Menu

Bombeiros, secretarias e Defesa Civil montam estrutura de guerra para retirar famílias de áreas de risco

Foto: Corpo de Bombeiros e trabalhadores da Empresa Municipal de Urbanização se preparam para sair em resgate I Whidy Melo/ac24horas
Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

Cerca de 160 pessoas de diversas secretarias municipais se apresentaram no batalhão do Corpo de Bombeiros, na manhã deste sábado, 24, para auxiliar na retirada de famílias e bens atingidos pela cheia do rio Acre e igarapés, em Rio Branco. Sob coordenação da Defesa Civil municipal e do Corpo de Bombeiros, homens e mulheres carregam mantimentos, barcos, motores, coletes e outros itens em caminhões das secretarias públicas e dos órgãos de emergências que foram colocados à disposição para os atendimentos (veja o vídeo ao fim da matéria).


O tenente-coronel da Defesa Civil, Sandro Cassiano, um dos coordenadores da ação, explicou o funcionamento dos atendimentos. “O pedido de ajuda chega via CIOSP, num quadro nós temos todos os veículos e pessoal que compõem a equipe, em outro quadro os chefes de equipe. A chamada é feita por um microfone, que convoca a equipe. A missão é anunciada e os materiais são carregados de acordo com a necessidade. Depois disso, a equipe se desloca para o local da ocorrência”, afirmou.

Publicidade

Até o fechamento desta matéria, de acordo com informações divulgadas pela Secretaria de Assistência Social de Rio Branco na manhã de hoje, 73 famílias já foram colocadas em abrigos em razão de alagações, mas o número tem aumentado constantemente. A medição da Defesa Civil municipal feita às 9h no rio Acre em Rio Branco registrou 14,82m no manancial, que ainda não deu sinal de estabilização. 23 bairros já foram atingidos, com 122 ocorrências atendidas pela Defesa Civil e Corpo de Bombeiros.


Assista à videorreportagem:


video
play-sharp-fill


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido