Menu

Mesmo perdendo, Atlético-MG fica com o 3º lugar e Bahia se salva do rebaixamento

FOTO: REPRODUÇÃO
Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

O Bahia se livrou do rebaixamento ao golear o Atlético-MG por 4 a 1, na Arena Fonte Nova, nesta quarta-feira (6), pela última rodada do Campeonato Brasileiro. A permanência também foi garantida após a derrota do Santos para o Fortaleza.


Com o resultado, o time comandado por Rogério Ceni subiu para 44 pontos e saiu da zona de rebaixamento, ultrapassando o Santos, que ficou com 43.


Cauly, Luciano Juba, Thaciano e Ademir marcaram para o Esquadrão de Aço. Paulinho, que terminou como artilheiro do Brasileirão, com 20 gols marcados, descontou para o Galo.

Publicidade

A derrota fez o Atlético-MG permanecer com 66 pontos, na terceira posição, mas o objetivo reafirmado várias vezes pelo elenco atleticano foi alcançado: conquistar a vaga direta para a fase de grupos da Libertadores.


Situação final do Z4:
17º – Santos (43 pontos)
18º – Goiás (38 pontos)
19º – Coritiba (30 pontos)
20º – América-MG (24 pontos)


Situação final do G6:
1º – Palmeiras (70 pontos)
2º – Grêmio (68 pontos)
3º – Atlético-MG (66 pontos | 19 vitórias | saldo: 20)
4º – Flamengo (66 pontos | 19 vitórias | saldo: 14)
5º – Botafogo (64 pontos)
6º – Bragantino (62 pontos)


Como foi o jogo


O Bahia foi superior e levou a melhor em primeiro tempo agitado. Os baianos pressionaram o Atlético-MG desde o início e chegaram ao gol com Cauly, em 11 minutos, aproveitando erro de Edenílson. O Galo mostrou que ter o artilheiro da competição faz diferença, e Paulinho igualou o placar aos 35, após boa jogada de Igor Gomes. Precisando do resultado, a equipe de Ceni conseguiu o segundo gol, nos acréscimos, com Luciano Juba.


O segundo tempo começou tenso, mas o Bahia fez o terceiro e se tranquilizou. Depois de segurar uma pressão atleticana, o Bahia se acertou e conseguiu chegar no terceiro gol aos 22 minutos, com Thaciano. Ademir ainda fechou o resultado, nos acréscimos.


Gols e destaques


1×0: Os mandantes aproveitaram “entregada” e abriram o placar aos 11 minutos do primeiro tempo. Edenílson vacilou na saída de bola e foi desarmado por Rezende, que ligou Thaciano em um dois contra um. O meia deixou Cauly na cara do gol, e o camisa 8 finalizou no cantinho.


O Bahia sufocou o Atlético-MG, mas Everson salvou. Logo após o gol, Luciano Juba cobrou falta para a área, David Duarte cabeceou firme, à queima-roupa, e obrigou Everson a praticar grande defesa. Aos 24, o goleiro atleticano buscou no cantinho um petardo de fora da área de Rezende.

Publicidade

1×1: Paulinho entrou em ação. Já mais centrado na partida, os visitantes chegaram ao empate com o artilheiro, aos 35 minutos. O atacante recebeu de Igor Gomes entre a defesa adversária e tocou, de canhota, na saída de Marcos Felipe.


2×1: Esquadrão de Aço na frente de novo. Após briga de foice pela bola, Thaciano recebeu e cruzou de primeira na segunda trave. Luciano Juba chegou de trás e chapou no canto esquerdo de Everson.


O segundo tempo foi mais pegado. Inicialmente, o Bahia ficou postado na defesa e tentando sair rápido para pegar os atleticanos desprevenidos. O jogo foi ficando mais equilibrado, e os mandantes voltaram a ditar o ritmo do confronto. Muitas disputas mais fortes ocorreram ao longo do período.


3×1: Bahia ampliou e inflamou seu estádio. Rezende arriscou chute rasteiro de fora e acabou acertando em Thaciano, que dominou do jeito que veio e chutou para o fundo do gol.


4×1: Ademir completou o resultado com golaço. O camisa 7 carregou sozinho em velocidade até a grande área, cortou para dentro e acertou o cantinho.


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido