Menu

Pesquisar
Close this search box.

Relatório que expõe violência contra jornalistas na Amazônia será lançado na terça (23)

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

Documento será lançado e discutido na próxima terça-feira (23) em evento aberto na Universidade Federal do Pará


“Fronteiras da Informação – Relatório sobre jornalismo e violência na Amazônia”, será lançado no próximo dia 23 de abril no auditório do NAEA (Núcleo de Altos Estudos Amazônicos), localizado no térreo da Universidade Federal do Pará (UFPA).

Anúncios


Produzido pelo Instituto Vladimir Herzog, o material, que tem o prefácio assinado pela jornalista Sônia Bridi, traça um panorama da situação enfrentada por jornalistas e comunicadores na região amazônica, evidenciando que este local, que é um dos biomas mais importantes e diversos do planeta, tem sido palco de uma crescente onda de violência que atinge diretamente os profissionais da imprensa.


O relatório expõe uma realidade que pouco mudou desde o brutal assassinato do indigenista Bruno Pereira e do jornalista inglês Dom Phillips em 2022, no Vale do Javari,e de casos mais recentes como os ataques contra a liderança indígena Txai Suruí. Para Giuliano Galli, coordenador de Jornalismo e Liberdade de Expressão do IVH, “a grande importância desse relatório se dá pela capacidade que ele tem de consolidar dados multidisciplinares sobre as várias questões que, direta ou indiretamente, afetam o trabalho de jornalistas e comunicadores que atuam na Amazônia”.



Nos últimos 10 anos, a Fenaj (Federação Nacional dos Jornalistas) registrou, nos nove estados da Amazônia, 230 casos de violência contra jornalistas que buscaram expor questões como garimpo ilegal, exploração madeireira, expansão agrícola descontrolada e narcotráfico na


Com recomendações ao Estado e dicas de segurança aos profissionais em comunicação, o relatório “Fronteiras da Informação” é um convite não somente à reflexão, mas também à ação sobre os desafios enfrentados pelos comunicadores e a necessidade de fortalecer o compromisso com a defesa dos direitos humanos, do meio ambiente e de seus defensores, da liberdade de expressão e do acesso à informação de interesse público em todo o país.


O evento contará com a presença de Hyury Potter e Fábio Bispo, respectivamente coordenador e repórter do relatório, Sadi Flores Machado, procurador regional dos Direitos do Cidadão no Pará, e Catarina Barbosa, jornalista e diretora da Abraji.


A transmissão ao vivo do evento e a versão digital do relatório estarão disponíveis, a partir do dia 23, no site: vladimirherzog.org/fronteirasdainformacao.


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido