Menu

Estão abertas as inscrições para o 53º Concurso Internacional de Cartas

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

Está aberta a temporada de inscrições para o 53º Concurso Internacional de Redação de Cartas. Voltado para estudantes de até 15 anos de escolas públicas e privadas de todo o Brasil, o concurso é realizado pelos Correios, entidade vinculada ao Ministério das Comunicações (MCom). As inscrições para o concurso começam nesta quarta-feira (21/2) e vão até o dia 22 de março.


O tema deste ano é: “Escreva uma carta para as futuras gerações sobre o mundo que você gostaria que elas herdassem”. As inscrições devem ser realizadas pelas escolas, que devem selecionar até duas redações de seus estudantes para representá-las.

Publicidade

O MCom faz parte da banca julgadora da etapa nacional, composta por diferentes instituições. A comissão julgadora irá avaliar a coerência no desenvolvimento e com o tema proposto; relevância internacional levando em conta a particularidade de cada local; criatividade e domínio da língua.


Para a secretaria-executiva do MCom é um privilégio participar desse projeto, que permite a participação de escolas públicas e privadas, sejam das grandes capitais ou dos pequenos municípios do interior, incentivando seus estudantes a refletirem sobre temas atuais e relevantes, e a expressarem suas ideias por meio da escrita.


Sobre o Concurso


O Concurso Internacional de Redação de Cartas para Jovens é promovido anualmente pela União Postal Universal (UPU) , agência especializada da Organização das Nações Unidas (ONU) que coordena políticas e serviços postais entre as nações e o sistema postal internacional.


No Brasil, os Correios são responsáveis por realizar esse concurso que é organizado em três fases: escolar, estadual e nacional. A primeira melhor redação de cada estado segue para a fase nacional, onde serão selecionadas as três melhores cartas. A primeira colocada irá representar o Brasil na fase internacional, que fica sob a responsabilidade da UPU.


Premiação


O estudante autor da melhor redação na fase nacional recebe prêmio de R$ 10 mil em dinheiro e sua escola, R$ 10,5 mil. O segundo e o terceiro colocados da etapa nacional também recebem premiação, de R$ 8 mil e R$ 6 mil, respectivamente – e suas escolas recebem R$ 10,5 mil, R$ 8,5 mil e R$ 6,5 mil. Na fase regional, o prêmio é de R$ 2,3 mil para o autor da melhor redação e de R$ 2,5 mil para sua escola.


Histórico


O Brasil é o segundo país mais bem colocado, com 3 medalhas de ouro (1972, 1988 e 2006), 2 de prata (1978 e 1980), 2 medalhas de bronze (1992 e 2015) e 6 menções honrosas (2009, 2012, 2016, 2017, 2018 e 2023). O país só fica atrás da China, que possui 5 medalhas de ouro.


Na última edição, em 2023, foram 2.482 cartas encaminhadas, sendo 1.309 escolas participantes. Destas, 397 eram de particulares e 912, públicas. O Brasil ganhou menção honrosa com a carta de Edinayana Costa Sarmento, aluna da escola pública C.E. EM Presidente Fernando Henrique, de Monte Alegre, no Pará. A carta vencedora da etapa internacional foi de uma estudante do Quênia.

Publicidade

Para obter mais informações acesse a página do concurso no site dos Correios .


Por: Ministério das Comunicações (MCom)


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido