Menu

Visita de Bolsonaro no Acre vira perrengue entre aliados

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

O Bolsonaro nem chegou em Rio Branco e seus aliados se engalfinham na briga pela paternidade da visita. O BLOG tem informação de que o senador Márcio Bittar (UB) ligou para o deputado federal Ulysses Araújo (UB), indignado pelo fato deste ter espalhado outdoors pela cidade, sem menção ao seu nome e passando a impressão a quem vê as peças, ter sido Ulysses o autor do convite. – O Bolsonaro está vindo por um convite meu, a articulação pela sua vinda é minha, teria dito o magoado Bittar. Na verdade, ninguém tem mais prestígio com o clã Bolsonaro que o senador Márcio Bittar (UB), que o idolatra.


NO PIOR MOMENTO
O ex-presidente Bolsonaro chega ao Acre em seu pior momento político. Está inelegível – não pode ser candidato por oito anos, e ficará fora da próxima eleição – e ainda acossado pelas denúncias dos ex-comandantes do Exército e da Marinha, de que tentou dar um golpe militar pela volta da ditadura, podendo pegar por isso pena pesada. Mas, o voto é livre e quem venera o Bolsonaro exerce um direito democrático. Pode-se não concordar, mas tem que se aceitar.


CHEGA DE HIPOCRISIA
Poucos políticos podem falar mal dos governos do PT, no Acre.Tião Bocalom foi secretário de Agricultura no governo Jorge Viana. O Gladson, quando deputado federal, fez parte da base de apoio ao governo do PT. O senador Sérgio Petecão (PSD) foi presidente da ALEAC nos governo do PT, os quais defendia. O senador Alan Rick (UB) integrava como deputado federal a base de apoio no governo do PT. O deputado federal Ulysses Araújo (UB) ocupou cargos de confiança na Segurança, no governo do PT. A lista é bem mais ampla, mas o espaço é pequeno para colocar outros nomes. Por qual razão, então, o Marcus Alexandre (MDB), não pode trocar o PT pelo MDB? Criticar é hipocrisia. Na democracia você é livre para mudar de posição e de partido. Ora, pois!


NÃO DECIDIRAM NADA
Chega um vídeo da reunião do União Brasil para traçar seu rumo político, que é uma graça. Aparece o deputado federal Eduardo Veloso (UB) como mestre de cerimônia, falando nada com nada. No mesmo conteúdo, o deputado federal Fábio Rueda (UB). O deputado federal Ulysses Araújo (UB) limitou-se a dizer: Deus, Pátria, Família e Liberdade. O deputado Wendy Lima (UB) foi curto: bradou pela unidade. De concreto, apenas a fala do senador Alan Rick (UB): “Meu candidato é o Alysson Bestene”. E nada mais se disse ou foi perguntado.


SIDO COERENTE
O senador Alan Rick (UB) só apoiará o prefeito Tião Bocalom, caso Alysson Bestene (PP) não chegue ao segundo turno. Tem reiterado a posição em todas as falas. Mesmo com a irritação do senador Márcio Bittar (UB), que tinha prometido levar PL, União Brasil e REPUBLICANOS, para o colo do Bocalom. Só vai levar o PL.


QUANTO MAIS CABRA…..
Não duvidem de uma aproximação do governo com candidatos a prefeitos do MDB. Uma conversa já ocorreu com um candidato do interior. Sabem da importância de ter o MDB apoiando em 2026, o Gladson Cameli para o Senado. Quanto mais cabras, mais cabritos, diz o ditado. A política é pragmática.


CONVERSA DIRETA
Parlamentares que possuem negócios milionários com o governo do estado serão chamados para uma conversa franca para que apoiem a candidatura de Alysson Bestene (PP) para a PMRB.


CANDIDATURA CONFIRMADA
Quem voltou a confirmar ontem ao BLOG a candidatura a prefeito de Rio Branco, foi o deputado federal Roberto Duarte (MDB). Reiterou não apoiar Tião Bocalom e nem Marcus Alexandre.


OUTRA RASTEIRA
Além de cooptar o prefeito de Acrelândia, Olavinho, o deputado Roberto Duarte (MDB) levou para o partido da Igreja Universal, o REPUBLICANOS, o Delegado de Feijó, Railson Ferreira, que estava a caminho de filiar-se ao MDB. Com a promessa de lhe dar forte estrutura de campanha. O sistema é bruto.


NOME CONFIRMADO
Recebo a ligação do ex-prefeito Mauri Sérgio para confirmar que, a advogada Márcia Barbosa – irmã da sua mulher Nazaré – será mesmo candidata a vereadora pelo REPUBLICANOS, tendo aceito o convite do ex-marido e deputado federal Roberto Duarte (REPUBLICANOS), que quer lhe dar um mandato.


NÃO VEJO OUTRO NOME
Dentro da aliança partidária que vai sustentar a candidatura de Alysson Bestene (PP) para a PMRB, não vejo outro nome com maior poder de articulação que o secretário de Educação, Aberson Carvalho. Foi quem comandou a candidatura da deputada federal Socorro Neri (PP), a mais votada para a Câmara Federal. A eleição para a PMRB não é para amador.


MEXIDA NA ALEAC
Pode haver mexida na composição de deputados na ALEAC, com um pedido de afastamento de um deputado para beneficiar um suplente. Como está ainda em gestão, não dou os nomes.


DESILUDIDO COM A POLÍTICA
A última vez que conversei com o ex-deputado Vagner Sales (MDB), foi ano passado, e ele deixou bem claro o seu desencanto com a política e com a forma suja como é feita hoje. Talvez, seja isso que esteja influenciando a suposta desistência da sua filha e médica Jéssica Sales (MDB), de disputar a prefeitura de Cruzeiro do Sul.


BAQUE GRANDE
O MDB é o partido que tem sofrido o maior golpe nesta reta final de pré-campanha. Perdeu o prefeito de Acrelândia, Olavinho; a filiação do Delegado Railson Ferreira, forte candidato em Feijó; e pode não ter a Jéssica Sales, em Cruzeiro do Sul.


NÃO DOU COMO CERTO
Não dou como certo porque não ouvi nenhuma manifestação da Jéssica Sales (MDB), neste sentido; mas é forte o boato no MDB, que seu grupo pode indicar o vice do prefeito Zequinha (PP), em Cruzeiro do Sul.


COORDENADORA
A publicitária Charlene Lima deve ser a coordenadora da campanha da candidata a prefeita de Feijó, Terezinha Moreira (PL), após acerto feito com o senador Márcio Bittar (PL).


PODE PEDIR
Quem pode pedir com mérito voto para sua reeleição, é a vereadora Elzinha Mendonça (PSB). Não aceitou ser cooptada pelo prefeito Tião Bocalom e exerceu seu papel de fiscalizar a atual gestão da PMRB.


CONVERSA ADIANTADA
Se encontra muita adiantada a conversa para o PSB se juntar com o MDB, e apoiar Marcus Alexandre para prefeito. O ex-deputado Jenilson Leite (PSB) foca em disputar o governo em 2026.


FRASE MARCANTE
“Vivam como irmãos e façam negócios como estranhos”. Ditado oriental.


Participe do grupo e receba as principais notícias na palma da sua mão.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.