Menu

Mulher fez compras, abriu crediário e deixou vítima com nome sujo no AP

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

Nesta segunda-feira, 1, a Polícia Civil do Estado do Amapá, por meio da 8ª Delegacia de Polícia da Capital (8ª DPC), prendeu uma mulher identificada como Camila Cibele Trindade Queiroz, de 36 anos de idade, acusada do crime de estelionato.


Segundo o Delegado Alan Moutinho, titular da 8ª DPC, a prisão ocorreu no bairro Jardim Marco Zero, através do cumprimento de mandado de prisão preventiva.

Publicidade

De acordo com o inquérito policial, em março de 2020, a acusada compareceu a uma loja de telefonia, localizada em Macapá, e, por meio do uso do documento de identidade original de outra pessoa, obteve vantagem indevida comprando um aparelho celular no nome da vítima e assinou um contrato de telefonia e internet. No documento, no local da fotografia da vítima, constava a própria foto da acusada, o que facilitou para que praticar crimes sem levantar suspeita. Utilizando a mesma estratégia, a acusada ainda conseguiu fazer cadastro em uma loja de roupas e em outra operadora de celular. A vítima só percebeu o ocorrido quando recebeu notificações do Serasa quanto a débitos que a mesma desconhecia.


A mulher presa será encaminhada à audiência de custódia.


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido