Falta de chuvas seca açudes no Acre e animais podem morrer por falta de água

Receba notícias do Acre no grupo de WhatsApp do ac24horas.

A situação de mais de 500 produtores do Walter Arce, Projeto de Assentamento localizado na zona rural de Bujari, é desesperadora. A seca severa que atinge o Acre neste verão amazônico tem feito os açudes, de onde é retirada a água usada para irrigar o plantio agrícola e para matar a sede dos animais, secarem completamente.


Moradores relatam que a situação beira o desespero. Sem chuvas na região, as dificuldades sem agrava a cada dia. Um exemplo de como a situação tem se tornada desesperadora é um vídeo (veja abaixo) enviado por Estefany Silva, uma produtora do Walter Arce. A agricultura “caminha” por dentro do açude completamente sem água. “Isso aqui tudo é um açude enorme e estou andando pelo meio dele. Não tem como plantar, as hortaliças não sobrevivem e a gente não sabe mais o que fazer. Não tem mais água de jeito nenhum, nossa situação é muito complicada”, diz.


Os efeitos da seca também podem ser comprovados em uma estufa de uma produtora orgânica. A plantação, sem água, está ficando completamente perdida.

Anúncios

Sem água e sem ajuda do poder público, os produtores estão “gritando” por socorro. A reportagem do ac24horas teve acesso à dois pedidos de ajuda emergencial encaminhados por uma das associações de produtores do Projeto de Assentamento à Márcio Alércio, superintendente do INCRA no Acre, e a José Luiz Tchê, Secretaria Estadual de Agricultura.


No documento, os produtores explicam a realidade de extrema gravidade. “É com grande preocupação que relato a atual situação que aflige nossa região. A escassez de água tem impactado negativamente não apenas nossos agricultores, mas também a qualidade de vida de todos os residentes locais. A falta de água potável ameaça diretamente a produção agrícola e a hidratação animal, colocando em risco a segurança alimentar e econômica de nossa comunidade. As lavouras estão sofrendo com a estiagem prolongada, e muitos agricultores já enfrentam perdas substanciais em suas colheitas. Além disso, nossos habitantes estão enfrentando dificuldades diárias para o suprimento de água para suas necessidades básicas. O cenário é alarmante e exige ação imediata”, diz o pedido de ajuda.


O documento da Associação de Produtores e Produtoras Rurais Três Fronteiras pede aos dois órgãos a cessão de máquinas para a construção de mais açudes e o abastecimento de água de forma emergência com caminhões pipas.


Veja o vídeo:


video
play-rounded-fill


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido