Menu

Pesquisar
Close this search box.

Canadá leva gol antológico, mas vê ‘brasileiros’ errarem pênaltis e avança

Shaffelburg comemora gol marcado pelo Canadá contra a Venezuela, pela Copa América Imagem: Buda Mendes/Getty Images
Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

A noite desta sexta-feira (5) foi de emoção nas quartas de final da Copa América. O Canadá venceu a Venezuela por 4 a 3, nos pênaltis, e garantiu vaga na semifinal. As seleções ficaram no 1 a 1 durante o tempo normal no AT&T Stadium, em Dallas (EUA), com direito a gol antológico dos venezuelanos.


O jogo teve jogadores ‘brasileiros’ como vilões. Savarino (Botafogo) e Wilker Ángel (Criciúma) desperdiçaram seus pênaltis para a Venezuela — Herrera também perdeu.

Anúncios


Com a bola rolando, Shaffelburg colocou o Canadá na frente no primeiro tempo. Rondón, com um golaço de cobertura logo depois do meio de campo, deixou tudo igual para a Venezuela na etapa final de um jogo repleto de finalizações (31 no total).


O Canadá vai encarar a Argentina na semifinal da Copa América. O confronto entre as seleções será disputado na próxima terça-feira (9), às 21h (de Brasília), no MetLife Stadium, em Nova Jersey.


Como foi o jogo


A Venezuela foi a campo com: Romo; Aramburu, Ferraresi, Osorio e Navarro; Martínez, Herrera, Bello e Soteldo; Cásseres e Rondón. O Canadá teve como titulares: Crepeau; Johnston, Bombito, Cornelius e Davies; Osorio, Eustaquio, Laryea e Shaffelburg; David e Larin.


O começo do jogo foi frenético e teve os canadenses largando na frente. A Venezuela iniciou a partida assustando em chute de Rondón, mas depois viu o Canadá crescer no jogo e abrir o placar com Shaffelburg aos 15 minutos. O atacante aproveitou sobra de bola na área para colocar a seleção na frente. Antes, a equipe quase anotou um gol quase do meio-campo após saída errada do goleiro venezuelano.


O ritmo da partida ficou ainda mais quente depois do gol canadense. A seleção da América do Norte ainda teve três chances claras para ampliar antes do intervalo, mas parou em erros de finalização e no goleiro Romo. A Venezuela levou perigo em duas oportunidades por meio da bola aérea, mas Rondón e Herrera erraram o alvo, levando o 1 a 0 para os vestiários.


A Venezuela empatou o jogo com um golaço de Rondón aos 18 minutos. Os sul-americanos voltaram pressionando na etapa final, mas o empate só saiu em um lance mágico do maior artilheiro da história do país. Aramburu deu um chutão para afastar o perigo na área venezuelana, porém acabou encontrando Rondón. O camisa 23, pouco depois do meio de campo, viu o goleiro Crepeau adiantado e mandou por cobertura, levando o AT&T Stadium à loucura.


Assista ao golaço de Rondón:



O Canadá voltou a ser perigoso após levar o empate, mas a Venezuela respondeu. Oluwaseyi, que entrou ao longo da etapa final, quase marcou um golaço por cobertura e mandou outra finalização raspando o travessão para os canadenses. Do outro lado, Rondón teve uma chance cara a cara para virar o jogo, mas parou em Crepeau.


O Canadá levou a melhor nos pênaltis. Jonathan David, Bombito, Davies e Koné converteram as cobranças, enquanto Millar e Eustáquio desperdiçaram pelo lado canadense. Rondón, Rincón e Cádiz até marcaram pela Venezuela, mas Herrera, Savarino e Wilker Ángel erraram.


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido