Menu

Pesquisar
Close this search box.

Rio Branco tem uma das piores notas no índice de dados abertos

Imagem aérea da capital do Acre, Rio Branco - Foto Jardy Lopes
Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

Publicado nesta terça-feira (4) o Índice de Dados Abertos para Cidades 2023 traz uma avaliação sobre a disponibilidade e a qualidade dos dados abertos nas capitais brasileiras a partir de uma perspectiva cívica.


São avaliados os itens: Administração Pública, Assistência e Desenvolvimento Social, Cultura, Educação, Esporte e Lazer, Finanças Públicas, Habitação, Infraestrutura Urbana, Legislação, Meio Ambiente, Mobilidade e Transporte Público, Ordenamento Territorial e Uso do Solo, Saúde, Segurança Pública e Governança de Dados.

Anúncios


A avaliação vai de “opaco” para cidades com os menores índices, a “alto” para os melhores. Rio Branco recebeu a avaliação de “opaco” no Índice de Dados Abertos para Cidades, 2⁠ª pior nota, ganhando apenas de Roraima.


O índice é produzido pela Open Knowledge Brasil (OKBR), também chamada de Rede pelo Conhecimento Livre, é o capítulo da Open Knowledge Internacional no Brasil. Ela é uma organização da sociedade civil (OSC) sem fins lucrativos e apartidária, regida por um estatuto, decidido em assembleia realizada no dia 4 de setembro de 2013, sendo reconhecida em cartório no dia 3 de outubro de 2013.


O Índice de Dados Abertos para Cidades pauta a abertura de dados ao nível local, para orientar políticas de transparência ativa e embasar discussões sobre o tema. O acesso adequado a dados e informações públicas auxilia o combate à desinformação e ajuda a orientar a elaboração e monitoramento de políticas públicas, especialmente as que são desenvolvidas em âmbito municipal.


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido