Conecte-se agora

Cai a taxa de analfabetismo do Acre, mas ainda é a 10ª maior do país

Publicado

em

A taxa de analfabetismo das pessoas com 15 anos ou mais no Acre ficou em 11,6% em 2019, o que corresponde a 74 mil pessoas. Taxa superada somente pelos 9 estados situados na região Nordeste do país. Em relação a 2016, houve uma redução de 1,4 ponto percentual (p.p) na taxa, correspondendo a aproximadamente dois mil analfabetos a menos em 2019. 

Com essa notícia, vamos iniciar hoje, alguns comentários sobre os números do Acre na recente divulgação do módulo Educação, da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios – PNAD Contínua 2019, divulgado no dia 15/7 pelo IBGE. Pretendemos cumprir os nossos objetivos em dois artigos sequenciais.

Ainda sobre os analfabetos, a pesquisa indicou que, quanto mais velho o grupo populacional, maior a proporção de analfabetos. No grupo etário de 60 anos ou mais, a taxa foi de 34,5%, o que corresponde a quase 31 mil pessoas. Por sexo, na população de 15 anos ou mais, a taxa das mulheres ficou em 10,4% e dos homens, em 13,1%, tendo caído mais para as mulheres em relação a 2018: 0,9 p.p, enquanto que, para os homens, aumentou 0,1 p.p. No grupo etário de 60 anos ou mais, a taxa foi maior para os homens (37,5%) do que para as mulheres (31,6%), caindo 0,2 p.p. para os homens e os expressivos 3,7 p.p para as mulheres.


Já na análise por cor ou raça, chama atenção a magnitude da diferença entre pessoas analfabetas brancas e pretas ou pardas. Em 2019, 7% das pessoas com 15 anos ou mais de cor branca eram analfabetas, percentual que se eleva para 12,7% entre pretos ou pardos (diferença de 5,7 p.p.). No grupo etário de 60 anos ou mais, a taxa de analfabetismo dos brancos alcançou 20,9% e, entre as pessoas pretas ou pardas, chegou a 37,7%.

Cresceu o percentual de adultos de 25 anos ou mais com ensino médio completo

No Acre, a proporção de pessoas com 25 anos de idade ou mais que concluíram, no mínimo, o ensino médio passou de 41,2% em 2018 para 44,0% em 2019. Em 2016, esse percentual era de 39,2%. Cresceu também o percentual de pessoas com o ensino superior completo, que passou de 14,9% para 16,8% entre 2018 e 2019.

Segundo a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), a educação escolar é composta pela educação básica e pela educação superior. A educação básica contempla a educação infantil (creche e pré-escola), o ensino fundamental e o ensino médio. A educação superior, por sua vez, oferece cursos de graduação, pós-graduação, sequenciais e de extensão, não sendo os dois últimos investigados na PNAD contínua.


Na população com 25 anos ou mais, 13,0% eram sem instrução, 31,9% tinham o ensino fundamental incompleto, 7,2% tinham o ensino fundamental completo e 3,9%, o ensino médio incompleto. Ainda que esses quatro grupos tenham apresentado pequenas quedas entre 2018 e 2019, mais da metade das pessoas com 25 anos ou mais não completou o ensino médio no Acre (56%).

Menos da metade das mulheres (48,2%) do estado tinha, ao menos, o ensino médio completo, enquanto entre os homens esse percentual foi de 39,4%. Com relação à cor ou raça, 57,2% das pessoas brancas haviam completado esta etapa, já entre pretas ou pardas, esse percentual foi de 41,4%, uma diferença de 15,8 p.p.

Além disso, a média de anos de estudo das pessoas com 25 anos de idade ou mais passou de 7,8 anos, em 2016, para 8,8 anos, em 2019. Para as mulheres, a média foi de 9,0 anos e, para os homens, 8,0 anos. Com relação à cor ou raça, mais uma vez, a diferença foi considerável: 10,2 anos de estudo para as pessoas brancas e 8,2 anos para as pretas ou pardas.

Escolarização dos jovens de 15 a 17 anos ainda não atinge universalização

Em 2019, 296 mil pessoas frequentavam escola ou creche. Entre as crianças de 0 a 3 anos, a taxa de escolarização foi de 23,4%, o equivalente a 13 mil estudantes. Comparada a 2018, a taxa de escolarização das crianças de 0 a 3 anos aumentou 3,3 p.p., mas se comparado a 2016, essa taxa cresceu 8,3 p.p.

Entre as crianças de 4 e 5 anos, a taxa foi 78,3% em 2019, um pouco abaixo frente aos 78,6% em 2018, totalizando aproximadamente 24 mil crianças. Já na faixa de idade de 6 a 14 anos, falta pouco para a universalização, em 2016, já alcançava 98,1%, chegando a 98,8% de pessoas na escola em 2019.

Entre os jovens de 15 a 17 anos, a taxa de escolarização foi de 85,0% em 2019, 2,4 p.p. acima de 2018; valor ainda inferior à universalização para a faixa etária. Desde 2013, a idade escolar obrigatória é dos 4 aos 17 anos.


Entre as pessoas de 18 a 24 anos e com 25 anos ou mais, respectivamente, 33,8% e 6,9% estavam frequentando escola. Assim, frente aos resultados de 2018, a escolarização aumentou em praticamente todas as faixas até 17 anos (exceção ao grupo de 4 e 5 anos), apresentou estabilidade estatística para a faixa de 18 a 24 anos e uma queda para a faixa de 25 anos ou mais.

A rede pública de ensino tem atendido a maior parte dos estudantes desde a creche até o ensino médio, sendo, em 2019, responsável por 93,3% dos alunos na creche e pré-escola, 95,3% dos estudantes do ensino fundamental e 94,9% do ensino médio. Já a rede privada atendeu 65,9% dos estudantes de graduação e 72,5% dos alunos de pós-graduação.

São dados e números para a nossa reflexão. Chama a atenção aqueles que demonstram o fosso que ainda existente na educação acreana entre as categorias de cor ou raça. Nesse momento é relevante lembrar o que disse o grande educador brasileiro Paulo Freire: “Educação não transforma o mundo. Educação muda as pessoas. Pessoas transformam o mundo”. Na próxima quinta, volto ao tema.


Orlando Sabino escreve às quintas-feiras no ac24horas.

Acre

Sem mortes, Acre confirma apenas um novo caso de Covid-19

Publicado

em

Continuar lendo

Acre

Friale anuncia chegada de mais uma onda de frio polar para esta terça

Publicado

em

Continuar lendo

Cotidiano

Salários de servidora cedida vão ser pagos pela prefeitura de Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro

Publicado

em

Continuar lendo

Extra Total

De R$ 1,7 bilhão de empréstimos autorizados, governo do Acre não executou nenhum contrato

Publicado

em

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas