Conecte-se agora

Não há mais lugar para amadores 

Publicado

em

Quando os próprios adversários reconhecem que um candidato a prefeito é muito forte e nada fácil de ser batido, é um sinal claro de que este candidato tem o caminho aplainado para uma reeleição. É o caso do prefeito de Sena Madureira, Mazinho Serafim (MDB). Não chegou a este patamar de favoritismo por acaso. É que sabe como poucos transitar pelo labirinto do jogo dos bastidores. É bom lembrar que pegou a mulher Meire Serafim (MDB), que não tinha militância política, e a fez a deputada estadual mais votada do Acre na última eleição, derrotando candidatos medalhões, que eram tidos como favoritos para ocupar a primeira posição. Em todas as pesquisas sobre a popularidade dos prefeitos aparece entre os melhores avaliados. Conseguiu colocar em seu entorno as chapas mais fortes para a Câmara Municipal de Sena, e formar um largo campo de aliados. Teve a habilidade de levar para o seu palanque, até os partidos tradicionais de esquerda. E, por mais incrível que possa parecer, ele está tendo a preciosa colaboração da oposição, que se dividiu em várias candidaturas a prefeito. Na política, alguém já disse, não há mais lugar na política acreana para os amadores. 

PELOTÃO DE LARGADA

Minoru Kinpara (PSDB), Socorro Neri (PSB), Roberto Duarte (MDB) e Tião Bocalom (PROGRESSISTAS) – são em tese os que comporão o chamado “Pelotão de Largada”, na disputa da PMRB. As pesquisas mostram. Não significa que, eles não poderão ser superados pelos outros candidatos; na política, não há o impossível. E a campanha está longe de começar.

CEDO, MUITO CEDO

É cedo, muito cedo para se falar sobre os dois favoritos para chegar ao segundo turno.

LUCIDEZ E CACOETE 

Uma entrevista que vi ontem do ex-senador Jorge Viana (PT) reforçou o que tenho posto neste BLOG, ser ele uma das mais lúcidas lideranças da oposição. Só tem de deixar o cacoete que o PT é vítima; e aceitar que, o Bolsonaro ganhou, por o povo não suportar mais a corrupção do PT.

NÃO FICA SEM MANDATO

O JV deve analisar antes como ficará o quadro da disputa de 2022, saber quais serão ou quem será o adversário a ser batido, antes de tentar voltar ao Senado. Num cenário que se mostre espinhoso, pode optar em ser candidato a deputado federal. Mas não ficará sem mandato.

NÃO SE QUEIMA BIOGRAFIA

O Delegado Henrique Maciel está sendo vítima uma campanha insidiosa que cheira a uma trama por inveja ao belo trabalho que está fazendo no comando da Polícia Civil. Não se queima uma biografia pelo “me disseram”, sempre tem que se esperar a palavra final da justiça.

VIROU FENÔMENO

Na política, não adianta se envolver, ganhar um mandato, se não houver a identidade com a sua atividade. Os que ganham uma eleição; depois entendem que não são do ramo, costumam ficar só num mandato. Mas quando se gosta deste mundo, se pode chegar bem longe. É o caso da deputada federal Jéssica Sales (MDB), nova na política, mas que virou fenômeno de popularidade no Juruá. É um nome de muito futuro para o MDB em vôos majoritários.

ACABA VIRANDO VILÃO

Com mais de quatro décadas de jornalismo político, em que vi centenas de colunas nascerem e sumirem; e esta continua até hoje, aprendi uma coisa: não se toma partido em briga de políticos. Acabam se entendendo e quem se meteu na briga acaba virando o vilão do filme.

NUNCA É DEFINITIVA

Em política, os adversários costumam entrar numa sala brigados a ferro e fogo, e saírem abraçados, diz uma das máximas da política mineira. Portanto, cautela, numa briga.

DEVER DE CASA

O Major Rocha fez bem o dever de casa para esta eleição municipal. Tem dois candidatos competitivos nos dois maiores colégios eleitorais do Acre: Minoru Kinpara (PSDB), em Rio Branco, e Fagner Sales (MDB), de cuja chapa indicou o vice em Cruzeiro do Sul.

ALIANÇA IMPORTANTE

O PSDB, que deu um bote eleitoral vantajosos em trazer o PSL para o seu campo de aliados, pode fechar a chapa do Minoru Kinpara (PSDB) a prefeito de Rio Branco, com outra conquista mais importante ainda em termos de densidade eleitoral. Conversas estão em andamento.

OPINIÃO DE ADVERSÁRIO

Numa conversa ontem com um dirigente partidário de um partido adversário do MDB, este fez uma observação de que, não se pode tirar o nome do deputado Roberto Duarte (MDB) de uma chegada ao segundo turno. Lembrou que não foi em vão ter sido o mais votado deputado na capital. E acrescentou que, tem uma imagem popular na defesa de temas simpáticos ao povão.

VIROU UMA GUERRA

A não inclusão dos templos religiosos na lista das atividades liberadas pelo governo e pela prefeitura virou uma verdadeira guerra nas redes sociais. Lideranças evangélicas levaram para o campo político e prometem dar o troco durante a eleição de prefeito de Rio Branco.

QUEBRARIA TODO PLANEJAMENTO

Nada contra as igrejas, e muito menos contra o seu papel social e religioso, aliás, sou de formação cristã. Acontece é que tem um protocolo de controle da pandemia setorizado por faixas, e na “faixa laranja” as igrejas não se incluem, abrir seria quebrar todo planejamento.

DUAS DEFESAS DISTINTAS

Entre os políticos que defendem a volta dos cultos presenciais nas igrejas evangélicas há os  que estão na defesa de olho nos votos neste nicho. E há os políticos que defendem a abertura porque são evangélicos ativos por convicção, como o deputado federal Alan Rick (DEM).

PROVA DE FOGO

Conversando ontem com um médico amigo, este fez um comentário que faz sentido, de que, em 10 dias de comércio aberto é que se vai saber se a abertura foi ou não precipitada, de acordo com o número de contaminações que forem registradas. Se aumentar, o jeito é fechar.

SEMPRE BEM AVALIADO

Impressionante! Vendo ontem números de uma pesquisa para consumo interno de um partido, quando se coloca o nome do ex-prefeito Angelim (PT) como candidato a prefeito da capital, ele surge embolado na cabeça com os favoritos. Mostra ter votos cativos pessoais.

MELHOR NÃO SE AFOBAR

Está longe de termos fechados em definitivo o cenário das composições políticas para a disputa das prefeituras. Até o início da convenção municipal 31 de agosto, tudo pode acontecer. Ninguém se admire de uma aliança entre PSD-PSDB-MDB, em Cruzeiro do Sul.

BELO TRABALHO

Montar uma chapa com candidatos a prefeitos e a vereadores em todos os municípios, é uma sopa com mel quando se está no poder. E uma sopa de pedra na oposição. O presidente do PT, Cesário Braga, conseguiu montar estas chapas num clima de rescaldo da perda do governo.

PROBLEMA SÉRIO

Na capital, o PT está tendo que manipular uma situação negativa. Dos quatro vereadores do PT, dois se mudaram para outros partidos, um não disputará a reeleição, sobrando o vereador Rodrigo Forneck (PT). A proibição de coligações exige aos partidos ter chapas próprias.

FALTA EMOÇÃO

As sessões na Assembléia Legislativa pela mídia eletrônica perdem a essência e a emoção de um debate ao vivo. Era para estar pegando fogo neste ano eleitoral, se fossem presenciais.

FRASE MARCANTE

“A vida é a arte do encontro, embora haja tanto desencontro pela vida”. Vinícius de Moraes, poeta brasileiro.

 

Anúncios

Acre

Paciente está perdendo movimentos por falta de remédio na Fundhacre

Publicado

em

José Raimundo de Lima Mota é portador de hanseníase e recebe tratamento na Fundação Hospital do Acre (Fundhacre). Nos últimos meses, a condição de saúde de José Raimundo tem piorado diariamente. José está perdendo os movimentos. Tudo isso causado pela falta da medicação.

O paciente, de acordo com familiares, está há quatro meses sem receber a medicação responsável pelo controle da doença. “Isso é um absurdo. Meu irmão tá perdendo os movimentos, perdendo parte dos dedos e a gente vê a situação dele piorar a cada dia. A gente não sabe mais o que fazer ao perceber diariamente a situação do José se agravar”, afirma o irmão, José Mota.

O mais complicado de acordo com a família é a falta de informação precisa sobre a chegada do medicamento. “O que nos contaram é que esse é um medicamento doado pela Alemanha. Acontece que nos últimos meses não estão mandando mais para o Brasil a medicação que é eficaz para o tipo de hanseníase que meu irmão tem. Aí eu pergunto, se não vão mandar mais, tem que ser disponibilizada um outro medicamento. Com essa desculpa vão deixar meu irmão ir morrendo aos poucos?”, questiona Mota.

A reportagem procurou a assessoria da Secretaria Estadual de Saúde (Sesacre) que repassou o contato do diretor Marcelo de Lima para uma resposta. O ac24horas entrou em contato na tarde da última sexta-feira, 15, com o número de telefone fornecido por ligação e mensagem, mas não obteve resposta até hoje.

Continuar lendo

Acre

Forte chuva provoca alagamentos e queda de árvores em Rio Branco

Publicado

em

Foto: Reprodução/Facebook

Rio Branco foi acometida por uma forte chuva que caiu durante quase todo o dia nesta segunda-feira (18). O dia chuvoso provocou alagamentos em vários pontos da capital acreana, derrubou árvores e muros. Moradores do bairro Conquista compartilharam os estragados causados pela enxurrada.

Pelo menos 30 ocorrências foram recebidas pelo município. Houve ainda quatro quedas de árvores e um muro caiu no bairro Plácido de Castro. Na Vila Betel, uma família ficou ilhada em casa depois que um bueiro transbordou e invadiu a residência. A chuva iniciou por volta do meio-dia e até o final da tarde, já havia caído cerca de 30 milímetros.

Algumas equipes da Defesa Civil municipal foram acionadas para atender ocorrências em alguns bairros, como Conquista, Bela Vista, Vila Betel, Plácido de Castro, São Francisco e Chico Mendes.

Segundo a coordenação de Defesa Civil, não há registro de feridos. Uma das árvores caiu em um igarapé, enquanto as demais caíram sobre fiações elétricas. A Energisa mobilizou equipes para sanar o problema.

Continuar lendo

Acre

Avião que transporta Gladson desvia rota devido forte chuva na Capital

Publicado

em

O voo Latam 3388 que estava programado para chegar em Rio Branco às 13h desta segunda-feira, 18, teve que desviar a rota devido a forte chuva que assola o Acre desde o final da manhã. O mal tempo fez com que o avião que transporta o governador Gladson Cameli, o secretário de Saúde, Alysson Bestene, e seus assessores, fosse para Porto Velho, a capital de Rondônia.

O ac24horas apurou que enquanto a forte chuva perdurar, o avião ficará em Porto Velho para logo em seguida seguir viagem para Rio Branco. À caminho de Rio Branco, o piloto da aeronave ainda tentou ganhar tempo ao circular por duas vezes em território boliviano, mas como as condições climáticas não melhoraram, achou melhor seguir para Rondônia.

Gladson e sua comitiva participaram na manhã de hoje, no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, de uma agenda com o Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, que entregou oficialmente o primeiro da vacina CoronaVac aos Estados. O Acre receberá nesta primeira leva mais de 41 mil doses que estão sendo transportadas pela Força Aérea Brasileira e que devem chegar ao Estado ainda nesta segunda.

Continuar lendo

Acre

Sessões na Câmara permanecem online, informa N. Lima

Publicado

em

O presidente da Câmara Municipal de Rio Branco, vereador N.Lima, informou que as sessões e reuniões de comissões, que retornam suas atividades dia 02 de fevereiro, devem permanecer de forma remota até que a população esteja devidamente imunizada.

Nesta segunda-feira (18), o Acre receberá 41 mil doses da vacina CoronaVac e iniciará a primeira fase do Plano Nacional de Imunização.

N. Lima comemorou a notícia da aprovação da vacina parabenizando os esforços do governo para aquisição das doses e ressaltou que essa é uma grande vitória para a população “Com certeza, unindo os esforços do, governo federal, estadual e câmaras municipais, seremos mais fortes para combater esse vírus”, comentou.

Sobre manter as sessões online, o presidente foi enfático “A Câmara sempre se posicionou nas ações de combate à Covid19, aprovando leis para garantir o cuidado com a saúde da população rio-branquense, por isso para segurança de todos e até que seja concluído o plano de imunização do estado e município, optamos por permanecer com os trabalhos de forma remota, seguindo as orientações do Pacto Acre sem Covid”, disse N. Lima.

A decisão do presidente N. Lima se justifica, o Brasil já ultrapassa a marca de 209 mil mortes, no acre 44.621 mil pessoas foram infectadas e 835 pessoas morreram em decorrência das complicações causadas pela Covid-19.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2020 ac24Horas.com - Todos os direitos reservados.