Menu

Motorista se entrega à polícia após atropelar pedreiro de Cruzeiro do Sul

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

O homem que não teve o nome divulgado, e que atropelou o pedreiro Ricardo Nascimento Dias, 35 anos, na madrugada de segunda-feira, 12, em Cruzeiro do Sul, foi até a delegacia, onde foi ouvido e liberado. Ricardo morreu no local do acidente.


O acusado estava acompanhado de um advogado e confirmou que era o condutor do veículo, um carro modelo Polo de cor preta, que atingiu a vítima.

Publicidade

No momento do acidente, o condutor se evadiu do local sem prestar socorro à vítima, que morreu na hora. O veículo foi encontrado na tarde de segunda-feira pela Polícia Militar no Bairro Miritizal com latas de cerveja dentro. À noite ele foi à delegacia, ouvido e liberado.


O delegado Adam Ximenes afirmou que ainda não há elementos suficientes para pedir a prisão do motorista, porque a investigação está em fase inicial.


O motorista foi submetido a exames de sangue e urina, que vão confirmar se ele estava alcoolizado ou sob efeito de drogas quando atingiu Ricardo com o carro. O material genético foi coletado e enviado para análise em Rio Branco.


A autoridade policial disse que vai ouvir outras testemunhas que estavam na companhia do motorista e aguardar o resultado da perícia e das imagens do local do acidente para tomar as medidas necessárias.


Ricardo era casado e deixou dois filho. A família pede justiça e espera que o motorista seja responsabilizado pelo crime.


“Meu irmão estava atravessando a rua e o condutor deve ter avançado o sinal. Devia estar embriagado. Meu irmão foi arremessado contra o poste. Quando chegamos lá ele já estava morto. A gente pede justiça por ele porque isso não pode ficar assim”, desabafa o mototaxista José Eudes Nascimento, irmão de Ricardo.


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido