanho. Área médica não é sua praia.

Cloroquina na UTI

Pacientes com Covid-19 nas UTIs dizem aos médicos que não atendem o agravamento de seus casos porque tomaram cloroquina como foi recomendado pelo governo federal. Acontece que a recomendação do governo é política e não científica.

Sucesso do governo

O sucesso de uma gestão está estruturado no tripé finanças, planejamento e administração. Se essas três áreas estiverem bem, as demais funcionam normalmente.

Exemplo de gestão

O ex-prefeito Raimundo Angelim (PT) foi lembrado na Câmara Municipal durante a sabatina ao prefeito Tião Bocalom como um dos melhores gestores da cidade. A bem da verdade, Angelim fez uma das administrações mais frutíferas em obras, organização social, conquistas na saúde, educação, trânsito, lazer, transporte e cultura.

. Os números de contaminados e mortos pela Covid-19 não param de crescer; pastor Marcos, gerente da Gazin…

. A população tem que se cuidar, mas também ser vacinada.

. Cadê a vacina, presidente Bolsonaro?

. O governo federal poderia ter comprado 100 milhões de doses da Pfizer no ano passado, mas passou batido.

. Acreditou na idiotice da imunidade de rebanho; com isso, caminhamos para 300 mil mortos em todo o Brasil.

. Com o lockdown, Araraquara (SP) diminuiu consideravelmente os números da pandemia na região.

. O ser humano morre como morcego.

. Quando se podia matar morcegos hematófagos (que chupam o sangue dos animais no curral à noite) bastava pegar um só com uma malhadeira quase invisível.

. Passava-se uma pasta branca, venenosa, nas costas dele e soltava…

. Os morcegos dormem grudados, em pencas como as bananas; apenas um contamina todo restante.

. Quer matar humanos com vírus?

. Contamine só um que se encarregará de contaminar os demais.

. Morcegos e humanos são mamíferos, gostam de leite e de sangue!

. As guerras que o digam!

. Bom dia!

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas